Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pela primeira vez, estudiosos fazem transplante de células-tronco para tratar Parkinson
Foto: Reprodução / Pixabay

Pesquisadores japoneses afirmaram nesta sexta-feira (9), que transplantaram células-tronco para o cérebro de um paciente em um ensaio que procura curar o mal de Parkinson. A equipe é formada por estudiosos da Universidade de Kyoto.

 

Os pesquisadores injetaram células-tronco pluripotentes induzidas (iPS), que possuem o potencial de se desenvolver em qualquer célula do corpo, no cérebro de um homem de 50 anos. Ele ficou estável depois da operação, que foi realizada no mês passado, e será acompanhado durante dois anos pela universidade.

 

De acordo com o G1, os pesquisadores injetaram 2,4 milhões de células iPS no lado esquerdo do cérebro do paciente. Se nenhum problema for detectado nos próximos seis meses, eles irão implantar mais 2,4 milhões de células no lado direito.

 

As células foram doadas por pessoas saudáveis e desenvolvidas em percursores de células cerebrais produtoras de dopamina, que não estão mais presentes em pessoas com mal de Parkinson. Este é o primeiro estudo envolvendo o implante de células-tronco no cérebro para curar o mal de Parkinson.

Histórico de Conteúdo