Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Covid-19: Comitê de agência americana recomenda dose de reforço da vacina da Janssen
Foto: Jefferson Peixoto/Secom

Um comitê consultivo independente da agência reguladora norte-americana (FDA, sigla em inglês) recomendou, nesta sexta-feira (15), a aplicação de uma dose de reforço para a vacina da Janssen contra a Covid-19.

 

O imunizante, desenvolvido pela braço de vacinas da farmacêutica Johnson & Johnson, é aplicado em regime de dose única. A recomendação é que a "dose extra" seja aplicada com um mínimo de dois meses após a primeira, conforme publicação do G1. 

 

Antes da recomendação, representantes da farmacêutica defenderam a vacinação a partir dos seis meses da primeira dose, segundo acompanhamento da resposta imunológica de pacientes.

 

A recomendação do comitê independente não é definitiva, e nem obrigatória, mas a agência reguladora normalmente a segue à risca.

 

Se a FDA aprovar o reforço da Janssen, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) fará recomendações específicas sobre quem poderá recebê-la.

 

No fim de agosto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que a farmacêutica informasse sobre a necessidade de dose de reforço ou de revacinação do seu imunizantes contra a Covid-19.

 

O objetivo, segundo a Anvisa, era de antecipar informações que permitam avaliar o cenário em torno da necessidade ou não de doses adicionais das vacinas em uso no Brasil.

 

O órgão também informou que pediu que a Janssen agende uma reunião com os técnicos da Agência para discutir dados disponíveis sobre a questão.

 

O imunizante da Janssen é o único em uso no Brasil que é administrado em apenas uma dose. Ele tem autorização para uso emergencial, aprovado em março.

Salvador suspende vacinação sábado e retomará imunização contra Covid no domingo
Foto: Reprodução / Prefeitura de Salvador

 

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai suspender a vacinação contra a Covid-19 neste sábado (16), devido ao Dia D da Campanha de Multivacinação. A estratégia será retomada no domingo (17).

 

Salvador já vacinou 95% do público elegível para a vacinação e 80% do público alvo já é considerado completamente imunizado contra o novo coronavírus.

Há 20 dias, Bahia não ultrapassa 10 mortes por Covid-19 em 24h
Foto: Reprodução / Sesab

Nos últimos 20 dias, a Bahia não ultrapassou 10 mortes em 24h, em decorrencia da Covid-19. De acordo com o boletim da secretaria de saúde da Bahia (Sesab), divulgado nesta sexta-feira (15), os novos 7 óbitos sustentam a marca desde o dia 25 de setembro. 

 

Além disso, o boletim apresenta 2.299 casos ativos da doença. Ao todo, já foram 1.239.293 de casos confirmados desde o início da pandemia e 1.210.037 já são considerados recuperados. 

 

A Sesab também computou que 10.382.125 foram vacinados contra o o novo coronavírus com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 81.54% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. 

Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação aplica mais de 15 imunizantes neste sábado
Foto: Erasmo Salomão/MS

Crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade não vacinados ou com esquema incompleto, poderão regularizar a situação vacinal neste sábado (16), dia “D” de mobilização nacional da Campanha Nacional de Multivacinação.

 

Para iniciar ou completar o esquema vacinal, estão sendo oferecidas as seguintes vacinas: BCG, Hepatite B, Pentavalente, Pólio Inativada e Pólio Oral, Rotavírus, Pneumcócica 10-Valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra Viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DPT, Hepatite A, Varicela, Difteria e tétano, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e DTpa.

 

A campanha tem como objetivo oportunizar o acesso às vacinas que fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação da Criança e do Adolescente, atualizar a situação vacinal desse público, aumentar as coberturas vacinais e diminuir a incidência, contribuindo para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças imunopreveníveis nas crianças e adolescentes desta faixa etária.

 

A Campanha Nacional de Multivacinação segue até 29 de outubro.

 

 

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) destaca a importância de toda a população-alvo comparecer às unidades de saúde, levando o cartão ou caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal.

Sexta, 15 de Outubro de 2021 - 13:00

Bahia tem 100% do elenco com ao menos uma dose; comissão já está imunizada

por Ulisses Gama

Bahia tem 100% do elenco com ao menos uma dose; comissão já está imunizada
Foto: Divulgação / Prefeitura de Camaçari

No mesmo caminho da população brasileira, os jogadores de futebol estão se vacinando contra a Covid-19. Não está sendo diferente nas bandas do CT Evaristo de Macedo, do Bahia. O Bahia Notícias checou que todos os jogadores já estão vacinados com a primeira dose e estão próximos de concluir o ciclo da vacina, ou seja, tomar as duas doses.

 

O grupo tricolor só não completou a imunização porque alguns jogadores ainda não chegaram na data da segunda dose. Todos estão no prazo e aguardando pela sua vez. A comissão técnica do Esquadrão de Aço, que teve uma mudança recente com a chegada de Guto Ferreira, está completamente vacinada.

 

Recentemente, jovens atletas do Bahia foram parte de uma campanha em parceria com a Prefeitura de Camaçari para incentivas as pessoas a se imunizarem. Na ocasião, atletas do time principal como o zagueiro Gustavo Henrique e o atacante Ronaldo estiveram presentes.

 

Perto da proteção máxima contra a doença, o Bahia entra em campo neste sábado (16) para enfrentar o América-MG, na Arena Independência, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com 27 pontos, o Esquaadrão de Aço está na 17ª posição da competição nacional.

 

O volante Pablo foi um dos jovens vacinados | Foto: Divulgação / Prefeitura de Camaçari

Sexta, 15 de Outubro de 2021 - 12:40

Reis descarta liberação de máscaras e condiciona flexibilização à imunização total

por Anderson Ramos / Gabriel Lopes

Reis descarta liberação de máscaras e condiciona flexibilização à imunização total
Bruno Reis, prefeito de Salvador | Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

A utilização de máscaras em Salvador vai continuar sendo exigida nos próximos meses. A sinalização foi feita pelo prefeito Bruno Reis (DEM) em conversa com a imprensa na manhã desta sexta-feira (15). Segundo o gestor, as conversas sobre essa flexibilização só devem acontecer em dezembro, mediante "imunização completa" do público alvo e avaliação dos indicadores da pandemia.

 

"A máscara é a principal ferramenta para enfrentamento da Covid. Se é a principal arma, a gente só pode abrir mão dela por último. Antes dela nós temos diversas outras etapas a serem vencidas. Por exemplo, tirar restrição de um metro no cinema, teatro, igreja. Isso tem que vir antes da retirada da máscara, a quantidade de pessoas em cada ambiente, se a gente já tem um ano e meio usando a máscara, já nos habituamos a isso, e está mais do que provado que ela ajuda a conter a propagação do vírus, então vamos deixar para fazer isso por último", pontuou Bruno Reis.

 

Para o prefeito, a discussão sobre o abandono das máscaras nos espaços da capital baiana nesse momento é "inoportuno". "Só após a imunização completa da população alvo, sempre trabalho com população alvo,  e a depender de como estiver o quadro da pandemia isso vai nos permitir retirar as máscaras. Agora é inoportuno, esse debate não ajuda e traz a sensação de que nós estamos livres da pandemia, mas não estamos. Minha ideia é discutir só em dezembro", finalizou Reis.

