Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Vacinação contra Covid-19 em Salvador segue apenas com a segunda dose nesta quinta
Foto: Betto Jr. / Secom PMS

A vacinação contra a Covid-19 segue em Salvador, nesta quinta-feira (15), apenas com aplicação da segunda dose para idosos e trabalhadores da saúde. A estratégia acontecerá das 8h às 16h, em sete drives e seis pontos fixos, conforme informações da prefeitura.

 

A aplicação da primeira dose será retomada quando uma nova remessa de imunizantes for encaminhada pela gestão federal para a cidade.

 

Para completar o esquema vacinal, basta ser observada a data de retorno no site da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) ou verificar no cartão de vacina obtido na ocasião da primeira aplicação.

 

Os cidadãos que receberam a primeira dose através do serviço Vacina Express não precisam fazer novo agendamento – as equipes retornarão às residências de acordo com a data de reforço programada no sistema.

 

Confira abaixo os pontos de vacinação da segunda dose para idosos e trabalhadores da saúde.

 

Drive e fixo: FTC – Paralela, Barradão – Canabrava e 5º Centro de Saúde Clementino Fraga – Barris;

 

Drive-thru: Faculdade Universo – Iguatemi, Universidade Católica do Salvador – Campus Pituaçu, Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências (FBDC) – Unidade Brotas e USF San Martin III;

 

Fixo: Unidade Básica de Saúde Virgílio de Carvalho – Bonfim, Centro de Saúde Ramiro de Azevedo – Campo da Pólvora e USF Colinas de Periperi.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 17:55

Covid-19: Nº de internados em UTIs cai novamente; BA tem 146 novas mortes em 24h

por Lula Bonfim

Covid-19: Nº de internados em UTIs cai novamente; BA tem 146 novas mortes em 24h
Foto: Paula Fróes / GOVBA

Após atingir seu recorde na última segunda-feira (12), o número de internados com casos graves da Covid-19 caiu novamente na Bahia. Conforme dados publicados no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) nesta quarta-feira (14), a quantidade de pacientes ocupando UTIs no estado reduziu de 1.291 para 1.282 nas últimas 24 horas.

 

A taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva reservadas para adultos com Covid-19 voltou a cair 1%, chegando a 82% nesta quarta. Nos leitos pediátricos de UTI, também houve redução, de 61% para 58%.

 

Por outro lado, os casos ativos da Covid-19 aumentaram no estado, de 15.230 para 15.691. Os 10 municípios baianos com mais contaminados, segundo a Sesab, são Salvador (2.654), Feira de Santana (660), Vitória da Conquista (403), Itabuna (273), Lauro de Freitas (295), Guanambi (250), Ilhéus (244), Juazeiro (221), Eunápolis (210) e Barreiras (191).

 

Nas últimas 24 horas, a Bahia registrou 3.547 novas contaminações do novo coronavírus e 146 mortes pela infecção. Com isso, o estado acumula agora 848.627 casos confirmados da Covid-19 e 16.859 óbitos em decorrência da doença desde o início da pandemia.

Qualifar-SUS: Bahia receberá R$ 930 mil da Saúde; 155 municípios serão contemplados
Foto: Manu Dias/GOVBA

Municípios da Bahia vão receber um total de R$ 930 mil reais do Ministério da Saúde referentes ao primeiro ciclo de monitoramento de 2021 do Eixo Estrutura do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica (Qualificar-SUS). O repasse foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (14). 

 

Na Bahia 155 cidades foram contempladas. Cada uma vai receber R$ 6 mil referente a transferência trimestral.

 

O Qualifar-SUS tem o objetivo de contribuir para o processo de aprimoramento, implementação e integração sistêmica das atividades da Assistência Farmacêutica nas ações e serviços de saúde. O foco é uma atenção contínua, integral, segura, responsável e humanizada.

 

O programa está organizado em quatro eixos: estrutura que o objetivo é de contribuir para a estruturação dos serviços farmacêuticos no SUS de modo que estes sejam compatíveis com as atividades desenvolvidas na assistência farmacêutica; educação que o foco é em promover a aprendizado permanente e a capacitação dos profissionais na lógica das Redes de Atenção à Saúde; informação, que o objetivo é disponibilizar informações que possibilitem o acompanhamento, monitoramento e avaliação das ações e serviços da Assistência Farmacêutica; e eixo cuidado que tem por objetivo inserir a Assistência Farmacêutica nas práticas clínicas visando a resolutividade das ações em saúde, otimizando os benefícios e minimizando os riscos relacionados à farmacoterapia.

Mulher morre após teste clandestino com cloroquina nebulizada em Manaus
Foto: Reprodução / Ministério da Saúde

Ainda em fevereiro, o auxiliar de produção Cleisson Oliveira da Silva, 30, apreensivo, cuidava do filho recém-nascido, no Instituto da Mulher e Maternidade Dona Lindu (IMDL), hospital público estadual em Manaus. Na UTI, a esposa, Jucicleia de Sousa Lira, 33, lutava contra a Covid-19. De acordo com sua irmã, ela estaria sendo tratada com nebulização de hidroxicloroquina.

 

Através de um vídeo enviado, originado a 600 km de distância, que Cleisson descobriu que sua mulher, em estado grave e dias após um parto de emergência, havia recebido um tratamento experimental baseado em um medicamento ineficaz contra o novo coronavírus e que pode gerar reações adversas, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). “O pessoal lá de casa ficou animado, mas era uma notícia falsa”, afirma Cleisson à Folha de São Paulo. 

 

Após a nebulização, a saúde de Jucicleia não parou de piorar. Até que, em 2 março, a técnica em radiologia morreu, 27 dias após o nascimento do filho único. O hospital informou à família que a causa foi infecção generalizada em decorrência da Covid-19.

 

A responsável pela nebulização da hidroxicloroquina e pela viralização do vídeo é a ginecologista e obstetra paulistana Michelle Chechter. Ela atuou em Manaus com o marido, o também médico Gustavo Maximiliano Dutra. O viúvo diz que, durante as conversas no hospital, Michelle Chechter não o consultou sobre a nebulização ou o vídeo.

 

Ele só descobriu que a esposa havia assinado uma autorização ao ser informado pela Folha, em 8 de abril. São três parágrafos curtos com quatro erros gramaticais e de grafia. Ali, a paciente concorda que Chechter utilize a “técnica experimental nebuhcq líquido, desenvolvida pelo dr. Zelenko”. Além disso, ela autoriza o uso do depoimento gravado na UTI e o relato do caso em uma revista científica.

 

No vídeo, aparentemente gravado em 9 de fevereiro, Chechter induz a paciente a afirmar que a nebulização está funcionando. Em seguida, mostra o monitor da taxa de saturação oscilando entre 87% e 95%. “Vai respirando fundo”, orienta a médica.

