Micareta de Feira: Clériston Andrade tem menor número de ocorrências dos últimos 4 anos
Foto: Divulgação

O Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) registrou uma redução de 19% no total de atendimentos durante a Micareta de Feira de Santana, em comparação ao ano passado. Foram registradas, neste ano, 2014 ocorrências: 87 acidentes automobilísticos (65 com motos), 69 atendimentos clínicos e 24 casos de violência (agressão, assaltos, espancamentos e vítimas de ferimentos com arma branca e de fogo). O número total de ocorrências foi o menor dos últimos quatro anos. Para o diretor-geral da unidade, José Carlos de Carvalho Pitangueira, os números demonstram que a festa foi mais tranquila se comparada a anos anteriores. "Estive todos os dias de plantão no hospital para acompanhar de perto as ocorrências e posso afirmar que a estatística de 2018 foi um diferencial no que diz respeito às ocorrências de violência durante a folia. Já não posso dizer o mesmo em relação aos acidentes de motos, o número continua elevado", afirmou. 

Vacina contra dengue só pode ser tomada por quem já teve doença, confirma OMS
Foto: Osnei Restio

A vacina contra dengue, vendida na rede privada na maior parte do Brasil, não deve ser tomada por pessoas que nunca tiveram a doença. A informação foi confirmada na última quinta-feira (19) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade recomenda, segundo o G1, a realização de um teste antes da aplicação do imunizante. O Dengvaxia é fabricado pelo laboratório francês Sanofi Pasteur e é a primeira vacina do mundo licenciada contra a dengue. "Agora temos informações mais claras de que a vacina precisa ser tratada de forma mais segura, sendo aplicada exclusivamente em pessoas já infectadas", disse Alejandro Cravioto, presidente do Grupo de Especialistas em Aconselhamento Estratégico da OMS (SAGE), durante um encontro em Genebra, Suíça. Em novembro de 2017, a própria fabricante realizou análises e chegou à conclusão de que a vacina poderia aumentar o risco de dengue grave em pessoas que nunca foram expostas à doença. O Ministério da Saúde afirmou que o Comitê Técnico Assessor de Imunizações (CTAI) recomendou a não introdução da vacina para dengue produzida pela Sanofi no Sistema Único de Saúde (SUS) até a finalização dos estudos de custo-efetividade.

STJ permite produção de genéricos de um dos remédios mais caros do mundo
Foto: Getty Images

Decisão da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) abriu a possibilidade para produção de genéricos do medicamento Soliris (eculizumab), o único disponível para o tratamento de uma doença rara que afeta o sistema sanguíneo e é um dos remédios mais caros do mundo. A decisão unânime, a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), tornou pública a patente do produto. O Soliris não é vendido em farmácias e só pode ser obtido por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a Agência Brasil, a AGU informou que a unidade do medicamento custava R$ 21,7 mil em meados do ano passado. Em nota, o Ministério da Saúde esclareceu que "o medicamento eculizumab não faz parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais ao SUS (Rename), sendo ofertado apenas por meio de demandas judiciais para atender casos específicos". Ainda assim, em 2017, o medicamento custou R$ 644,4 milhões ao SUS para o tratamento de cerca de 400 pessoas diagnosticadas com hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) e respondeu pelo maior gasto entre os 10 remédios judicializados do Ministério da Saúde. No STJ, a Advocacia da União sustentou que patentes de medicamentos e de produtos químicos registradas entre janeiro de 1995 e maio de 1996, entre os quais o Soliris, já estão expiradas, abrindo possibilidade para a concorrência de genéricos. O período é relativo ao intervalo entre a assinatura, pelo Brasil, do acordo internacional de proteção à propriedade intelectual (Trips, na sigla em inglês), e o início da vigência da Lei 9.279, que trata de propriedade intelectual. Além disso, a AGU argumentou que a análise do caso deveria levar em conta a saúde pública, exemplificando com casos de pacientes que chegaram a custar R$ 1,5 milhão em um ano na compra do remédio para evitar os sintomas da doença, que destrói os glóbulos vermelhos do sangue e causa anemia, fadiga, dificuldade de funcionamento de diversos órgãos, dores crônicas, urina escura, falta de ar e coágulos sanguíneos. Também em nota, o Ministério de Saúde destacou que, recentemente, o medicamento conseguiu registro de comercialização no país junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e precificação na Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). "O produto poderá ser vendido para o governo federal ao valor máximo de R$ 11.942,60, conforme menor preço internacional apurado. De acordo com dados do Comprasnet, que contém informações de compras feitas pelo Ministério da Saúde desde 2009, se já tivesse sido o preço-teto estabelecido nos últimos anos, teria gerado uma economia de quase R$ 300 milhões por ano", estimou a pasta. Por outro lado, a farmacêutica Alexion divulgou nota na qual informa que o valor máximo para vendas ao governo aprovado pela Cmed para o Soliris, em outubro do ano passado, foi de R$ 13.899,35 por unidade/frasco. A empresa também nega que a patente do Soliris tenha sido quebrada pelo STJ. Segundo a Alexion, nenhuma quebra de patente do medicamento foi solicitada ou concedida no Brasil.