 

Na semana passada, o governo Rui Costa já havia reforçado a necessidade de manter o uso de máscara e também descartou flexibilização (leia mais aqui).

 

"Acho precipitada essas declarações. O vírus continua circulando. Graças a Deus a vacina fez com que o número de pessoas internadas e UTI continue em queda. Mas acho extremamente arriscado. Esse vírus vai sofrer mutação e se uma dessas mutações a vacina não cobrir, aí vamos enfrentar o problema todo de novo", comentou Rui

Defensoria pede a Sesab divulgação de hospitais credenciados para fazer aborto legal
Foto: Agência Brasil

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) pediu para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) que inclua em seu site a relação dos hospitais habilitados para realização de aborto legal. A Defensoria também pediu a inclusão das titulares das delegacias especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs) e de Repressão a Crimes contra Criança Adolescente (DERCCA), da capital, e a indicação de representante da Secretaria de Segurança para integrar a comissão fixa do Fórum Estadual Sobre Aborto Legal. 

 

A defensora pública e uma das coordenadoras da Especializada de Direitos Humanos, Lívia Almeida, conta que os pedidos são encaminhamentos obtidos a partir do I Seminário Baiano sobre Aborto Legal: visibilidade e fortalecimento dos serviços no estado da Bahia. “O objetivo é fortalecer a rede de acolhimento e melhorar o acesso ao serviço de aborto legal no estado, bem como qualificar as discussões realizados pelo Fórum Estadual Sobre Aborto Legal”, explica.

 

Desde a criação do Fórum, a Defensoria articula para ampliar a rede de hospitais que realizam o procedimento de aborto legal no estado e já foram registrados avanços nesse sentido. A Bahia aumentou de cinco para sete hospitais cadastrados para esse tipo de atendimento e agora também possui serviço especializado nas cidades de Vitória da Conquista e Porto Seguro. As unidades habilitadas se restringiam a Salvador e Feira de Santana.

 

Atualmente, as gestantes nas situações previstas em lei – anencefalia, gestação com risco de vida para a mulher ou decorrente de estupro – podem interromper a gestação no Centro de Parto Humanizado João Batista Caribé, Hospital Estadual da Criança, Hospital Estadual da Mulher, Hospital Municipal Esaú Matos (Vitória da Conquista), Hospital Regional Luiz Eduardo Magalhães (Porto Seguro), Instituto de Perinatologia da Bahia  (Iperba) e Maternidade Climério de Oliveira.

 

No pedido feito à Sesab para que a relação dessas instituições conste em seu site, a Defensoria ressalta que a medida visa proporcionar às mulheres a plena garantia de seus direitos, além de evitar exposições desnecessárias e a consequente revitimização. “Por conta da criminalização, as mulheres têm medo de buscar seus direitos. Ainda são poucos lugares que possuem serviço no país. Na Bahia, estamos avançando e é necessário que isso seja informado à população”, explica Lívia Almeida.

 

O atendimento às mulheres vítimas de violência sexual também foi uma preocupação expressa pela Especializada de Direitos Humanos. Nesse sentido, foi solicitado à Delegada Geral da Polícia Civil do Estado que as titulares das delegacias especializadas de Atendimento à Mulher da Capital (Brotas e Periperi) e de Repressão a Crimes contra Criança Adolescente (DERCCA), assim como a indicação de uma representação fixa da Secretaria de Segurança Pública na comissão fixa do Fórum Estadual Sobre Aborto Legal.

 

O documento ressalta que a participação e parceria desses órgãos é fundamental para estabelecimento de fluxos de acolhimento e encaminhamentos das vítimas de violência sexual na capital e no interior do estado.

Fiocruz negocia com MSD possibilidade de produção de pílula contra a Covid para o SUS
Foto: Ilustrativa/ Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

Está em negociação a possibilidade de a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ser a produtora produzir para o SUS do antiviral molnupiravir, desenvolvido pela farmacêutica MSD e apontado como uma das apostas de tratamento nos primeiros dias de sintomas da Covid-19.

 

Um ensaio clínico da farmacêutica Merck, responsável no Brasil pela marca MSD, identificou que o medicamento molnupiravir reduziu o risco de hospitalização ou morte pela metade quando administrado em pessoas do grupo de risco e no início dos sintomas. O medicamento é administrado em quatro cápsulas, duas vezes ao dia, durante cinco dias e foi desenvolvido para impedir a replicação do coronavírus (leia mais aqui).  

 

De acordo com a Folha de S. Paulo, a Fiocruz ainda está discutindo os termos do acordo com a empresa e aguarda estimativa do Ministério da Saúde sobre a demanda pelo medicamento.

 

A ideia é fabricar o medicamento em Biosmanguinhos, uma unidade da Fiocruz, no Rio de Janeiro. A reportagem ressalta que a fundação disse que "está em conversas avançadas" com a MSD "para definir a melhor forma de acesso à população brasileira e um modelo de cooperação técnica".

 

O Ministério da Saúde ainda não definiu se o medicamento será distribuído no SUS. A pasta espera aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial ou registro definitivo da pílula. Após essa etapa, a Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS) ainda deve avaliar se o produto será ofertado na rede pública.

 

A Folha ainda traz que as negociações entre a fundação e a MSD sobre o molnupiravir incluem a possibilidade de estudos para avaliar a ação da pílula contra outras infecções virais, como dengue e chikungunya.

 

No mundo dois estudos de fase 3 sobre o antiviral estão em andamento a fim de verificar a eficácia do produto. No estudo mais adiantado, conduzido também no Brasil, a análise interna dos dados demonstrou redução do risco de hospitalização ou morte.

 

Ministério da Saúde ignora Bolsonaro e defende vacinação de adolescentes ao STF
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

O Ministério da Saúde ignorou as críticas de Jair Bolsonaro e incluiu a vacinação de adolescentes contra a Covid no plano nacional de imunização. O documento foi enviado nesta quinta-feira (14) ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Advocaica-Geral da União. A informação foi divulgada pelo Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias.

 

“No grupo de adolescentes de 12 a 18 anos, existem determinadas condições de saúde que os colocam em risco aumentado de complicações e óbitos pela Covid-19“, escreveu a pasta na nova versão do documento.

 

Três dias antes Bolsonaro disse em São Paulo: “Por que muitos governadores e prefeitos vacinaram jovens entre 12 a 17 anos? Baseados em quê? Recomendação da Anvisa? Da Saúde? De quem?”.

 

O próprio Ministério da Saúde e a Anvisa autorizaram a vacinação de pessoas de 12 a 17 anos no Brasil. A autorização da agência aconteceu em junho para a vacina da Pfizer. A vacinação de adolescentes contra a Covid acontece amplamente nas principais economias do mundo. No Canadá e nos Estados Unidos, a imunização dessa faixa etária foi autorizada ainda em maio.

 

Em setembro, o ministério chegou a recomendar que os adolescentes não fossem imunizados. Após críticas, o órgão recuou apenas seis dias depois e voltou a liberar a vacinação em 22 de setembro. No dia seguinte, Jair Bolsonaro deixou claro em sua live que fora contrariado: “Por que esse interesse em vacinar a garotada?”.

Covid-19: Brasil tem menor média móvel de vítimas desde abril de 2020
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Com o avanço da imunização e um contingente de mais de 100 milhões de pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19, o Brasil registrou na última quarta-feira (13) a menor média móvel de vítimas da doença desde abril de 2020.

 

Em 1º de julho, a média móvel era de mais de 1,5 mil mortes por dia, indicador que chegou na quarta a 316 por dia, segundo dados do painel Monitora Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).  No pior dia da pandemia, em 12 de abril de 2021, o indicador chegou a 3.123 vítimas diárias. As informações são da Agência Brasil.

 

Segundo o painel de dados da fundação, o Brasil tem hoje 47,2% de sua população totalmente vacinada e 70,31% que tomou ao menos a primeira dose.

STF derruba lei que permitia venda de remédios para emagrecer
Foto: Pixabay/Free

Sibutramina, anfepramona, femproporex e mazindol. Comercializadas como facilitadores do processo de emagrecimento, as medicações citadas tiveram a lei que permitia a produção, comercialização e consumo derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (14). 

 

O julgamento do caso havia começado nesta quarta-feira (13). O relator, ministro Nunes Marques, votou a favor da validade do texto. Durante a sessão, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso também votaram a favor, e Edson Fachin, contra.

 

Para a maioria do STF, cabe à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomar uma decisão sobre o assunto. Os ministros também citaram que outros países proíbem as substâncias, por potenciais danos à saúde.

 

A lei foi sancionada em 2017 pelo então presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na condição de presidente da República em exercício. Pela lei aprovada pelo Congresso, os medicamentos podem ser vendidos mediante receita médica específica.

 

A ação foi apresentada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS) contra a Lei 13.454/2017. A entidade alega que há efeitos colaterais das substâncias no organismo.

 

Segundo a CNTS, há risco de que pacientes recorram a esses medicamentos "acreditando nas promessas de resultados que cientificamente não só foram desmentidas, mas podem colocar em grave risco a sua saúde, especialmente dos diabéticos e hipertensos".

Quinta, 14 de Outubro de 2021 - 20:40

Base de Doria recua e CPI da Prevent Senior perde força em São Paulo

por Camila Mattoso | Folhapress

Base de Doria recua e CPI da Prevent Senior perde força em São Paulo
Foto: Divulgação/Prevent Senior

Perdeu força na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) a possibilidade de instalação célere de uma CPI que investigue a operadora de saúde Prevent Senior. Depois uma rápida busca de assinaturas, deputados estaduais da base do governo João Doria (PSDB) recuaram.
 

A ordem é priorizar discussões da reforma administrativa proposta pelo governador, considerado um tema sensível e que trará desgastes e resistências de setores ligados ao funcionalismo estadual.
 

O governo Doria tenta aprovar a medida com celeridade e antes que o governo Jair Bolsonaro obtenha vitória em reforma similar no Congresso. O tucano quer ser adversário do presidente em 2022 e essas mudanças seriam bandeira de campanha.
 

Deputados veem as maiores dificuldades em avançar nas discussões sobre a CPI da Prevent justamente entre os parlamentares que transitam entre o apoio a Bolsonaro e Doria, especialmente os evangélicos.
 

Além disso, a CPI da Prevent Senior sofre forte oposição da base bolsonarista na Assembleia, que também apresentou um pedido de investigação sobre os gastos com publicidade de Doria.
 

Há ainda preocupação de que ela vire um palanque político contra o governador e pressão da empresa contra deputados. Funcionários da Prevent têm feito protestos constantes em frente à Alesp.
 

"É um claro boicote do governo Doria. Eles estavam a favor e recuaram", diz Carlos Giannazi (PSOL), da oposição. ?O líder da minoria, José Américo (PT), afirma que a votação da reforma não impede a urgência da CPI. "Já se esgotou o tempo [regimental] de discussão da reforma, agora é só votar", afirma.
 

Na Câmara Muncipal, já tramita outra comissão de inquérito a respeito do mesmo tema.
 

O clima de recuo é oposto ao do fim do mês passado, quando o pedido de instalação da comissão uniu petistas e tucanos. Pouco depois, parte da bancada de apoio ao governo não compareceu à votação de urgência sobre a instalação da CPI, no último dia 6.
 

O tema só deve voltar a ser rediscutido na reunião de líderes na segunda-feira (18), mas ainda há indefinição de que a urgência seja colocada novamente em pauta.
 

"Cada bancada tem tomado a sua decisão, mas essa CPI não é uma pauta do governo", diz Vinicius Camarinha (PSB), líder do governo na Assembleia de SP. "Isso não significa que o governo é a favor ou contra —eu pessoalmente sou a favor—, mas não há uma mobilização da liderança para isso."
 

A Prevent tornou-se alvo da CPI da Covid no Senado depois que um grupo de médicos elaborou dossiê no qual denunciam que a Prevent usava seus hospitais como laboratórios para estudos com a hidroxicloroquina e outros medicamentos do chamado “kit Covid”.
 

A ideia de criar uma CPI na Assembleia Legislativa partiu do deputado Paulo Fiorilo (PT) e a urgência em sua tramitação foi apoiada pelo presidente da Casa, Carlão Pignatari (PSDB).
 

No entanto, como já há outras cinco CPIs —número máximo— protocoladas para tramitar neste semestre na Assembleia, é necessário que o plenário aprove um projeto para a instalação de uma sexta comissão investigativa. Para que esse projeto tramite rápido e não passe por comissões, a Alesp deve aprovar a sua urgência.

Bolsonaro diz que remédios da Astrazeneca e Pfizer tem mesmo efeito que 'kit covid'
Foto: Reprodução / Youtube

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou que os medicamentos contra a Covid-19, da Pfizer e Astrazeneca (relembre aqui), teriam a mesma eficácia dos medicamentos indicados no "kit-covid", divulgado pelo governo como forma de combate a infecção. Bolsonaro participou de live, nas redes sociais, nesta quinta-feira (14). 

 

"A Astrazeneca e a Pfizer estão lançando um comprimidinho. Com meia dúzia daquele outro da caixa azul, o outro para combater piolho, mas o problema é que custa muito barato. Com R$ 10 reais você resolve seu problema. O novo remédio da Aztrazeneca, deve ter um nome pomposo, esse combate um monte de coisa. Combate a mesma do nosso brasileiro para combater piolho, não é o mesmo princípio ativo. Se não tiver o que você toma no Brasil, você compra esse outro. Tem muita gente a serviço disso no Brasil. Cadê os checadores? Não vai rotular isso como fake news?", disse. 

Campanha nacional de combate à sífilis é lançada nesta quinta-feira
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A nova edição da Campanha Nacional de Combate às Sífilis foi lançada nesta quinta-feira (14), pelo Ministério da Saúde (MS). Também foi lançado hoje o Guia de Certificação de Transmissão Vertical, documento que visa padronizar o procedimento para a certificação da eliminação da transmissão vertical da sífilis e/ou HIV para estados e municípios com 100 mil habitantes ou mais.

 

Uma nova edição do Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis, que indica novas diretrizes e refina procedimentos para o diagnóstico precoce da doença, também foi lançada. Conforme divulgou a Agência Brasil, a campanha contará também com peças publicitárias estimulando a população a buscar a testagem para sífilis.

 

O secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara lembrou que as gestantes têm que testar para sífilis nos três trimestres. "Mesmo que a mulher se trate, ela pode se contaminar novamente. É importante não só a gestante procurar o teste como tratar adequadamente, com penicilina”, destacou, lembrando que os parceiros também precisam ir ao pré-natal e procurar o teste. “É uma proteção para ele, para a parceira e para o bebê. Se tiver sífilis, a criança pode nem nascer ou nascer com sequelas”, disse. 

 

De acordo com o Ministério da Saúde, e conforme divulgou a Agência Brasil, no ano passado foram registradas 115,3 mil pessoas que contraíram sífilis. Deste total,  61,4 mil eram gestantes e 22 mil eram crianças que contraíram a doença na modalidade congênita. Já em relação a sífilis adquirida no conjunto da população, houve crescimento na década de 2010, com pico em 2018 e redução nos últimos anos.

Bolsonaro reforça veto de projeto de absorventes: 'Se eu sancionar incorro em crime'
Foto: Reprodução / Youtube

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) justificou novamente o veto ao projeto que distribui absorvente a mulheres em situação de vulnerabilidade. Durante live, nesta quinta-feira (14), em suas redes sociais, Bolsonaro comentou que, caso sancionado, incorreria em crime. 

 

"Se eu sancionar eu incorrerei em crime. Antigamente os petistas também vetaram. Mas basta agora vetar o veto, e tirarem da saúde e da educação. Eu estou tirando, pois sou escravo da lei. Se derrubarem eu vou arranjar. Vou ter que arranjar R$ 300 milhões de algum lugar. Não vou criar imposto. Agora a imprensa vai bater em mim", disse.

 

Bolsonaro pontuou que não existe "disponibilização gratuita de nada". "É o projeto, para distribuir absorventes para mulheres pobres, estudantes, só que tem um detalhe. A Saúde dá um parecer, a Economia, e qualquer projeto que crie despesa, se não apresentar de onde vem o dinheiro, é inconstitucional", acrescentou.

Salvador segue aplicando 1ª, 2ª e 3ª doses de vacinas contra a Covid-19; veja locais
Foto: Reprodução / Betto Jr. - Secom

Nesta sexta-feira (15) a vacinação contra a Covid-19 segue em Salvador. A capital aplica a primeira dose para pessoas com 18 anos ou mais; para gestantes e puérperas com 12 anos ou mais, além dos jovens de 12 a 17 anos com e sem comorbidades ou deficiência. Já a aplicação das 2ª doses dos imunizantes da Oxford, Pfizer e Coronavac seguem normalmente.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde e pacientes em hemodiálise com nome na lista da SMS também seguem com acesso a 3ª dose normalmente. Já aqueles que completaram o esquema vacinal em casa, através do serviço do Vacina Express, não precisarão fazer uma nova solicitação, já que a administração da terceira dose acontecerá automaticamente.    

 

Ainda de acordo com a pasta, os indivíduos que tomaram a 1ª dose em outras cidades, a SMS continua com o fluxo de realizar a solicitação da 2ª dose através do cadastro na Ouvidoria da Saúde. A liberação da imunização dessas pessoas está sendo feito de forma gradativa. Veja abaixo a lista de locais para aplicação dos imunizantes .

 

1ª dose:

 

Adolescentes sem comorbidades de 12 a 17 anos - 08h às 16h:

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

Gestantes e puérperas - 8h às 16h:

Obedecendo nova recomendação do Ministério da Saúde SOMENTE PODERÃO buscar os pontos de imunização, as GRÁVIDAS E PUÉRPERAS (até 45 dias pós-parto) que tiverem prescrição médica para receber a vacina.

Para ter acesso ao imunizante, todas as gestantes e puérperas devem ter idade igual ou superior a 12 anos, estar com os nomes no site da SMS e no ato da vacina apresentar documento oficial de identificação com foto, além de:

Gestantes: devem também apresentar OBRIGATORIAMENTE cópia impressa da prescrição médica. 

Puérperas: devem também apresentar OBRIGATORIAMENTE cópia impressa da prescrição médica e Declaração Nascidos Vivos (DNV) ou certidão de nascimento do bebê.

OBSERVAÇÕES:

ESTÁ SUSPENSA A VACINAÇÃO PARA GESTANTES E PUÉPERAS COM O IMUNIZANTE OXFORD/ ASTRAZENECA/JANSSEN.

Vale salientar que as gestantes e puérperas menores de 18 anos deverão ser acompanhadas pelos pais ou outro responsável de maior idade durante o ato da vacinação.  Para comprovação da responsabilidade, o pai ou a mãe devem apresentar documento de identificação original com foto no momento da imunização. No caso de outro responsável maior de idade, além do documento de identificação com foto, será necessário apresentar ainda uma declaração de responsabilidade, que pode ser feita manualmente.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

Adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e/ou deficiência permanente com nome cadastrado.

Vale salientar que os menores deverão ser acompanhados pelos pais ou outro responsável de maior idade durante o ato da vacinação.  Para comprovação da responsabilidade, o pai ou a mãe devem apresentar documento de identificação original com foto no momento da imunização. No caso de outro responsável maior de idade, além do documento de identificação com foto, será necessário apresentar ainda uma declaração de responsabilidade, que pode ser feita manualmente.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

REPESCAGEM DAS PESSOAS DE 18 ANOS OU MAIS : 08H ÀS 16H

A Secretaria Municipal da Saúde também realiza a repescagem das pessoas com 18 anos ou mais. Para ter acesso às doses é necessário estar com o nome na lista do site da SMS.

Drive: Uninassau (Pituba)

Pontos Fixos: UBS Pelourinho; USF Alto de Coutos II; USF Itacaranha; USF Cajazeiras XI; USF Fazenda Grande III; USF Itapuã; UBS Ministro Alckmin (Massaranduba); USF Joanes Leste; USF Úrsula Catharino (Garcia); USF Estrada das Barreiras; USF Prof. Guilherme Rodrigues da Silva (Arenoso); USF São Marcos; USF San Martim I; UBS Marechal Rondon; UBS Frei Benjamin (Valéria); UBS Mario Andrea (Sete Portas); UBS Cesar de Araújo (Boca do Rio).

 

2ª DOSE OXFORD – 08H ÀS 16H

As pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da OXFORD programada para até o dia 09 DE NOVEMBRO já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drives: Vila Militar (Dendezeiros), FBDC Brotas, Barradão e Unijorge (Paralela)  

Pontos fixos: USF Colinas de Periperi, USF Plataforma, USF Beira Mangue, UBS Ramiro de Azevedo, USF Pirajá, USF San Martim III, USF Curralinho, Shopping da Bahia (A partir de 09h), FBDC Brotas, Barradão e UBS Nelson Pihauy Dourado.  