 

O “protocolo” adotado em Manaus foi criado pelo médico ucraniano-americano Vladimir Zelenko. Ele foi alçado à fama em março de 2020, quando sua defesa do uso da cloroquina contra a Covid-19 foi encampada pelo então presidente Donald Trump, de forma semelhante ao que ocorreria em seguida no Brasil.

 

Em abril de 2020, Zelenko se tornou alvo de uma investigação preliminar de um procurador federal por ter mentido que seu estudo havia recebido o respaldo da FDA, a agência norte-americana que regula medicamentos.

 

Para aplicar o tratamento experimental, que consiste na inalação de comprimidos de cloroquina macerados e diluídos, Chechter ignorou todas as boas práticas, segundo o infectologista Francisco Ivanildo de Oliveira, gerente médico do Sabará Hospital Infantil, em São Paulo.

 

As irregularidades começam pela ausência da aprovação prévia por um comitê de ética em pesquisa, exigência legal no Brasil. Outro problema é que, na autorização apresentada à paciente, ela não foi informada sobre os riscos, conforme as normas brasileiras do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.

 

“Nunca vi isso. Não sabemos quantos pacientes foram utilizados, não há termo de consentimento nem comitê ético. É até mau gosto chamar de estudo. Trata-se de um experimento mengeliano”, conclui Oliveira, em referência ao nazista Josef Mengele, que realizou experimentos letais no campo de concentração de Auschwitz.

 

A reportagem tentou entrar em contato com o casal por meio do Centro Médico Mazzei, em São Paulo, onde os dois trabalham. Uma funcionária respondeu, via WhatsApp: "Dra Michelle disse para deixar assim mesmo porque no momento ela está sem tempo”.

 

Além de Jucicleia, apenas outra paciente, também puérpera, assinou a autorização para uso de nebulização. Ela sobreviveu, mas só recebeu alta quase dois meses após ter passado pelo procedimento.

 

Relatos obtidos pela Folha afirmam que pelo menos outras três pacientes receberam nebulização mesmo sem terem autorizado. Todas morreram. Uma delas teria sido Ingrid Chaves, 32, internada com Covid-19 quando estava grávida de cinco meses.

 

Ela deu entrada no IMDL em 10 de fevereiro. Na manhã seguinte, Chechter ministrou hidroxicloroquina à paciente, segundo uma familiar que a acompanhava e conversou com a Folha sob a condição do anonimato.

 

Nesse período, a médica entregou comprimidos nas mãos dessa familiar e a orientou a dar pessoalmente a hidroxicloroquina, sob a alegação de que outros médicos poderiam retirá-la do prontuário —procedimento ilegal no país, pois o medicamento de uma pessoa internada só pode ser fornecido pelo hospital.

 

Para convencer a família, Chechter disse que a hidroxicloroquina tinha o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e que, por causa disso, sofria oposição política. Pouco mais tarde, por volta das 12h, Chaves entrou na UTI. A família não sabe se ela recebeu a nebulização após a transferência. Em 26 de fevereiro, Chaves morreu. Os médicos fizeram uma cesárea de emergência, mas o menino veio a óbito em 3 de março.

 

Para a OMS, a hidroxicloroquina oferece risco adicional para mulheres grávidas. "Embora a hidroxicloroquina tenha sido usada em gestantes com doenças autoimunes sistêmicas, como o lúpus eritematoso sistêmico, grávidas podem ter ainda mais razões para relutar em usar hidroxicloroquina para profilaxia de Covid-19”, diz a instituição.

 

Além do marido, Chechter também atuou em Manaus com outro médico, o professor de neurologia da UFCG (Universidade Federal de Campina Grande) Alexandre Marinho. Segundo relatos à reportagem, ele veio a Manaus com cinco alunos de graduação a convite da médica.

 

A presença dos estudantes acabou sendo vetada pela direção da maternidade. Em seguida, os três médicos deixaram de atuar no IMDL.

Ipea: Trabalhadores jovens são os mais prejudicados pela pandemia de Covid-19
Foto: Tony Winston / Agência Brasília

Carta de Conjuntura divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indica que os mais prejudicados pela pandemia do novo coronavírus foram trabalhadores com idade entre 18 e 24 anos. As informações são da Agência Brasil. 

 

A taxa de desocupação subiu de 23,8% no quarto trimestre de 2019 para 29,8% no mesmo período de 2020, o que corresponde a quase 4,1 milhões de jovens à procura de emprego.

 

No recorte por escolaridade, o desemprego foi maior para os trabalhadores com ensino médio incompleto: alta de 18,5% para 23,7%, na mesma base de comparação. Em contrapartida, a ocupação dos que têm ensino superior continuou crescendo e houve alta de 4,7%, na comparação entre os números de trabalhadores nesta condição, nos respectivos trimestres de 2019 e 2020.

 

De acordo com a Pnad Contínua (Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a ocupação voltou a crescer após ter atingido, em julho do ano passado, o menor valor da série (80,3 milhões). Entretanto, em janeiro deste ano, havia 86,1 milhões de trabalhadores ocupados no país, bem abaixo do observado antes da pandemia (94 milhões em janeiro de 2020).

 

Para a economista Maria Andréia Lameiras, autora do estudo, a crise sanitária potencializou as diferenças existentes no mercado de trabalho. "À medida que os dados das PNADs contínuas foram disponibilizados, o cenário de forte deterioração, que conjuga desemprego elevado e aumento da subocupação e do desalento, foi se tornando cada vez mais evidente, principalmente nos segmentos mais vulneráveis, os jovens e os menos escolarizados, cuja probabilidade de transitar da desocupação e da inatividade para a ocupação, que já era baixa, se tornou ainda menor".

 

O documento da Carta de Conjuntura do Ipea mostra que, no quarto trimestre de 2020, a taxa de desemprego para o sexo feminino (16,4%) foi superior à do sexo masculino (11,9%). No recorte regional, ainda no último trimestre do ano, as regiões Nordeste e Sudeste tiverem maior incremento na taxa de desemprego: de 13,6% para 17,2% e 11,4% para 14,8%, respectivamente.

 

Na análise do emprego setorial, o segmento de serviços foi o maior prejudicado, com queda de 28% da ocupação no quarto trimestre de 2020, fortemente impactado pela paralisação do setor em razão do distanciamento social imposto pela pandemia.

 

A perspectiva para 2021 é de que, apesar da expectativa de aceleração da atividade econômica, as vagas geradas não devem ser suficientes para suprir o desemprego. Segundo o Ipea, a taxa de desocupação deve continuar elevada.

 

A análise tem como base o cruzamento de diversos dados da Pnad Contínua e do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia.
 

