Cientistas americanos identificam substância que causa da doença ligada a cigarro eletrônico
Foto: Reprodução/ElPeriodico

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), identificou que acetato de vitamina E como um dos principais culpados pelas doenças e mortes associadas ao uso de cigarro eletrônico que vem sendo registradas no país (lembre aqui e aqui).

 

Os pesquisadores apontaram que a substância se trata de um óleo utilizado para diluir maconha. Ele foi encontrado, de acordo com reportagem da Veja, em local primário de lesão do pulmão de 29 vítimas, incluindo duas que morreram.

 

“Pela primeira vez, detectamos uma potencial toxina preocupante, o acetato de vitamina E, em amostras biológicas de pacientes com danos nos pulmões associados aos vaporizadores”, disse Anne Schuchat, diretora adjunta do CDC.

 

Sobre o acetato de vitamina E, o CDC destacou que a substância é de consistência pegajosa e adere ao tecido pulmonar. Ainda não foi identificada a maneira como isso prejudica os pulmões, mas estudos em animais estão sendo considerados para ajudar a esclarecer as dúvidas sobre a substância. O acetato de vitamina E é encontrado facilmente em suplementos vitamínicos ou ingrediente em loções para a pele.

Martagão recebe R$ 57 mil em equipamentos médicos apreendidos pela Receita Federal
Foto: Divulgação

O Hospital Martagão Gesteira receberá nesta  quarta-feira (13) equipamentos médicos doados pela Receita Federal. O material foi apreendido em 2018, numa fiscalização realizada pelo órgão. Os itens somados chegam ao valor de R$ 57 mil.

 

A doação será realizada no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Salvador, às 10h.

 

“Esses equipamentos médicos são importantes porque nos ajudam a cada vez mais renovar nosso parque tecnológico. Somente com o recurso do SUS é impossível”, afirma Milena Pessoa, diretora médica do Martagão.

 

A lista de itens doados incluem broncoscópio, equipamentos como sensor de oxigênio, pinça de uso médico, monômetro digital para teste de vazamento, entre outros.

 

O superintendente da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (entidade mantenedora do Martagão), Antonio Novaes, destaca que as doações ao Hospital podem ser feitas por pessoas, empresas e órgãos. “A Saúde da Criança é o principal objetivo do Martagão. Nossa atuação é, ainda, o resultado da mobilização de toda a sociedade em prol dessa causa. As parcerias, doações e o voluntariado nos ajudam a manter e aprimorar os serviços de saúde que nos permitem alcançar esse objetivo”, destaca Novaes.

 

“Produtos que beneficiariam contrabandistas e sonegadores agora serão usados para cuidar da saúde de crianças e adolescentes de todo estado baiano”, afirma o auditor-fiscal Francisco Lessa, superintendente Regional da Receita Federal do Brasil - 5ª Região Fiscal (Bahia e Sergipe).

Policlínica de Senhor do Bonfim é inaugurada; unidade é a 14ª do estado
Foto: Paula Fróes/GOVBA

A população de Senhor do Bonfim recebeu a 14ª Policlínica Regional de Saúde nesta segunda-feira (11). A construção da unidade contou com um investimento de R$ 23 milhões. 11 municípios da região que formam o Consórcio Interfederativo de Saúde serão beneficiados pela nova policlínica, Andorinha, Antônio Gonçalves, Campo Formoso, Cansanção, Filadélfia, Itiúba, Jaguarari, Nordestina, Ponto Novo, Queimadas e Senhor do Bonfim.

 

O atendimento na Policlínica de Senhor do Bonfim será iniciado nesta terça-feira (12). A expectativa é de que 350 mil moradores da região sejam beneficiados pela unidade. A equipe da Policlínica é formada por 67 profissionais, incluindo médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos. Ônibus equipados com ar condicionado e internet wi-fi realizarão o transporte dos pacientes que moram nos municípios vizinhos.

 

A unidade oferece consultas em especialidades como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia. Também serão realizados exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

Segunda, 11 de Novembro de 2019 - 17:00

Sindimed decide por restrição de atendimentos nas UPAs municipais; SMS nega problemas

por Jade Coelho

Sindimed decide por restrição de atendimentos nas UPAs municipais; SMS nega problemas
Foto: Reprodução/Google Maps

Médicos de Salvador decidiram pela restrição de atendimentos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da cidade a partir desta segunda-feira (11) por falta de pagamento. A decisão foi tomada em assembleia do Sindimed no dia 5 de novembro.

 

Segundo o sindicato, estão mantidos os atendimento emergenciais, sinalizados nas unidades com as cores amarelas e vermelhas.

 

A prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nega a restrição dos atendimentos e assegura que as unidades estão funcionando normalmente.

 

Ainda conforme informado pelo Sindimed, a categoria argumenta que as empresas que terceirizam a gestão não estão cumprindo os compromissos assumidos na reunião perante o Sindimed e o secretário municipal de Saúde, Leo Prates.

 

“Estamos em novembro, mas os médicos que trabalham nas UPAs do município ainda não receberam as remunerações correspondentes a agosto e setembro”, afirmou a presidente do Sindimed Ana  Rita de Luna em nota enviada à imprensa. “Na semana passada, a assembleia decidiu que caso a regularização dos pagamentos não fosse feita até sexta, dia 8, a restrição dos atendimentos começaria hoje (11)”, completou a médica. 

 

O Sindimed informou que as unidades com atendimentos em restrição são 16º Centro, Itapuã, Pernambués, Pirajá, San Martin, São Cristóvão, São Marcos e Tancredo Neves.

Hospital da Mulher abre inscrições para Aprimoramento Profissional em Enfermagem
Foto: Divulgação

O Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos iniciou nesta segunda-feira (11) o processo seletivo para o preenchimento de vagas do Programa de Aprimoramento profissional (PAP) na área de enfermagem. O PAP tem como objetivo a capacitação dos profissionais para atuação qualificada na área de enfermagem e estimulação do desenvolvimento de visão crítica e abrangente do SUS.

 

Para participar do PAP se exige que o candidato tenha concluído o curso de Bacharelado em Enfermagem em 2018 ou até julho de 2019 e não possuir especialização. O PAP terá duração de seis meses, correspondentes a janeiro a junho de 2020, com carga horária semanal de 30 horas. Ao todo, serão disponibilizadas seis vagas.

 

“O profissional participante poderá associar teoria à prática e estará, consequentemente, mais preparado para o mercado de trabalho, o qual se mostra cada vez mais competitivo. E considerando que o Hospital da Mulher é uma referência, o enfermeiro sairá apto da unidade para atuar nos maiores centros de saúde”, afirma o gerente de enfermagem do hospital, Lamartiny Gonçalves.

 

Para participar, o candidato deve se inscrever presencialmente até a quarta-feira (13), de 8h às 15h (fechado das 12h às 13h), no Hospital da Mulher, na sala da Comissão de Residência Médica (Coreme), na Rua Barão de Cotegipe, 1153, Largo de Roma, Salvador, Bahia. As inscrições acontecerão mediante o preenchimento de ficha de inscrição disponibilizada no site (veja aqui).

 

O processo seletivo será composto de três fases de caráter eliminatório. A triagem dos documentos e análise curricular, prova de conhecimento geral e específico de cada área e entrevista.

Anvisa prorroga consultas sobre melhorias de rótulos nutricionais de alimentos
Foto: Marcos Santos / USP Imagens / Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogou para até o dia 9 de dezembro os envios de sugestões para melhorias de rótulos nutricionais em embalagens de alimentos. Os comentários sobre as propostas de mudanças estão ligadas às Consultas Públicas 707 (clique aqui) e 708 (clique aqui).

 

De acordo com a Agência Brasil, a meta da Anvisa é melhorar o entendimento dos consumidores sobre as informações apresentadas nas embalagens com textos mais visíveis e legíveis. Outro ponto que será aprimorado, será precisão dos valores nutricionais informados pela indústria. 

 

Além da possibilidade de envio de formulário por meio eletrônico, pessoas sem acesso à internet poderão encaminhar sugestões para as duas consultas públicas por meio de carta para o endereço: Agência Nacional de Vigilância Sanitária/Gerência Geral de Alimentos – GGALI – SIA, Trecho 5, Área Especial 57, Brasília-DF, CEP 71.205-050.

UPA do Cabula sofre de superlotação e pacientes dormem em cadeiras de plástico
Foto: Reprodução / TV Bahia

Na madrugada de sexta-feira (8) para sábado (9), pacientes da UPA 24h do Cabula reclamaram da superlotação da unidade de saúde. De acordo com fotos enviadas ao “Bahia Meio Dia”, doentes tiveram que dormir em cadeiras e improvisaram macas com o uso de assentos plásticos. A unidade, vale salientar, é de responsabilidade do governo da Bahia, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). 

 

A equipe de reportagem da TV Bahia não teve autorização para entrar na UPA, mas conforme relatos de acompanhantes foi constatado que pessoas tiveram problemas com a demora na regulação. Por mês, a unidade recebe 11 mil pacientes e, em média, 350 por dia. 

 

O Instituto de Gestão e Humanização, órgão responsável pela administração da unidade, informou que a UPA ficou superlotada por pacientes que não tinham prioridade considerada alta em casos de risco a vida. No local há 24 leitos mas havia 36 pacientes internados, que aguardavam alta ou transferência para hospitais. 

 

O IGH reconheceu que tiveram que acomodar pacientes em cadeiras plásticas, mas esclareceu que informou previamente ao enfermos sobre a situação. A Sesab, também em nota, informou que os pacientes são atendidos seguindo um protocolo de classificação de risco. 