 

2ª DOSE CORONAVAC – 08H ÀS 16H

Amanhã todas as pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da CORONAVAC programada para até o dia 15 DE OUTUBRO DE 2021 já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drive: Uninassau (Pituba)

Pontos Fixos: UBS Pelourinho; USF Alto de Coutos II; USF Itacaranha; USF Cajazeiras XI; USF Fazenda Grande III; USF Itapuã; UBS Ministro Alckmin (Massaranduba); USF Joanes Leste; USF Úrsula Catharino (Garcia); USF Estrada das Barreiras; USF Prof. Guilherme Rodrigues da Silva (Arenoso); USF São Marcos; USF San Martim I; UBS Marechal Rondon; UBS Frei Benjamin (Valéria); UBS Mario Andrea (Sete Portas); UBS Cesar de Araújo (Boca do Rio).

 

2ª DOSE PFIZER – 08H ÀS 16H

As pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da PFIZER programada para até o dia 09 DE NOVEMBRO já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drivers: Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), Parque de Exposição, Faculdade Universo e PAF Ondina 

Pontos fixos: USF Sérgio Arouca, USF Tubarão, USF Vista Alegre, USF Cajazeiras X, USF Santa Luzia, USF Vale do Matatu, Universidade Católica (Pituaçu), USF Federação, USF Imbuí, UBS Virgílio de Carvalho e CSU Pernambués.

 

3ª DOSE: PESSOAS COM 60 ANOS OU MAIS – 08H ÀS 16H

A aplicação da terceira dose será administrada em idosos com 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose até o dia 30 DE ABRIL DE 2021. Antes de se dirigirem aos postos devem conferir se o nome está na lista do site da SMS.

Para este público também está disponível o serviço Vacina Express, assim como para os indivíduos acamados ou com dificuldade de locomoção. Não é necessário realizar um novo cadastro no sistema quem já teve acesso ao serviço, a equipe retornará automaticamente. O site é o http://vacinaexpress.saude.salvador.ba.gov.br.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

3ª DOSE: PACIENTES EM HEMODIÁLISE – 08H ÀS 16H 

Pode se dirigir ao ponto aqueles que receberam a 2ª dose até o dia 11 DE SETEMBRO DE 2021. É necessário ter o nome na lista do site da Secretaria Municipal da Saúde.  

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

3ª DOSE: TRABALHADORES DA SAÚDE – 08H ÀS 16H 

Pode se dirigir ao ponto aqueles que receberam a 2ª dose até o dia 30 DE ABRIL DE 2021. É necessário ter o nome na lista do site da Secretaria Municipal da Saúde.  

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

STJ fixa entendimento de que plano de saúde não é obrigado a custear fertilização in vitro
Foto: Reprodução/Pixabay

Os planos de saúde não são obrigados a custear o tratamento médico de fertilização in vitro, a não ser que haja uma disposição contatual expressa. Esse é o entendimento fixado por maioria de votos pela 2ª Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que nesta quarta-feira (13) encerrou o julgamento de três recursos especiais sobre o tema, afetados para definição de tese sob o rito dos recursos repetitivos.

 

Os processos tratam de mulheres que, com dificuldade para engravidar, tiveram recomendado por seus médicos a fertilização in vitro. Duas sofrem com endometriose e uma de hidrossalpinge (condição relacionada à endometriose). Por conta disso, têm baixas reservas ovariana.

 

De acordo com o Conjur, a problemática em torno do tema é causada porque não há disposição em lei para tratar especificamente da fertilização in vitro, mas apenas da inseminação artificial. E elas são técnicas distintas. Na primeira, o embrião é criado em laboratório (bebê de proveta) e inserido posteriormente na mãe. Na segunda, o procedimento é mais simples, o sêmen masculino é inserido artificialmente no corpo da mulher.

 

O Conjur cita que a Lei dos Planos de Saúde expressamente exclui o procedimento inseminação artificial do plano-referência a ser observado pelas operadoras, medida que é reproduzida em resoluções normativas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Só que um outro artigo da mesma lei diz que é obrigatória a cobertura do atendimento nos casos de planejamento familiar. Sendo assim, o argumento apresentado é de que a lei permite a interpretação abrangente acerca do "planejamento familiar" de modo a abarcar a cobertura da fertilização in vitro acarretará inegavelmente repercussão no equilíbrio econômico-financeiro do contrato de plano de saúde.

 

A tese aprovada pelo STJ foi proposta pelo ministro Marco Buzzi, relator dos recursos, e já era observada tanto pela 3ª Turma quanto pela 4ª Turma, que julgam matéria de Direito Privado. Formaram a maioria com ele os ministros Marco Aurélio Bellizze, Luis Felipe Salomão, Raul Araújo, Maria Isabel Gallotti e Ricardo Villas Bôas Cueva.

 

Abriu a divergência o ministro Moura Ribeiro, que ficou vencido ao lado do ministro Paulo de Tarso Sanseverino. Para eles, não há previsão legal que desobrigue as operadoras de plano de saúde de custear tratamento de fertilização in vitro.

Brasileiro está entre especialistas escolhidos pela OMS para investigar origem de vírus
Foto: Reprodução/Plataforma Lattes

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reunir especialistas em um painel investigará as origens de vírus e bactérias, incluindo o coronavírus responsável pela Covid-19. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (13) pela entidade. De acordo com o portal Metrópoles, entre os 26 cientistas escolhidos está um brasileiro.

 

Se trata de Medicis Morel, que é diretor do Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde da Fiocruz. Ele foi presidente da entidade entre 1992 e 1997, e é membro titular da Academia Brasileira de Ciências.

 

O objetivo da equipe será, eventualmente, criar um protocolo global para investigações futuras de patógenos com potencial epidêmico e pandêmico.

 

A escolha foi feita depois de uma análise de 700 pesquisadores de todo o mundo e, entre os critérios, foram levados em consideração a experiência com o assunto, a disposição geográfica e a diversidade de gênero. O grupo será chamado de Grupo de Conselheiros Científicos para a Origem de Novos Patógenos (Sago, na sigla em inglês), e os nomeados passarão por duas semanas de consulta pública, quando a comunidade poderá comentar sobre a decisão.

China investigará milhares de amostras de sangue para determinar origem da Covid
Foto: Rodrigo Nunes/MS

Milhares de amostras de sangue serão analisada na China em um estudo que quer determinar as origens da Covid-19. De acordo com a CNN, o país está se preparando para testar amostras de bancos de sangue da cidade de Wuhan, o primeiro epicentro da pandemia. As informações sobre o estudo foram divulgadas por um integrante do governo chinês. O movimento ocorre em meio a pedidos crescentes de transparência sobre o surgimento do coronavírus.

 

O armazenamento de até 200 mil amostras, incluindo as dos últimos meses de 2019, foi identificado em fevereiro deste ano pelo painel de investigadores da Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma possível fonte de informações importantes para ajudar a determinar quando e onde o vírus passou pela primeira vez em humanos, destaca a CNN.