Novo estudo: Moderna anuncia redução de eficácia da vacina contra a Covid-19 para 90%
Foto: Divulgação

Novos resultados publicados pela Moderna nesta terça-feira (13) indicam que a vacina contra a Covid-19 produzida pela empresa tem 90% de eficácia contra a doença e 95% contra as formas mais graves.

 

De acordo com o G1, o número está abaixo do ensaio clínico anterior, de dezembro, onde o imunizante foi 94,1% eficaz. Neste segundo estudo, também de fase 3, cerca de 30 mil pessoas participaram, nos Estados Unidos. O motivo da queda na eficácia não foi explicado.

 

A vacina em questão é produzida através da tecnologia de RNA mensageiro. Ela precisa ser armazenada em temperaturas abaixo de -20°C. 

 

Atualmente, a empresa conduz ensaios clínicos para a utilização da vacina em crianças e adolescentes. Cerca de 3 mil voluntários com idades entre 12 a 17 anos participam de um estudo nos EUA. No país norte-americano e na China, crianças de 6 meses a 11 anos também estão sendo recrutadas para testes. 

 

Segundo a moderna, cerca de 132 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 foram entregues em todo o mundo - 117 milhões nos EUA.

 

A farmacêutica de biotecnologia trabalha em versões modificadas do imunizante, com foco nas variantes do coronavírus. Os resultados, segundo a empresa, são "encorajadores". 

 

Em fevereiro, a empresa já havia anunciado que a vacina contra a variante sul-africana do coronavírus estava pronta para testes em humanos.
 

Técnica de enfermagem é presa no RJ com restos de vacina da Covid-19 na bolsa
Foto: Reprodução/ TV Globo

Uma técnica de enfermagem do Rio de Janeiro foi presa com frascos com restos de vacina contra a Covid-19 numa bolsa com gelo. A profissional da saúde prestou depoimento e afirmou à polícia que guardou o resto das doses que sobraram do fundo de vários frascos de Coronavac e estava levando para casa para vacinar o marido.

 

De acordo com o G1, a mulher levou os frascos da vacina com a autorização da supervisora.

 

A técnica também disse que os frascos eram doses que tinham sobrado e que não tinham deixado de ser aplicadas em nenhum morador da cidade de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

 

A Prefeitura da cidade destacou que a aplicação de vacina nesta situação não é segura e a pessoa que recebesse a dose não teria a eficácia comprovada, já que o armazenamento e o transporte eram inadequados.

 

A reportagem ressalta que a técnica vai responder por peculato. A supervisora também foi convocada a prestar depoimento.

Há 'resistência' à compra de doses por setor privado antes das prioridades, diz Pacheco
Foto: Beto Barata/ Agência Senado

Uma das pautas discutidas na segunda reunião do comitê federal de combate à pandemia, nesta quarta-feira (14), foi o projeto de lei que permite a aquisição de vacinas contra a Covid-19 pela iniciativa privada antes que o Programa Nacional de Imunização (PNI) conclua a vacinação dos grupos prioritários. Já aprovado na Câmara dos Deputados, o PL agora tramita no Senado.

 

"Esse projeto está sendo discutido no âmbito do Colégio de Líderes no Senado. Reconheço muita resistência dos senadores em relação ao andamento do projeto, mas estamos avaliando", admitiu o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (14).

 

Na ocasião, ele, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o deputado federal Dr. Luizinho (PP-RJ) apresentaram os tópicos discutidos na reunião feita mais cedo. Luizinho representou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que esteve ausente por conta da morte do colega Schiavinato (PP-PR), primeiro deputado em exercício a morrer por complicações da Covid-19 (saiba mais aqui).

 

Luizinho é autor de outro projeto de lei, prestes a ser apreciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O PL em questão, também abordado na reunião, aborda a possibilidade de credenciamento de leitos de UTI pela iniciativa privada.

 

Além disso, o encontrou discutiu a ampliação da residência médica no Brasil - de acordo com Queiroga, 600 vagas serão abertas para formação de médicos intensivistas, enfermeiros e fisioterapeutas -, o novo programa de manutenção de empregos e a antecipação de doses da vacina da Pfizer, que agora deve entregar 15,5 milhões até junho (veja aqui).

'Pejotização' dos médicos na Bahia 'precariza' e 'vilipendia' profissionais, argumenta Sindimed
Foto: Reprodução/Youtube

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed-BA) é contra ao processo de “pejotização” dos profissionais. Segundo a entidade, o governo do estado da Bahia tem deixado de contratar médicos via CLT e por meio de realização de concurso público, e tem adotado estratégia de contratação por vínculo Pessoa Jurídica (PF). A categoria reivindica que esta modalidade precariza as relações trabalhistas e tira direitos dos médicos.

 

“A classe médica do estado da Bahia quer saber por que o governo da Bahia trata tão mal nossa classe?”, questionou a presidente do Sindimed, Ana Rita Peixoto, nesta quarta-feira (14), em entrevista ao programa Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3.

 

A categoria vai realizar uma assembleia nesta quarta para discutir o tema. A pauta e as reivindicações do Sindimed são apoiadas por outras duas entidades: o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) e a Associação Bahiana de Medicina (ABM).

 

Segundo Ana Rita Peixoto, a Bahia está longe do limite prudencial de comprometimento do orçamento e ainda assim não tem feito concursos para médicos.

Governo publica edital de Parceria Público-Privada para Hospital Metropolitano
Foto: Carol Garcia/GOVBA

O edital para concessão administrativa do Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (14), para implantação, gestão, operação e ampliação do Hospital Metropolitano, com prazo de concessão de 20 anos. De acordo com o cronograma de licitação, a sessão pública do leilão na Bolsa de Valores (B3) ocorrerá em 20 de maio.

 

Atualmente aberto de forma emergencial para atendimento de pacientes com diagnóstico de Covid-19, o hospital será a quarta Parceria Público-Privada (PPP) na área da saúde na Bahia e a maior unidade de atendimento hospitalar do Brasil nesta modalidade.

 

A unidade será implantada inicialmente com 260 leitos, que serão ampliados para 330 pelo parceiro privado, sendo 75 de terapia intensiva (UTI). Terá ainda dez salas cirúrgicas, serviço de hemodinâmica, unidade de emergência 24 horas referenciada e serviços diagnósticos de laboratório, radiologia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética e medicina nuclear.

 

Entre obras e equipamentos, mais de R$ 173 milhões foram investidos no Hospital Metropolitano. Um dos destaques do projeto é a Unidade de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral (UAVC), que atenderá pacientes com casos isquêmicos, hemorrágicos ou acometidos por ataque isquêmico transitório na fase aguda, ofertando tratamento trombolítico venoso, reabilitação precoce e investigação etiológica completa.

 

“A Bahia foi o primeiro estado a implantar PPP na área de saúde no país, com o Hospital do Subúrbio. Essa é a nossa quarta PPP e será o hospital com maior aporte tecnológico da nossa rede, ao lado do Hospital Roberto Santos”, ressalta o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 12:20

Itabuna registra mais seis óbitos por Covid-19; casos ativos baixam 11,5%

por Francis Juliano

Itabuna registra mais seis óbitos por Covid-19; casos ativos baixam 11,5%
Foto: Divulgação / Santa Casa de Misericórdia de Itabuna

O município de Itabuna, no Sul, registrou mais seis mortes por Covid-19. A informação saiu no boletim desta terça-feira (13). Com isso, só nos primeiros dias desta semana, dez óbitos foram confirmados, o que eleva ao total 496 em toda pandemia. No mesmo boletim, a prefeitura informou que 106 novos casos foram confirmados, elevando o total para 27.827.

 

Em relação a casos ativos – os que podem contaminar outras pessoas – o boletim registrou 467 nesta terça, número 11,5% menor do registrado na segunda-feira (12), que foi de 528. A prefeitura também informou que 45 estavam internadas em UTI, 39 em leitos clínicos. A prefeitura informou que as mortes registradas no boletim não necessariamente ocorreram nas últimas 24 horas.

 

VACINA

Em Itabuna, nove mil idosos já foram vacinados contra a Covid-19, mas outros nove mil precisam tomar o imunizante. Nesta quarta, a prefeitura informou que vai aplicar a 2º dose da vacina contra a Covid -19 em idosos. O serviço começa às 11 horas nas Unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família, e os imunizantes serão destinados a idosos de 79, 78 e 77 anos.

 

LEITOS

No caso dos leitos de UTI, por volta das 12h desta qurta, a taxa de ocupação é de 91% nas unidades de saúde públicas. No Hospital Calixto Midlej, a taxa é de 100%, com todos os leitos de UTI ocupados. Já no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, a média é de 90%, com 36 dos 40 leitos em serviço. No Hospital Manoel Novaes, que tem UTIs pediátricas, a taxa é de 67%, com 2 dos 3 leitos em atividade.  
 

Salvador é capital que mais vacinou pessoas com 2ª dose contra Covid-19
Foto: Rodrigo Nunes/MS

Entre as capitais do Brasil, Salvador é que mais tem o maior percentual de pessoas com o esquema vacinal ccontra a Covid-19 completo.

 

A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde e comemorada pelo prefeito da Cidade, Bruno Reis (DEM), e pelo secretário municipal da Saúde, Leo Prates.

 

Na capital baiana 447.516 pessoas receberam a primeira dose do imunizantes e 118.205 receberam a segunda dose. 

 

Nesta quarta-feira (14), em uma tentativa de garantir que idosos vão completar o esquema vacinal contra a Covid-19, a prefeitura de Salvador passará a disponibilizar o serviço de vacina com hora marcada. A estratégia é voltada, neste momento inicial, apenas aos idosos que vão tomar a segunda dose (saiba mais aqui).

Queiroga anuncia antecipação de doses da Pfizer com entrega de 15,5 milhões até junho
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Após a segunda reunião do comitê composto por entes federais para discutir o combate à Covid-19 (saiba mais aqui), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o governo conseguiu antecipar a aquisição de doses da vacina da Pfizer. Se o acordo se concretizar, ele ressalta que isso irá fortalecer o calendário da vacinação no Brasil.

 

"[Foi] Fruto de uma ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o executivo principal da Pfizer, que resultou em 15,5 milhões da Pfizer já nos meses de abril, maio e junho", anunciou Queiroga.

 

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (14), ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e do deputado federal Dr. Luizinho (PP-RJ), ele apresentou a enfermeira Franciele Fontana, funcionária de carreira do Ministério. Ela será responsável pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19, pasta criada por Queiroga.

 

A escolha pela enfermeira, segundo ele, se deu como forma de prestigiar a categoria e também a carreira pública, além do fato de que Franciele já coordenava o Programa Nacional de Imunização (PNI).

 

Além disso, o ministro pontuou que a reunião abordou estratégias para ampliar a aquisição de insumos necessários às unidades de saúde, como medicamentos sedativos e neuromusculares. "O governo federal, através de iniciativa conjunta com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) vai fazer uma compra direta. Estimamos que nós tenhamos nosso estoque regulador fortalecido para acabar com essa luta do dia de dar suporte às secretarias estaduais e municipais de saúde", adiantou o ministro, acrescentando que eles farão também um pregão internacional para adquirir medicamentos.

 

Outra medida anunciada foi a aquisição de 18 caminhões, importados do Canadá, para auxiliar no processo de distribuição de oxigênio no país.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 10:20

Consórcio de prefeitos fechou protocolo para adquirir 30 mi de doses da Sputnik V

por Bruno Luiz / Jade Coelho

Consórcio de prefeitos fechou protocolo para adquirir 30 mi de doses da Sputnik V
Foto: Divulgação

O consórcio de prefeitos fechou protocolo de intenções para adquirir 30 milhões de doses da vacina russa contra a Covid-19 Sputnik V. Segundo o gestor de Salvador, Bruno Reis (DEM), uma reunião está agendada para esta quinta-feira (14) com o secretário executivo do Ministério da Saúde para discutir se a pasta pode dar apoio logístico para o transporte dessas vacinas da Rússia até o Brasil.

 

De acordo com o prefeito da capital baiana, os fabricantes da Sputnik V informaram que teriam condições de fornecer doses vacina já no mês de maio. “Eles esperam ter a vacina aprovada já no fim de abril”, acrescentou. “A Anvisa vai fazer uma visita à fábrica na Rússia e, voltando ao Brasil, eles dizem que podem entregar os documentos faltantes para a Anvisa em 48h”, disse Bruno.

 

O prefeito ressaltou que a prefeitura tem disponibilidade de colocar os recursos para comprar a vacina, contanto que os imunizantes venham diretamente para Salvador para que a vacinação seja acelerada.

Bruno Reis questiona 'pertinência' de CPI da Covid: 'Não ajuda a enfrentar a pandemia'
Foto: Divulgação/ Secom-PMS

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), questionou nesta quarta-feira (14) o momento para instalação da CPI da Covid pelo Senado. A abertura da comissão foi autorizada na terça (13) pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) (saiba mais aqui).

 

Sem se posicionar frontalmente contra, o democrata afirmou que as investigações são necessárias, mas sugeriu que não seria conveniente instalar a comissão agora porque vai desviar as atenções do Congresso Nacional das ações para enfrentar a pandemia.

 

“É conveniente e oportuno no momento? Será que o Congresso não poderia gastar energia no enfrentamento à crise? A minha opinião é que vejo o Congresso distante da realidade brasileira. [...] Agora vai se voltar para uma CPI que, talvez, não vai ajudar neste momento ao enfrentamento da pandemia”, afirmou o prefeito em entrevista coletiva durante agenda oficial nesta manhã.

 

Bruno disse também que o Congresso está “a reboque da sociedade” e não consegue propor soluções para mitigar os efeitos sanitários, sociais e econômicos da pandemia da Covid-19.

 

“Acabam os fatos pautando o Congresso. Ontem foram aprovar medidas para combater a violência infantil, motivada pelo que aconteceu com o menino Henry. O Congresso fica a reboque da sociedade, em vez de propor soluções, aprovar matérias importantes, como o apoio para o transporte público, para quebrar os blocos de custeio dos recursos para a sociedade. Tem vários temas que o Congresso pode se voltar para o enfrentamento à pandemia”, criticou.

 

Sobre a investigação de repasses federais a estados e municípios, incluída no escopo da CPI por Pacheco, o prefeito disse não temer. “Todos estão suscetíveis a apurações, controle dos órgãos apuradores. Não temos nenhum tipo de incidente sequer que nos cause receio. Pelo contrário, vamos fornecer todas as informações necessárias.”

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 09:40

Covid-19: Médicos terão que cadastrar pacientes com comorbidades em sistema

por Bruno Luiz / Jade Coelho

Covid-19: Médicos terão que cadastrar pacientes com comorbidades em sistema
Foto: Secom/Prefeitura de Salvador

A prefeitura de Salvador planeja iniciar a fase três da vacinação contra a Covid-19 na semana que vem. Nesta etapa, as pessoas com comorbidades e doenças crônicas serão imunizadas (lembre aqui). Para ter acesso ao imunizante o paciente terá que estar incluído no banco de dados da Secretaria Municipal da Saúde através de um cadastro feito por um médico.

 

As pessoas atendidas no SUS já tem dados computados no sistema da SMS não terão que fazer novos cadastros.

 

Já aqueles atendidos na rede privada, o médico que acompanha deve acessar o site (disponível aqui) com o login e a senha de acesso ao site do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) para registrar que atesta a comorbidade do paciente.

 

No site, o médico deve preencher dados profissionais e em seguida do paciente (CPF, data de nascimento, nome do paciente e nome da mãe). O passo seguinte é selecionar as comorbidades do pacientes, de acordo com as definições do Ministério da Saúde.

 

“O médico vai lançar as informações do paciente, lançar o relatório do histórico desse paciente, e se responsabilizar pelas informações que estão sendo fornecidas. Feito isso, o paciente está cadastrado”, explicou o prefeito Bruno Reis (DEM) nesta quarta-feira (14) durante lançamento da plataforma.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 09:20

Salvador lança 'Vacina com hora marcada' para garantir aplicação de 2ª dose em idosos

por Bruno Luiz / Jade Coelho

Salvador lança 'Vacina com hora marcada' para garantir aplicação de 2ª dose em idosos
Foto: Bruno Concha/Secom

Em uma tentativa de garantir que idosos vão completar o esquema vacinal contra a Covid-19 e tomar a segunda dose do imunizante, a prefeitura de Salvador passará a disponibilizar o serviço de vacinação com hora marcada.

 

A estratégia é voltada, neste momento inicial, apenas aos idosos que vão tomar a segunda dose.

 

A novidade foi anunciada pelo prefeito bruno Reis (DEM) nesta quarta-feira (14). Segundo o gestor, o objetivo é evitar que os idosos peguem fila para aplicar a segunda dose e ajudar na garantia de que a aplicação do reforço vai acontecer.

 

Para ter acesso ao serviço o idoso deve acessar o site (disponível aqui), preencher formulário com dados pessoais e escolher o local, data e hora para ser vacinado. Serão 25 unidades de saúde e um drive-thru exclusivos para vacinação com hora marcada. O site vai gerar um QR Code que será o comprovante de agendamento.

 

Durante a apresentação da plataforma, o prefeito ressaltou que a capital baiana chegou a ter mais de sete mil pessoas que não voltaram para a segunda dose.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 09:20

Feira: Semana já registra 12 mortes por Covid-19; casos confirmados sobem 22,5%

por Francis Juliano

Feira: Semana já registra 12 mortes por Covid-19; casos confirmados sobem 22,5%
Avenida Getúlio Vargas / Foto: Reprodução / Google Maps

O boletim epidemiológico de Feira de Santana registrou mais seis mortes por Covid-19. Na semana, o município já registrou 14 mortes em decorrência do novo coronavírus. Segundo o comunicado que saiu na noite desta terça-feira (13), todas as perdas ocorreram em abril, exceto uma que aconteceu no dia 26 de março.

 

No mesmo boletim, a pasta informou o que mais 174 pessoas testaram positivo para a doença, o que dá um aumento de 22,5% em relação ao dado do dia anterior, que foi de 142 casos confirmados. Em relação aos casos ativos – os que podem passar de pessoa para pessoa – houve leve alta. Saiu de 3.669 e foi para 3.806.

 

Desde o início da pandemia, 32.850 moradores já foram infectados pelo novo coronavírus, sendo que 590 perderam a vida. No mesmo período, a secretaria de saúde local informou que 28.454 residentes já são considerados recuperados da enfermidade.

 

LEITOS

Até as 9h20 desta quarta-feira (14), a ocupação de leitos de UTIs públicas beirava 100%. Havia apenas uma vaga em cada unidade de saúde que atende pacientes com Covid-19. No Hospital Geral Clériston Andrade, 49 dos 50 leitos estavam ocupados; no Hospital de Campanha, 17 dos 18 leitos atendiam pacientes e no Hospital da Criança, 4 dos 5 leitos estavam em serviço.

Quarta, 14 de Abril de 2021 - 09:00

Covid-19: Salvador retoma vacinação na quinta e inicia aplicação para 60 anos na sexta

por Bruno Luiz / Jade Coelho

Covid-19: Salvador retoma vacinação na quinta e inicia aplicação para 60 anos na sexta
Foto: Valter Pontes/Secom

Salvador espera receber cerca de 40 mil doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (15). Com a chegada da nova remessa, a vacinação de idosos de 61 anos será retomada na cidade. A prefeitura pretende voltar a aplicação de primeiras doses já nesta quinta, no período da tarde, informou o prefeito Bruno Reis (DEM) nesta quarta-feira (14).

 

“Essas doses vão permitir que, à tarde, a gente possa retomar um saldo que ainda falta de idosos de 61 anos, se não for possível concluir amanhã à tarde, na sexta de manhã”, disse ao acrescentar que o plano da gestão é na sexta-feira (16), e no final de semana (17 e 18), iniciar a vacinação de idosos de 60 anos.

 

A vacinação de idosos com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 na capital baiana foi suspensa na segunda-feira (12) por falta de doses.