Terapeuta que trabalhava com deficientes intelectuais é preso acusado de abusos
Foto: Ascom-PC / Reprodução

Um terapeuta, acusado de abusar sexualmente de três pacientes com deficiência intelectual, foi preso no bairro da Pituba, nesta sexta-feira (8), por policiais da 3ª Delegacia Territorial (DT) do Bonfim. João Batista Araújo Júnior teve mandado de prisão temporária cumprida e responde inquéritos por abusar três homens. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Víctor Spínola, é possível que novas vítimas entrem em contato com a polícia após repercussão do caso. 

Autoridades espanholas confirmam 1º caso de dengue com transmissão sexual
Foto: Divulgação

Autoridades da Espanha confirmaram nesta sexta-feira (8) o registro de um caso de dengue por via sexual. O caso é o primeiro já relatado no mundo, uma vez que não se considerava a transmissão do vírus para além da picada do Aedes aegypti. O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças confirmou que este caso era, "ao seu conhecimento, o primeiro de transmissão sexual do vírus da dengue entre dois homens".

 

"Um caso provável de transmissão sexual entre uma mulher e um homem já havia sido objeto de um artigo (científico) na Coreia do Sul", afirmou a epidemiologista médica espanhola, Susana Jimenez, da Direção Geral de Saúde Pública de Madri.

 

De acordo com a epidemiologista, o caso de contágio é "o de um homem de 41 anos contaminado durante um relacionamento com o seu companheiro, que havia contraído o vírus durante uma viagem para Cuba", onde um mosquito lhe picou.

 

Confirmada no final de setembro, a contaminação intrigou os cientistas, já que o paciente não havia viajado para um país onde a dengue é endêmica e foi constatada a impossibilidade de contaminação por algum mosquito na Espanha. "Seu companheiro apresentou os mesmos sintomas que ele, porém de forma mais leve, cerca de dez dias antes e havia viajado para Cuba e República Dominicana", disse a médica. 

 

Testes revelaram que os dois tinham dengue. "Uma análise dos espermatozoides dos dois revelou que não apenas se tratava de dengue, mas também que era o mesmo tipo de vírus que circula em Cuba", afirmou a epidemiologista espanhola.

 

"É uma descoberta, uma informação de importância global: descobrir outro mecanismo de transmissão do vírus", contou Jimenez. "Não podemos dizer que o modo de transmissão sexual não existe. Simplesmente, até agora, não estava previsto porque sempre pensamos que se tratava do mosquito", concluiu.

 

As informações são do G1.

Sábado, 09 de Novembro de 2019 - 00:00

Bahia não tem condições de cumprir lei que obriga diagnóstico de câncer em 30 dias

por Bruno Leite / Jade Coelho

Bahia não tem condições de cumprir lei que obriga diagnóstico de câncer em 30 dias
Foto: Priscila Melo / Bahia Notícias

Os municípios da Bahia enfrentam dificuldades para cumprir a determinação de que os exames para diagnóstico de câncer devem ser realizados no prazo de 30 dias, após a primeira suspeita do médico, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida foi sancionada pelo presidente em exercício à época, Hamilton Mourão, e publicada no Diário Oficial da União em 31 de outubro.

 

De acordo com Stela Souza, Presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais da Bahia (Cosems), a situação enfrentada no estado será discutida no Ministério da Saúde na próxima segunda-feira (11). “Vamos apresentar o problema da Bahia, [por] que a gente não está conseguindo que o paciente tenha acesso nos 60 dias e nem nos 30 dias”, lamentou a gestora.

 

“Eu tenho lutado muito e consegui uma agenda da Bahia sobre oncologia. O Cosems fez todo o estudo em parceria com o estado, vale ressaltar isso. O desejo é comum para buscar solução para a questão da oncologia. Marquei para dia 11, consegui essa agenda junto ao secretário de Atenção à Saúde e o ministro da Saúde”, explicou Stela.

 

Além do prazo para o diagnóstico, a rede pública de assistência oncológica também enfrenta problemas no cumprimento da portaria 140 do Ministério da Saúde. Ela define os critérios e parâmetros para organização, planejamento, monitoramento, controle e avaliação dos estabelecimentos de saúde habilitados na atenção especializada em oncologia e define as condições estruturais, de funcionamento e de recursos humanos para a habilitação dos estabelecimentos no âmbito do SUS. “Se nós fôssemos utilizar esses parâmetros, teríamos que ter quase o dobro de serviço que temos hoje. E essa é nossa luta”, disse Stela.

 

A atuação dos hospitais filantrópicos foi exaltada pela presidente do Cosems e apontada como “o que tem ajudado bastante”. Na ocasião, ela citou o trabalho realizado pelas Obras Sociais Irmã Dulce, Martagão Gesteira e Hospital Aristides Maltez. De acordo com Stela, é positivo o fato dessas entidades possuírem “outros incentivos” além da tabela SUS.

 

“Então consegue até segurar um pouco mais do que o hospital 100% público. Porque o filantrópico é um privado. O público só tem aquele recurso mesmo que vem lá carimbado na portaria, aquela tabela SUS e acabou. Não recebe incentivo para nada”, justificou a gestora.

Histórico de Conteúdo