 

A reportagem ressalta que as amostras são mantidas no Centro de Sangue de Wuhan e devem abranger uma ampla faixa da população da cidade chinesa onde o SARS-CoV-2 provavelmente infectou humanos pela primeira vez.

 

As amostras do banco de sangue foram retidas por dois anos, disseram as autoridades chinesas.

 

Esse período de espera de dois anos irá expirar em breve para os meses de outubro e novembro de 2019, quando a maioria dos especialistas acredita que o vírus teria infectado os primeiros humanos.

Siga e acompanhe as principais informações da Bahia no Google Notícias
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Plataforma do Google que reúne os principais veículos de imprensa do mundo, o Google Notícias conta com informações do Bahia Notícias. Herdeiro dos antigos agregadores de informações, o serviço do gigante da internet facilita o acesso ao jornalismo profissional com a comodidade de ser utilizado tanto em computadores pessoais quanto em plataformas mobile, como celulares e tablets.

 

O Google Notícias é um aplicativo, disponível nas lojas do Android e da Apple Store, e também pode ser acessado nos navegadores sem a necessidade de download. Além de seguir sites de acordo com seus interesses, o serviço ainda dispõe de geolocalização, o que facilita o acesso a notícias locais.

 

Referência no jornalismo digital local, o Bahia Notícias está disponível na plataforma e pode ser seguido pelos leitores clicando aqui. Lá, o internauta acompanha as notícias das editorias do portal e tem acesso rápido a todo o conteúdo publicado pelo BN. Para receber as informações em primeira mão, é necessário apenas acessar a página do portal no Google Notícias e clicar em seguir no desktop ou na estrela no mobile!

Brasil chega a 100 milhões de pessoas com esquema vacinal contra Covid-19 completo
Foto: Tony Winston/MS

O Brasil alcançou nesta quarta-feira (13) a marca de mais de 100 milhões de brasileiros com esquema vacinal completo contra a Covid-19. São pessoas que tomaram as duas doses ou dose única das vacinas contra a doença causada pelo coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, o número corresponde a 62,5% do público-alvo.

 

A expectativa da pasta é de que até o fim de outubro o número de imunizados cresça mais. Isso porque o Ministério da Saúde prevê a chegada de mais 51,5 milhões de doses de vacina Covid-19. A previsão é que sejam 15,3 milhões da AstraZeneca e 36,1 milhões do imunizante da Pfizer. As doses correspondem a novos contratos, além dos 100 milhões entregues por ambos os laboratórios. O Instituto Butantan finalizou as entregas das doses contratadas em setembro.

 

Até o momento, o Governo Federal enviou aos estados e o Distrito Federal mais de 301 milhões de doses de vacina Covid-19. O Brasil registrava até esta quarta 93,7% do público-alvo vacinado com a primeira dose.

 

Vale lembrar também que a Pasta iniciou o reforço na população. Mais de 2,4 milhões já receberam o reforço na imunização.

Itabuna: Unidade de saúde é arrombada e atendimento fica suspenso
Foto: Reprodução / Políticos do Sul da Bahia

Uma Unidade de Saúde da Família (USF) de Itabuna, no Sul, foi alvo de arrombamento. Por conta do ocorrido, o posto não abriu para atendimentos nesta quarta-feira (13). Não há informações sobre a abertura do posto nesta quinta-feira (14).

 

Segundo o site Políticos do Sul da Bahia, no arrombamento foram levados do local itens como monitores de computador, CPU, frigobar, forno micro-ondas, botijão de gás, cafeteira, impressora, além de caixas de gases, vasos de água, entre outros. Não foi a primeira vez que o local sofre arrombamento.

 

O crime ocorreu por volta das 22h da terça-feira (12). Ainda não foi identificado quem furtou os objetos e equipamentos. Um boletim de ocorrência foi registrado na polícia nesta quarta pela secretaria de saúde municipal.

 

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez uma perícia dentro da apuração do caso. 

Covid-19: Sesab e UPB buscam estratégias para avanço na aplicação da 3ª dose da vacina
Foto: Reprodução / Jefferson Peixoto - Secom

O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Zé Cocá, deve se reunir na próxima semana com representantes da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) para pensar medidas de estímulo à aplicação da dose de reforço nos municípios. Isso porque algumas cidades tem registrado pouca procura por parte do público alvo. O encontro entre as instituições também deve tratar de um alinhamento em relação a divulgação dos dados de vacinação.

 

De acordo com o presidente da entidade, o objetivo da reunião é realinhar estratégias de uniformização da imunização no estado. “Há essa dúvida toda aí. Também entra um pouco de falta de doses que o governo federal não disponibilizou. Mas estamos nos organizando para ver. Alguns municípios têm aplicado normalmente, outros não. O que não queremos é que ocorra como o atraso da segunda dose, onde algumas cidades haviam vacinado muito mais que outras. Queremos buscar um equilíbrio”, disse. 

 

Foto: Reprodução / Sesab 

 

A discrepância na divulgação dos números tem levantando dúvidas sobre o índice de pessoas que já tomaram a 3ª dose. Quando analisados os dados divulgados pelo boletim da Sesab até às 18h33 desta quarta-feira (13), já foram distribuídas pela secretaria 620.368 doses que deveriam ser destinadas ao reforço da imunização. No entanto, apenas 167.890 foram aplicadas. O que equivaleria a 27,8% de doses. 

 

O boletim revela ainda que apenas 23 cidades teriam aplicado mais de 50% das terceiras doses. O que demonstraria que menos de um terço dos imunizantes haviam sido utilizados. No entanto, o dado não reflete a realidade. A Sesab divulgou que a cidade de Valença teria recebido 3.062 doses, mas não teria aplicado nenhuma.

 

A informação foi rebatida pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade que informou ter aplicado 1.826 terceiras doses. O mesmo acontece na cidade de Santo Amaro. Enquanto a Sesab diz que enviou 3.633 doses e nenhuma foi aplicada, o secretário de Saúde do município, Sérgio Santana, informou que a cidade já aplicou 1.117 doses. 

 

Foto: Reprodução / Sesab 

 

“Houve um decréscimo em relação à busca pela terceira dose. Estamos encaminhando cards chamando a população para se vacinar e também levando profissionais de saúde para vacinar os acamados. Há uma discrepância em relação à divulgação ou transmissão dos dados. Estamos verificando porque estes dados não foram transmitidos ou consolidados em relação a Sesab”, disse. 

 

Por meio de assessoria de imprensa, a Sesab informou que os dados disponibilizados no painel da secretaria “são alimentados pelas informações dos municípios preenchidos nos sistemas do Ministério da Saúde”.

Quinta, 14 de Outubro de 2021 - 00:00

Prefeitura pretende ampliar distribuição de absorventes para além da Educação

por Maurício Leiro / Bruno Leite

Prefeitura pretende ampliar distribuição de absorventes para além da Educação
Foto: Paulo Victor Nadal/Bahia Notícias

A prefeitura de Salvador pretende ampliar a distribuição de absorventes de forma gratuita. Segundo a vice-prefeita Ana Paula Matos (PDT), a perspectiva é que equipamentos como os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) também possam servir como pontos de retirada para pessoas em idade menstrual em situação de vulnerabilidade de maneira permanente.