 

De acordo com o prefeito, concluído o processo de vacinação de idosos de 60 anos, na semana que vem Salvador dará início a terceira fase da vacinação, em que serão imunizadas as pessoas com comorbidades e doenças crônicas.

Vilas-Boas rebate Ministério e assegura que não há 'atraso significativo' de 2ª dose na Bahia
Foto: Divulgação

Dados do Ministério da Saúde (MS) indicam que a Bahia tem 148.877 pessoas que deveriam receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 e ainda não compareceram aos pontos de imunização para completar o esquema vacinal na Bahia. Em todo o Brasil, segundo a pasta, são cerca de 1,5 milhão de pessoas nesta situação (leia mais aqui).

 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, assegura que não há atraso significativo na aplicação da segunda dose no estado. “Os dados publicados pelo MS foram extraídos do sistema ministerial SIPNI que está com inconsistências de preenchimento e com atrasos na alimentação pelos municípios”, justificou o titular da Sesab nesta quarta-feira (14).

 

A tabela divulgada pelo Ministério informa que na Bahia 148.865 pessoas estariam habilitadas e ainda sem tomar a segunda dose da Coronavac, e 12 em relação a vacina de Oxford/Astrazeneca.

 

Segundo Vilas-Boas, os dados do sistema de acompanhamento da Secretaria da Saúde baiana mostram que na verdade são 10.065 doses em atraso na Bahia. Salvador concentra a maior parte, com cerca de sete mil pessoas que não retornaram aos postos de vacinação para aplicação da segunda dose.

Jequié: Boletim registra mais dois óbitos; UTI está com 97% de ocupação
Foto: Reprodução / Blog do Marcos Frahm

Mais dois óbitos em decorrência da Covid-19 foram registrados em Jequié, no Médio Rio de Contas, Sudoeste baiano. Segundo o Blog do Marcos Frahm, as vítimas foram dois idosos, de 62 anos. Um estava internado no Hospital Samur, em Vitória da Conquista, também no Sudoeste; e o outro na UPA 24h, em Jequié. Com as perdas, o município chegou a 272 óbitos desde o começo da pandemia.

 

No mesmo boletim, a prefeitura informou mais 41 novos casos confirmados de coronavírus, o que chega a um total de 13.658, sendo que 554 são ativos, aqueles com poder de transmissão. Ainda segundo o boletim, 12.828 são consideradas recuperadas. No caso da ocupação de leitos a taxa de UTI/adulto estava em 97%. A prefeitura informou que 26.629 pessoas foram vacinadas.

Governo da Bahia antecipa para 19h início toque de recolher em 40 cidades do estado
Guanambi é uma das 40 cidade afetadas | Foto: Reprodução / Agência Sertão

O governo da Bahia antecipou o horário do toque de recolher nas regiões de Guanambi e Brumado a partir desta quarta-feira (14). A informação foi anunciada no final da noite desta terça-feira (13) pela gestão estadual.
 

Desta forma, em vez de 20h, a medida passa a valer nas localidades a partir das 19h. O horário de término continua sendo 5h. O decreto será válido até a próxima segunda-feira (19) e será publicado na edição desta quarta do Diário Oficial do Estado.

 

Além do toque de recolher das 19h às 5h, seguem suspensos nos 40 municípios os eventos e as atividades, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, como eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

 

As medidas valem para os municípios de Barra da Estiva, Boquira, Botuporã, Brumado, Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Caturama, Contendas do Sincorá, Dom Basílio, Érico Cardoso, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Ibicoara, Ibipitanga, Igaporã, Ituaçu, Iuiu, Jacaraci, Jussiape, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Macaúbas e Malhada.

 

O decreto também inclui os municípios de Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Paramirim, Pindaí, Riacho de Santana, Rio de Contas, Rio do Antônio, Rio do Pires, Sebastião Laranjeiras, Tanhaçu, Tanque Novo e Urandi.

 

Nestas cidades, os bares e restaurantes devem encerrar o atendimento presencial até às 18h – o serviço de delivery é permitido até 00h.

 

Fica proibida ainda a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por delivery, das 18h de 16 de abril até as 5h de 19 de abril.

 

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar e Civil, apoiará as gestões municipais para garantir o cumprimento das medidas. 

 

Enquanto netas regiões o governo do estado mantém o endurecimento das medidas, o governador Rui Costa (PT) promoveu a flexibilização para a realização de eventos com até 50 pessoas em território baiano.  Desde 4 de dezembro do ano passado, essas atividades estavam proibidas, independentemente do número de pessoas, para evitar aglomerações e, assim, conter a contaminação pelo novo coronavírus (leia mais aqui). Mais cedo, contudo, o governo anunciou que a flexibilização não valeria para a regiões Oeste e de Irecê (leia mais aqui).

 

A nova regra está em decreto publicado na edição desta terça-feira (13) do Diário Oficial do Estado. Ao fixar o limite máximo de 50 pessoas, a norma diz que ficam vedados "os eventos e atividades com a presença de público superior a 50 (cinquenta) pessoas, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos, religiosos, cerimônias de casamento, feiras, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica."

 

A medida vem na esteira de uma série de flexibilizações que o governo estadual e prefeituras vêm fazendo nas medidas restritivas de combate à Covid-19. Em Salvador e Região Metropolitana, por exemplo, atividades econômicas não essenciais como comércio de rua, shoppings e centros comerciais e bares e restaurantes estão com funcionamento liberado deste o último dia 5, com anuência do estado.

 

As liberações, no entanto, acontecem em um momento de quantidade de casos e óbitos ainda alta na Bahia. Nesta manhã, a ocupação de leitos de UTI adulto está em 84% no estado - o governo argumenta ter aberto uma quantidade maior de UTIs do que o existente na primeira onda, o que dá maior segurança para flexibilizações. Nesta noite, o secretário da Saúde (Sesab), Fábio Vila-Boas, anunciou que a Bahia zerou a fila de pacientes com Covid-19 que estavam intubados, mas aguardavam por vagas nas unidades de tratamento intensivo. Em março a fila de espera chegou a acumular 500 pessoas (leia mai aqui). 

Autorização para teste de Covid-19 por planos de saúde deve ser imediata, decide ANS
Foto: Reprodução / Gov.Ba

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou, nesta terça-feira (13), que o exame Pesquisa por RT-PCR, utilizado para o diagnóstico da Covid-19 deve ser autorizado pelas operadoras de planos de saúde de forma imediata. A medida busca agilizar a realização desse tipo de exame, considerado o mais eficaz para identificar e confirmar o coronavírus no início da doença.

 

Até então, a diretriz para realização do exame não tinha essa exigência. Com isso, segundo a ANS, os planos de saúde poderiam demorar até três dias úteis para garantir o atendimento, de acordo com a normativa que estabelece os prazos máximos para a garantia de atendimento.