Vacinação contra gripe começa nesta segunda em postos de saúde de todo o país
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Começa nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. O imunizante estará disponível em postos de saúde de todo o país, até 1º de junho, para idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional. Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem receber a dose. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação. Já os pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica. O Ministério da Saúde adquiriu 60 milhões de doses da vacina que estão sendo entregues em etapas aos estados. "É importante reforçar que adquirimos vacina disponível para todas as pessoas que fazem parte do público-alvo. No ano passado não faltou vacina e, neste ano, também não faltará. Nosso objetivo é vacinar 100% desta população", afirmou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi. No dia 12 de maio, quando ocorre a mobilização nacional, estarão abertos 65 mil postos de vacinação, sendo 37 mil de rotina e 28 mil volantes, com envolvimento de 240 mil pessoas. Também estarão disponíveis, para a mobilização, 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais.

Cientistas brasileiros testam combinação de vacinas com resultado duradouro contra câncer
Foto: Shutterstock

Uma combinação de vacinas contra o câncer tem apresentado resultados duradouros no combate à doença em camundongos. Desenvolvida por pesquisadores do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia de Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), a vacina tem o objetivo de estimular o sistema imune contra células tumorais que antes passavam desapercebidas. Uma vez detectadas, o próprio corpo passa a combatê-las. Esse tipo de estratégia já é conhecida e descrita na literatura médica. O que os pesquisadores brasileiros fizeram foi combinar diversas vacinas e observaram resultados promissores. "Nós combinamos vacinas diferentes que fizemos no nosso laboratório, de modo a verificar a sinergia entre elas. Observamos que algumas combinações, além de muito efetivas para eliminar completamente o câncer, também conseguiram prevenir, evitar que os animais testados desenvolvessem um novo câncer", afirmou o coordenador da pesquisa, Marcio Chaim Bajgelman, à Agência Brasil. De acordo com ele, os camundongos que receberam a vacina conseguiram combater as células cancerígenas iniciais, mantiveram uma "memória" sobre elas e as eliminaram quando infectadas pela segunda vez. "Administramos novamente células de câncer e verificamos que houve uma proteção duradoura. Essas células não conseguiram se desenvolver e os animais eliminaram a primeira e a segunda levas de células tumorais", explicou. Segundo o pesquisador, os pacientes com câncer, em muitos casos, apresentam recidiva – a volta da doença após o tratamento inicial. Muitas vezes o câncer volta mais forte e o medicamento usado inicialmente não surte efeito. "No nosso caso, verificamos a possibilidade de induzir uma resposta duradora que poderia prevenir essa recidiva", afirmou. Apesar dos bons resultados em roedores, ainda não foi observado o desempenho esperado nos ensaios com humanos.

Paulo Afonso: Rui autoriza início imediato de construção Policlínica Regional de Saúde
Foto: Divulgação

O governador Rui Costa autorizou, nesta sexta-feira (20), o início imediato das obras de construção da Policlínica Regional de Saúde que atenderá a região de Paulo Afonso, no Vale São-Franciscano da Bahia. Com um investimento de R$ 22 milhões, está prevista a execução dos trabalhos, a compra de equipamentos e mobiliário e também a aquisição de micro-ônibus para o transporte de pacientes residentes nos outros municípios do consórcio público de saúde, que inclui, Abaré, Chorrochó, Glória, Jeremoabo, Macururé, Paulo Afonso, Rodelas, Santa Brígida e Pedro Alexandre. A policlínica terá salas de atendimento ambulatorial, apoio diagnóstico e terapia (raio x, ultrassonografia, tomografia, mamografia, ressonância magnética, endoscopia, ergometria, eletrocardiograma, ecocardiograma, eletroencefalograma), sala para tratamento de diabéticos e coletas laboratoriais, além de sala para procedimentos ambulatoriais, apoio técnico e logístico. Na ocasião, o governador autorizou também o convênio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) com a prefeitura de Paulo Afonso, no valor de R$ 2,9 milhões, para a implantação de dez leitos de Terapia Intensiva (UTI) no hospital municipal.

