Segunda, 10 de Fevereiro de 2020 - 10:00

No verão, usar óculos escuros é tão importante quanto usar protetor solar

por Maiza Brito

No verão, usar óculos escuros é tão importante quanto usar protetor solar
Foto: Divulgação

São inúmeras as campanhas que incentivam o uso do filtro solar para proteger a nossa pele do sol intenso, sobretudo no verão. Até porque, com o aumento das temperaturas, é quase imperativa a vontade de aproveitar um dia de praia, expondo nossos corpos ao calor e à brisa do mar. Mas é de fundamental importância que se chame a atenção também para a proteção e saúde dos nossos olhos nesse período!

 

Comumente expostos por mais tempo ao ar livre, os olhos ficam mais propensos a irritações porque os raios solares refletem na água do mar, na areia e em outras superfícies, trazendo incômodo à visão. Mais do que estética, óculos de sol podem auxiliar na saúde porque são os principais acessórios que protegem a visão dos raios ultravioletas, ajudando a reduzir a quantidade e intensidade de radiação que penetra nos tecidos oculares.

 

Investir em lentes com proteção contra os raios ultravioletas é imprescindível, mesmo para usar nos dias mais nublados. As temperaturas mais amenas enganam, mas a pele e os olhos precisam de proteção a todo instante, sobretudo numa cidade quente como Salvador. Além de proteger a superfície ocular, elas também protegem a pele das pálpebras contra diversas doenças, como o fotoenvelhecimento e lesões cancerígenas.

 

Mas é preciso cuidado na hora de escolher seu modelo solar: nem todos oferecem a proteção necessária para barrar a radiação de forma adequada. Frequentemente escuto essa pergunta: mas, Maiza, como identificar qual modelo oferece ou não a proteção UV? Para não haver dúvidas, o ideal é optar por óticas de confiança que certifiquem e garantam a qualidade das lentes. Mais do que escolher o modelo de óculos que combina com seu rosto, é fundamental procurar pelas lentes na curvatura adequada, com qualidade e tratamento UV. Por isso é tão perigoso usar os modelos falsificados, facilmente encontrados a preços baixíssimos em camelôs. A nossa pupila se dilata quando estamos expostos ao sol. É aí que os raios UV entram. Se a lente não oferecer a proteção adequada, a radiação pode alcançar o tecido da retina e causar muitos danos à visão. A saúde dos seus olhos pode acabar pagando um preço alto. 

 

*Maiza Brito é técnica em ótica, com experiência na fabricação de lentes, e proprietária da Cristalli, ótica de luxo, em Salvador

 

*Os artigos reproduzidos neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo