Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Curso ressalta importância de comunicação entre médicos, pacientes e familiares
Foto: Divulgação
Salvador recebe neste sábado (11) e domingo (12) um curso com o objetivo de ensinar comunicação aos profissionais de saúde. Chamado Comunicação Difícil em Saúde (CDS), o método "nasceu da necessidade de que os profissionais da saúde precisam reaprender a conversar com pacientes e seus familiares", contou o Secretário Geral da Academia Nacional de Cuidados Paliativos, Douglas Henrique Crispim. "A ideia é criar protocolos eficazes e humanos de comunicação e por isso, o CDS é um curso muito procurado por profissionais em várias cidades do Brasil", completou. Segundo o especialista, os médicos tendem a interromper a escuta em uma consulta com uma média de 23 segundos e poucos deixam que o paciente ou familiar termine a primeira frase. Falar mais que ouvir, interromper, usar termos técnicos são sinais de que este profissional precisa mudar a forma de se comunicar. Isto terá impacto em seus pacientes e também em sua satisfação profissional. "Estudos mostram como médicos utilizam meios de bloqueio das próprias emoções, gerando um diálogo que ao seu ver foi eficaz, muito diferente da opinião dos pacientes e familiares, que se mostram com grande taxa de insatisfação e consideram insuficientes muitas abordagens médicas", explicou. 

Histórico de Conteúdo