 

De acordo com a gestora, que é uma das idealizadoras do projeto que vai fornecer o item básico para estudantes da rede municipal (relembre aqui), para a implementação da primeira etapa um estudo foi feito entre as unidades escolares para identificar pessoas nesta condição. 

 

O cálculo permitiu que cerca de 500 mil absorventes descartáveis fossem comprados pela Secretaria Municipal de Educação (SMED). O investimento total da gestão foi de R$ 800 mil.

 

"A gente identificou, por exemplo, que muitas pessoas deixam de ir pra escola pela falta do absorvente", argumentou Ana Paula, elencando que, na falta de produtos adequados, muitas têm que recorrer ao uso de materiais anti-higiênicos e prejudiciais à saúde.

 

Para ela, a política adotada pela prefeitura é o "primeiro passo", apesar do aperto nas contas públicas após a crise sanitária causada pela Covid-19. "Nós mesmos tivemos dificuldades orçamentárias no início do ano, por causa da pandemia". "Hoje o que importa é que essa é uma convocação para todos, para que tomem a mesma iniciativa e que cada um, na sua capacidade, dê o primeiro passo", destacou.

 

O titular da SMED, Marcelo Oliveira, disse que a ideia é que a "distribuição seja permanente". "Fizemos uma aquisição para cobrir um público de 11 a 50 anos. Queremos priorizar quem não pode custear".

Em Salvador, campanha de multivacinação já alcançou 4 mil jovens
Foto: Jefferson Peixoto/Secom

Cerca de quatro mil jovens menores de 15 anos procuraram os postos de saúde de Salvador para atualização da caderneta vacinal nos últimos dias. A prefeitura está promovendo uma campanha de multivacinação desde o último dia 1º de outubro para intensificar a imunização deste público.

 

Deste universo de 4 mil soteropolitanos, 3,3 mil crianças e adolescentes necessitaram receber a dose de imunizante do calendário básico, que estava em atraso. A previsão da gestão é de que a mobilização siga até o dia 29 de outubro, período em que deverá ser completado o esquema vacinal.

 

Ao todo, 60 salas de imunização dos postos de saúde vão funcionar, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, oferecendo 18 tipos de vacinas, que protegem crianças e adolescentes de doenças como poliomielite, sarampo, catapora e caxumba. O dia D acontecerá no próximo sábado (16).

 

Na mobilização estarão disponíveis as doses contra hepatite A, Vip, meningocócica C e ACWY, rotavírus, HPV, Pneumo 10, febre amarela, varicela, pentavalente, tetraviral, dupla adulto, DTP, tríplice viral, Vop (poliomielite). 

 ANS determina instauração de Direção Técnica na Prevent Senior
Foto: Divulgação/Prevent Senior

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou, na tarde desta quarta-feira (13), a instauração do regime especial de Direção Técnica na operadora Prevent Senior, operadora relacionada a um esquema de uso de medicamentos ineficazes para o tratamento da Covid-19. A decisão segue para publicação no Diário Oficial da União.
 

O regime Especial de Direção Técnica consiste no acompanhamento in loco realizado por agente nomeado pela ANS para verificar as causas de anormalidades que coloquem em risco a continuidade e a qualidade da assistência prestada aos beneficiários. É importante esclarecer que não se trata de uma intervenção, pois a ANS não interfere na gestão da operadora, mas de um acompanhamento com análises permanentes de informações e definição de metas a serem cumpridas pela operadora.

 

Em comunicado, a ANS afirma que atua de forma permanente na apuração de demandas recebidas em seus canais de atendimento ou encaminhadas por outros órgãos ou agentes ou que cheguem ao seu conhecimento por outros meios, como por exemplo, pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ou pela imprensa.

 

Aponta que, entre janeiro de 2020 e setembro de 2021, a ANS identificou 284.179 registros de reclamação e 408.930 pedidos de informação feitos por consumidores. As demandas de beneficiários são tratadas pela intermediação de conflitos entre eles e as operadoras, o que tem resolvido, com agilidade, mais de 90% dos problemas relatados.

 

Dessas 284.179 reclamações, 14 mil foram relacionadas ao tema Covid-19. Em 2020, o percentual de resolutividade das reclamações sobre Covid ficou em 90,5% e, em 2021, o percentual chegou a 93,6%. Ou seja, a grande maioria das queixas foi resolvida pela ANS por meio da intermediação de conflitos.

 

Das 14 mil reclamações, 38, referentes a 23 operadoras, tinham menção ao “kit covid” ou a palavras-chave correlatas, tais como “hidroxicloroquina”, “cloroquina”, “azitromicina”, “ivermectina”, “tratamento precoce”. 

 

A ANS ressalta que não recebeu diretamente qualquer reclamação de médicos quantoaà coação para a prescrição do “Kit Covid”. Não houve registro de denúncias nem nos canais de atendimento a consumidores, nem pelos canais de recepção de denúncias de prestadores de serviços de saúde.

 

“É importante esclarecer que o diretor da ANS informou em seu depoimento à CPI da Covid que a Agência não tinha conhecimento a respeito das denúncias que a própria CPI recebeu e revelou sobre a realização de estudo sem as devidas autorizações; o uso de pacientes como cobaias; a falta de comunicação aos pacientes sobre o uso dos medicamentos; a determinação para que médicos trabalhassem mesmo se estivessem infectados com o novo coronavírus; alteração de CID em prontuários e em atestados de óbito; e interrupção de tratamentos para encaminhamento de pacientes a cuidados paliativos”, diz na publicação. 

 

Acrescenta ainda que as denúncias em questão não foram feitas à ANS e são questões que não apareceram nos monitoramentos feitos pela Agência. Valem lembrar que a ANS regula as operadoras de planos de saúde e não atua dentro de hospitais. Essa atividade é desempenhada por outros órgãos que atuam no setor de saúde, como os órgãos de vigilância sanitária e os conselhos federal e regionais de medicina. 

 

“Ao tomar conhecimento de tais denúncias em 16/09/2021, a ANS enviou ofício à CPI da Covid solicitando cópia do processo a fim de incluir as novas informações em seu processo de apuração. Em 17/09, técnicos da Agência realizaram diligência na sede da Prevent Senior e solicitaram documentos e informações adicionais. Sobre as trocas de mensagens apresentadas pelo Senador Randolfe Rodrigues durante sessão da CPI da Covid em 6/10/2021, é importante esclarecer que eram mensagens trocadas em um grupo composto por profissionais da Prevent Senior. Essas mensagens foram encaminhadas à ANS apenas no último dia 4 de outubro, às 23h37, após contato ativo da Agência feito com todos os médicos da lista de demitidos da operadora. Essa lista foi recebida após pedido da ANS na diligência realizada em 17/09. Portanto, a ANS não tinha conhecimento de tais mensagens antes desta data”, acrescentou. 

