Mensagem falsa de que ebola chegou ao Brasil se espalha na internet
Uma mensagem que afirma que o ebola chegou ao Brasil já foi compartilhada milhares de vezes em e-mails, redes sociais e aplicativos como o Whatsapp, mas é falsa. O texto afirma que um nigeriano chegou a São Luís (MA) com sintomas da doença e teria falecido no último sábado (9) no Hospital Universitário (HUUFMA). A publicação garante, ainda, que o caso foi acobertado pelo Ministério da Saúde (MS) e que a Polícia Federal iniciou uma operação chamada “Fronteiras Fechadas” para evitar que africanos entrem no país. Por meio de nota, o Hospital Universitário informou que não há nenhum caso de paciente internado com ebola e que a informação divulgada pelas redes sociais é de extrema maldade, com intuito de causar pânico na população. Segundo o G1, o secretário de Vigilância em Saúde do MS, Jarbas Barbosa, afirmou que já houve casos de pacientes que vieram da África com sintomas variados e que a possibilidade de ebola foi verificada e descartada. “Tem casos de pessoas que vêm de países onde nem tem ebola e os sintomas nem são parecidos”, diz Barbosa. Para ele, isso mostra que os profissionais e o sistema de saúde em geral estão “muito sensíveis” para identificar esses casos. Nenhum dos casos apresentados até o momento no país preencheu os requisitos para ser considerado suspeito de ebola. “Um era malária e o outro era infecção urinária. Como a pessoa tinha vindo da África, pensaram que poderia ser ebola. Mas no hospital de referência, essa possibilidade é descartada”, explicou. Barbosa garante ainda que, como não há casos assintomáticos da doença, que é grave, alem de ser mais fácil identificar um paciente infectado é muito difícil que algum doente consiga fazer uma viagem internacional, o que dificulta ainda mais a propagação do vírus para outros continentes. Ao Bahia Notícias, a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde do Maranhão disse que não vai se pronunciar sobre a mensagem.

Histórico de Conteúdo