 

O exame RT-PCR tem cobertura obrigatória para os beneficiários de planos de saúde na categoria ambulatorial, hospitalar ou referência, conforme solicitação do médico assistente, para pacientes com Síndrome Gripal (SG) ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

 

Além do RT-PCR, os planos de saúde também são obrigados a cobrir os testes sorológicos, ou seja, aqueles que detectam a presença de anticorpos produzidos pelo organismo após exposição ao novo Coronavírus, de acordo com a Folha de São Paulo. 

 

Também está incluída no Rol de Procedimentos a cobertura para seis outros exames que auxiliam no diagnóstico e tratamento do novo Coronavírus. Dímero D (dosagem): fundamental para diagnóstico e acompanhamento do quadro trombótico e tem papel importante na avaliação prognóstica na evolução dos pacientes com Covid-19. Procalcitonina (dosagem): recomendado entre as investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves de Covid-19, auxiliando na distinção entre situações de maior severidade e quadros mais brandos da doença.

 

Pesquisa rápida para Influenza A e B e PCR em tempo real para os vírus Influenza A e B: são indicados para diagnóstico da Influenza. A pesquisa rápida é recomendada para investigações clínico-laboratoriais em pacientes graves. O diagnóstico diferencial é importante, pois a influenza também pode ser causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS).

 

Pesquisa rápida para Vírus Sincicial Respiratório e PCR em tempo real para Vírus Sincicial Respiratório: testes indicados para diagnóstico da infeção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A proposta consiste na incorporação dos dois procedimentos para minimizar questões de disponibilidade e para aprimorar as possibilidades. O teste rápido para o VSR é útil no diagnóstico diferencial de Covid-19 em crianças com infecção viral grave respiratória. De acordo com a ANS, das reclamações sobre coronavírus feitas às operadoras entre março de 2020 e janeiro de 2021, 46,3% foram relacionadas à negativa de cobertura para os exames.

 

Na sequência, estão a ausência de rede credenciada para a realização dos testes (6%) e a falta de requisitos para a realização (4,9%).

 

Quem deve ter autorização imediata
SÍNDROME GRIPAL (SG)

Paciente com quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas:

Febre (mesmo que referida)
Calafrios
Dor de garganta
Dor de cabeça
Tosse
Coriza
Distúrbios olfativos
Distúrbios gustativos
Em crianças: além dos itens anteriores considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico.

 

Em idosos: deve-se considerar também critérios específicos de agravamento como sincope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência. Na suspeita de Covid-19, a febre pode estar ausente e sintomas gastrointestinais (diarreia) podem estar presentes. Paciente que apresente: dispneia/desconforto respiratório OU pressão persistente no tórax OU saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente OU coloração azulada dos lábios ou rosto. Em crianças: além dos itens anteriores, observar os batimentos de asa de nariz, cianose, tiragem intercostal, desidratação e inapetência.

 

Como reclamar na ANS se não houver cobertura:

A ANS orienta o consumidor a entrar, primeiramente, em contato com sua operadora de plano de saúde e obter um número de protocolo de atendimento.Caso haja alguma negativa de cobertura ou impedimento de acesso, aí então o consumidor deve registrar sua reclamação na agência reguladora, fornecendo o número de protocolo. Se não for informado o número de protocolo da operadora no registro da reclamação, será considerada a data do cadastro da reclamação na ANS para a contagem dos prazos máximos de atendimento.

 

Veja passo a passo:

Tenha o protocolo de negativa do plano de saúde
Faça a abertura da reclamação pelos canais da reguladora:
Disque ANS: 0800-7019656
Deficientes auditivos: 0800 021 2105
Fale conosco: http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/espaco-do-consumidor/acompanhamento-de-solicitacoes
Será preciso cadastrar login e senha
A ANS notifica o plano
O plano tem até dez dias úteis para se manifestar, sob risco de multa e outras sanções administrativas

Bahia zerou fila de pacientes intubados aguardando transferência, anuncia Vilas-Boas
Foto: reprodução/Youtube

O secretário estadual da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, utilizou as redes sociais para celebrar o que chamou de “pequenas alegrias”. Segundo o gestor, nesta terça-feira (13), a Bahia zerou a fila de pacientes com Covid-19 que estavam intubados, mas aguardavam por vagas nas unidades de tratamento intensivo. Em março a fila de espera chegou a acumular 500 pessoas. 

 

“Hoje a Bahia zerou a fila de pacientes com diagnóstico da Covid-19 que estavam intubados e aguardavam transferência em unidades de emergência e UPAs.Esse sucesso só foi possível por conta do trabalho incansável do governador Rui Costa, focado em salvar vidas”, escreveu. 

Salvador terá vacinação contra Covid-19 apenas com segunda dose nesta quarta-feira
Foto: Betto Jr/Secom

A vacinação contra a Covid-19 em Salvador, pelo terceiro dia consecutivo, seguirá apenas com aplicação da segunda dose para idosos e trabalhadores da saúde, nesta quarta-feira (14). A estratégia acontecerá das 8h às 16h, em sete drives e seis pontos fixos. A aplicação da primeira dose será retomada quando uma nova remessa de imunizantes for encaminhada pela gestão federal para a cidade. Há a previsão de que novas doses desembarquem na capital baiana (lembre aqui).

 

Para completar o esquema vacinal, basta ser observada a data de retorno no site da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no endereço (veja aqui), ou verificar no cartão de vacina obtido na ocasião da primeira aplicação. Os cidadãos que receberam a primeira dose através do serviço Vacina Express não precisam fazer novo agendamento - as equipes retornarão às residências de acordo com a data de reforço programada no sistema.

 

Pontos de vacinação da segunda dose – idosos e trabalhadores da saúde:

 

Drive e fixo: FTC – Paralela, Barradão – Canabrava e 5º Centro de Saúde Clementino Fraga – Barris.

 

Drive-thru: Faculdade Universo – Iguatemi, Universidade Católica do Salvador – Campus Pituaçu, Fundação Bahiana para o Desenvolvimento das Ciências (FBDC) – Unidade Brotas e USF San Martin III.

 

Fixo: Unidade Básica de Saúde Virgílio de Carvalho – Bonfim, Centro de Saúde Ramiro de Azevedo – Campo da Pólvora e USF Colinas de Periperi.

Terça, 13 de Abril de 2021 - 18:00

Twitter marca postagem de Eduardo Bolsonaro por informação enganosa sobre a Covid-19

por Camila Mattoso | Folhapress

Twitter marca postagem de Eduardo Bolsonaro por informação enganosa sobre a Covid-19
Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados

O Twitter marcou nesta segunda-feira (12) uma postagem do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como enganosa.

“Lockdown é o oposto de distanciamento social. No lockdown as pessoas são condenadas a ficarem confinadas em casa, aumentando a proliferação do vírus”, diz o post do parlamentar.