Vacinação contra gripe começa segunda, prioridade é para idosos e crianças
Imagem: Reprodução

Começa na segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que vai seguir até o dia 1º de junho nos 126 postos da rede básica do município. A meta da campanha é imunizar pelo menos 90% das mais de 690 mil pessoas do público-alvo. A vacina será disponibilizada para o público mais vulnerável às complicações da doença. A prioridade vai para os idosos (pessoas a partir de 60 anos), crianças de 6 a 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde do setor público e privado, jovens de 12 a 21 anos, professores, portadores de deficiências crônicas e a população carcerária que reside em Salvador. As demais pessoas que quiserem se vacinar devem procurar a rede privada. De acordo com o site do jornal Correio, em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 36 casos de influenza H1N1. Até o momento, oito pessoas morreram em decorrência de complicações da doença. “Estamos com nossas equipes operacionais prontas para atender a população-alvo a partir de segunda-feira nas 126 salas de imunização da rede. É importante ressaltar que uma das medidas mais eficazes de prevenção da doença é a vacina, podendo reduzir em até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até 75% a mortalidade global por complicações da influenza”, diz Doiane Lemos, subcoordenadora de Controle de Doenças Imunopreveníveis de Salvador.

Diretora do Cedeba é homenageada com Comenda 2 de Julho
Foto: Divulgação

A diretora e responsável pela criação do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), Reine Marie Chaves Fonseca, recebeu nesta quinta-feira (19) a Comenda 2 de Julho. Proposta pela deputada Fabíola Mansur, a homenagem foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa da Bahia. Referência na assistência a diabetes, obesidade e endocrinopatias, o Cedeba é um dos centros de excelência no Brasil, credenciado pela World Diabetes Foundation (WDF) e reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Para o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, a homenagem é uma "oportuna iniciativa, ao distinguir uma médica da nossa sociedade, merecedora da Comenda 2 de Julho". O secretário ressaltou que o Cedeba hoje é o mais importante centro de diabetes e endocrinologia do País, modelo de assistência para países da África, Ásia e da América Latina. Em seu discurso, Reine agradeceu à família, à equipe que com ela sonhou o Cedeba e a todos os secretários da Saúde que confiaram em seu trabalho nos últimos 24 anos.

Saúde anuncia investimento de R$ 10 milhões em pesquisa sobre processo transexualizador
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O Ministério da Saúde anunciou que destinará R$ 10 milhões para realização de pesquisa científica sobre qualidade e segurança nos procedimentos e no cuidado aos cidadãos inseridos no processo transexualizador do Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão tem finalidade mapear, avaliar e sistematizar informações fundamentais no processo, que inclui o acompanhamento interdisciplinar multiprofissional aos usuários, a hormonioterapia e a realização de cirurgias de redesignação sexual. Realizada pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira – Hospital Albert Einstein, a pesquisa coaduna com as especificidades em saúde da população de transexuais e travestis, que vivencia situações de vulnerabilidade social. De forma geral, os usuários chegam aos serviços do processo transexualizador já tendo realizado algum procedimento de modificação corporal por conta própria em condições pouco adequadas, sendo comum o uso abusivo de hormônios e a aplicação indevida de silicone industrial.  "Precisamos garantir mais qualidade nos cuidados e segurança aos usuários do processo transexualizador. Para isso se faz necessário estudar os impactos na saúde dessas pessoas, considerando o caráter irreversível da cirurgia de redesignação sexual e os efeitos do uso de hormônios, por exemplo. Por isso a importância da pesquisa sobre segurança e os protocolos de atendimentos, bem como os critérios para habilitação e exclusão dos procedimentos", explicou a secretária do Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social, Gerlane Baccarin. 

Rastreamento do Câncer de Mama atende mulheres em Mirante e Ipupiara
Foto: Divulgação

O Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama chega, na próxima segunda-feira (23), aos municípios de Mirante e Ipupiara. Serão oferecidas mamografias gratuitas para mulheres com idade de 50 a 69 anos. Em Mirante, a unidade móvel ficará estacionada, até quinta (26), na Praça da Festa, em frente à Motocar. Neste município, 606 mulheres poderão participar. Já em Ipupiara, o atendimento será realizado até sexta (27), no estacionamento da Câmara Municipal de Vereadores. O público-alvo é composto por 739 mulheres. Para atendimento, é necessário comparecer ao local a partir das 7h, com documento de identidade, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência. Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia na região de residência das pacientes. 

Histórico de Conteúdo