O texto do filho do presidente Jair Bolsonaro, diz a plataforma ao marcar a postagem, viola as regras da rede social ao veicular “informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à Covid-19.”

A rede social, entretanto, manteve a publicação no ar com a justificativa de que ela pode ter interesse público.

Após recorde na segunda, nº de internados com casos graves da Covid-19 cai na Bahia
Foto: Jade Coelho / Bahia Notícias

A quantidade de internados com casos graves da Covid-19 caiu na Bahia nesta terça-feira (13), conforme dados publicados no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). Após alcançar o recorde na segunda (12), com 1.316 pacientes em UTIs do estado, o número caiu para 1.291 no decorrer das últimas 24 horas e aliviou a pressão sobre o sistema de saúde baiano.

 

Com a redução no número de pacientes com casos graves da doença, a taxa de ocupação das UTIs reservadas exclusivamente para adultos com Covid-19 caiu de 84% para 83%. No caso dos leitos pediátricos de terapia intensiva, o percentual se manteve estável em 61% de vagas ocupadas.

 

Nas últimas 24 horas, a Sesab registrou 4.104 novas contaminações pelo novo coronavírus e 102 novos óbitos. Com isso, a Bahia acumula agora, desde o início da pandemia, 845.080 casos confirmados da Covid-19 e 16.713 mortes em decorrência da doença.

 

O alto volume de novas contaminações aumentou a quantidade de casos ativos da Covid-19 nesta terça-feira, de 14.594 para 15.230. Os 10 municípios baianos com mais contaminados são Salvador (2.596), Feira de Santana (584), Itabuna (360), Vitória da Conquista (351), Guanambi (258), Lauro de Freitas (256), Ilhéus (246), Eunápolis (192), Barreiras (169) e Brumado (169).

Estado de Queensland registra primeira morte por Covid-19 na Austrália em 2021
Foto: Divulgação / Governo de Queensland

Autoridades de saúde do estado de Queensland, na Austrália, registraram, nesta terça-feira (13), a primeira morte por Covid-19 no país em 2021. O óbito, de um homem de 80 anos, ocorreu nesta segunda-feira (12). A última vítima da doença tinha morrido no dia 28 de dezembro. 

 

Segundo o jornal Estado de S. Paulo, a chefe do Escritório Médico de Queensland, Jeanette Young, informou que a doença foi contraída pelo idoso no dia 25 de março, nas Filipinas. Ele cumpria a quarentena obrigatória para viajantes vindos do exterior. 

 

Todas as pessoas que estavam no mesmo voo do idoso já cumpriram o período de quarentena e não transmitem mais o vírus. Ainda assim, Young pediu que, em caso de qualquer sintoma, esses indivíduos realizem o teste da Covid-19.  

 

As restrições na maior cidade de Queensland, Brisbane, estão sendo retiradas aos poucos. O local tinha entrado em lockdown no fim de março, quando um grupo de pessoas sob quarentena registraram casos da doença.

 

As medidas de combate ao coronavírus devem ser retiradas a partir desta quinta-feira (15). Locais públicos não terão de ser frequentados com máscaras, e a reunião entre pessoas não terá mais restrições. 

 

A Austrália contabiliza, desde o início da pandemia, 910 mortes por coronavírus. O país possui cerca de 25,3 milhões de habitantes. 


 

Terça, 13 de Abril de 2021 - 15:40

Jacobina chega a 60° óbito por Covid-19; ocupação de leitos é baixa

por Francis Juliano

Jacobina chega a 60° óbito por Covid-19; ocupação de leitos é baixa
Foto: Reprodução / Jacobina Notícias

Um idoso, de 70 anos, veio a óbito por Covid-19 em Jacobina, no Piemonte da Diamantina. O caso foi informado em boletim epidemiológico desta segunda-feira (12). Esse é o 60° óbito pela doença no município. O fato foi confirmado pela Vigilância Epidemiológica, órgão ligado à secretaria municipal de Saúde. Segundo o boletim, a vítima morava no bairro Bananeira.

 

O homem tinha comorbidades - doenças que agravam a Covid-19 - e estava internado no Hospital Regional Vicentina Goulart, único na cidade que tem leitos de UTI. No acumulado da pandemia, o município tem 5.265 casos confirmados de novo coronavpirus, sendo que 118 são ativos, ou seja, que podem infectar outras pessoas. No município, 5.087 moradores são considerados recuperados.

 

OCUPAÇÃO DE LEITOS

Por volta das 13h40 desta terça-feira (13), a ocupação de leitos no de UTI do Hospital Regional girava em 35%, com 7 dos 20 leitos em serviço. A situação dos leitos clínicos é ainda mais confortável. Apenas 4 dos 40 leitos mantinham pacientes. 

Lewandowski manda Anvisa decidir até o fim do mês sobre importação de doses da Sputnik V
Foto: Reprodução / Senadoleg

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski deu até o final de abril para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decida sobre a "importação excepcional e temporária" de doses da vacina Sputnik V. A decisão foi proferida nesta terça-feira (13).

 

Lewandowski determinou que a decisão seja tomada em até 30 dias, a contar do último dia 29 de março. Se forem incluídos no prazo os fins de semana e feriados, a data limite será o dia 28 de abril, de acordo com o G1.

 

O ministro tomou a decisão em uma ação protocolada pelo governo do Maranhão, que diz no processo ter negociado 4,5 milhões de doses da vacina produzida pelo Instituto Gamaleya, da Rússia.

 

Lewandowski diz que, se o prazo for descumprido, o Maranhão fica automaticamente autorizado a importar e distribuir as doses da Sputnik V, "sob sua exclusiva responsabilidade, e desde que observadas as cautelas e recomendações do fabricante e das autoridades médicas".

 

A Anvisa havia pedido ao STF para declarar sigilo sobre os autos desse processo. O pedido foi negado pelo relator. No despacho desta terça, Lewandowski pediu que essa decisão seja levada à análise do plenário do Supremo - a data de julgamento ainda será marcada.

 

A Sputnik V é uma das vacinas negociadas pelo Ministério da Saúde e já está incluída no cronograma, com previsão de entrega ainda no mês de abril. O governo federal comprou 10 milhões de doses, e espera 400 mil até o final de abril, 2 milhões no fim de maio e 7,6 milhões em junho. Além da União, governos de pelo menos 12 estados também negociaram compras do imunizante, inclusive o Consórcio Nordeste, que prometeu repassar ao Ministério 37 milhões de doses (veja aqui).

 

No final de março, a farmacêutica União Química afirmou ter concluído a produção do primeiro lote da vacina Sputnik V envasada no Brasil com base na transferência tecnológica do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da Rússia para a empresa brasileira.

Histórico de Conteúdo