Salvador mantém aplicação de 1ª,2ª e dose de reforço da vacina contra Covid-19
Foto: Divulgação/PMS

A prefeitura de Salvador segue nesta quinta-feira (14) a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 para pessoas com 18 anos ou mais; para gestantes e puérperas com 12 anos ou mais, além dos jovens de 12 a 17 anos com e sem comorbidades ou deficiência. Todos deverão estar com o nome na lista da Secretaria Municipal da Saúde.

 

A busca ativa por adolescentes de 12 a 17 anos nas instituições de ensino da rede municipal também segue nesta quinta-feira (14)

 

A aplicação das 2ª doses Oxford, Pfizer e Coronavac segue normalmente o fluxo. 

 

Os idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde e pacientes em hemodiálise com nome na lista da SMS também seguem com acesso a 3ª dose normalmente. Quem completou o esquema vacinal em casa, através do serviço do Vacina Express, não precisa fazer nova solicitação, uma vez que a administração da terceira dose acontecerá automaticamente.    

 

Para os indivíduos que tomaram a 1ª dose em outros municípios, a SMS continua com o fluxo de realizar a solicitação da 2ª dose através do cadastro na Ouvidoria da Saúde. A liberação da imunização dessas pessoas está sendo feito de forma gradativa. 

 

Aquelas que estão na mesma situação citada e que ainda não fizeram o cadastro na ouvidoria devem fazê-lo através do site http://www.saude.salvador.ba.gov.br/fale-com-a-ouvidoria/, informando os seguintes dados: nome completo; CPF; data da 1ª dose e do aprazamento da 2ª dose; nome da vacina; local em que tomou a primeira e telefone de contato.  Após esta etapa, aguardar contato da SMS informando dia e local do fechamento do esquema vacinal. Aqueles que já fizeram o cadastro mas ainda não receberam contato da ouvidoria, devem aguardar a comunicação para o agendamento.

 

1ª DOSE

ADOLESCENTES SEM COMORBIDADES DE 12 A 17 ANOS – 08H ÀS 16H

SERÃO IMUNIZADOS APENAS AS PESSOAS QUE TIVEREM COM O NOME NA LISTA DO SITE DA SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE.

VALE SALIENTAR QUE OS MENORES DE 18 ANOS DEVERÃO SER ACOMPANHADAS PELOS PAIS OU OUTRO RESPONSÁVEL DE MAIOR IDADE DURANTE O ATO DA VACINAÇÃO.  PARA COMPROVAÇÃO DA RESPONSABILIDADE, O PAI OU A MÃE DEVEM APRESENTAR DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO ORIGINAL COM FOTO NO MOMENTO DA IMUNIZAÇÃO. NO CASO DE OUTRO RESPONSÁVEL MAIOR DE IDADE, ALÉM DO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO COM FOTO, SERÁ NECESSÁRIO APRESENTAR AINDA UMA DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE, QUE PODE SER FEITA MANUALMENTE.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

GESTANTES E PUÉRPERAS: 08H ÀS 16H

Obedecendo nova recomendação do Ministério da Saúde SOMENTE PODERÃO buscar os pontos de imunização, as GRÁVIDAS E PUÉRPERAS (até 45 dias pós-parto) que tiverem prescrição médica para receber a vacina.

Para ter acesso ao imunizante, todas as gestantes e puérperas devem ter idade igual ou superior a 12 anos, estar com os nomes no site da SMS e no ato da vacina apresentar documento oficial de identificação com foto, além de:

Gestantes: devem também apresentar OBRIGATORIAMENTE cópia impressa da prescrição médica. 

Puérperas: devem também apresentar OBRIGATORIAMENTE cópia impressa da prescrição médica e Declaração Nascidos Vivos (DNV) ou certidão de nascimento do bebê.

OBSERVAÇÕES:

ESTÁ SUSPENSA A VACINAÇÃO PARA GESTANTES E PUÉPERAS COM O IMUNIZANTE OXFORD/ ASTRAZENECA/JANSSEN.

Vale salientar que as gestantes e puérperas menores de 18 anos deverão ser acompanhadas pelos pais ou outro responsável de maior idade durante o ato da vacinação.  Para comprovação da responsabilidade, o pai ou a mãe devem apresentar documento de identificação original com foto no momento da imunização. No caso de outro responsável maior de idade, além do documento de identificação com foto, será necessário apresentar ainda uma declaração de responsabilidade, que pode ser feita manualmente.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

ADOLESCENTES DE 12 A 17 ANOS COM COMORBIDADES E/OU DEFICIÊNCIA PERMANENTE COM NOME CADASTRADO NO SITE DA SMS: 08H ÀS 16H

Vale salientar que os menores deverão ser acompanhados pelos pais ou outro responsável de maior idade durante o ato da vacinação.  Para comprovação da responsabilidade, o pai ou a mãe devem apresentar documento de identificação original com foto no momento da imunização. No caso de outro responsável maior de idade, além do documento de identificação com foto, será necessário apresentar ainda uma declaração de responsabilidade, que pode ser feita manualmente.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

REPESCAGEM DAS PESSOAS DE 18 ANOS OU MAIS : 08H ÀS 16H

A Secretaria Municipal da Saúde também realiza a repescagem das pessoas com 18 anos ou mais. Para ter acesso às doses é necessário estar com o nome na lista do site da SMS.

Drive: Uninassau (Pituba)

Pontos Fixos: UBS Pelourinho; USF Terreiro de Jesus; USF Alto de Coutos II; USF Itacaranha; USF Cajazeiras XI; USF Fazenda Grande III; USF Itapuã; UBS Ministro Alckmin (Massaranduba); USF Joanes Leste; USF Úrsula Catharino (Garcia); USF Menino Joel (Nordeste de Amaralina); USF Estrada das Barreiras; USF Prof. Guilherme Rodrigues da Silva (Arenoso); UBS Castelo Branco; USF São Marcos; USF San Martim I; UBS Marechal Rondon; UBS Frei Benjamin (Valéria);USF Candeal Pequeno; UBS Mario Andrea (Sete Portas); UBS Cesar de Araújo (Boca do Rio); USF Parque de Pituaçu.

 

2ª DOSE OXFORD – 08H ÀS 16H

As pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da OXFORD programada para até o dia 09 DE NOVEMBRO já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drives: Vila Militar (Dendezeiros), FBDC Brotas, Barradão e Unijorge (Paralela)  

Pontos fixos: USF Colinas de Periperi, USF Plataforma, USF Beira Mangue, UBS Ramiro de Azevedo, USF Pirajá, USF San Martim III, USF Curralinho, Shopping da Bahia (A partir de 09h), FBDC Brotas, Barradão e UBS Nelson Pihauy Dourado.  

 

2ª DOSE CORONAVAC – 08H ÀS 16H

Amanhã todas as pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da CORONAVAC programada para até o dia 15 DE OUTUBRO DE 2021 já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drive: Uninassau (Pituba)

Pontos Fixos: UBS Pelourinho; USF Terreiro de Jesus; USF Alto de Coutos II; USF Itacaranha; USF Cajazeiras XI; USF Fazenda Grande III; USF Itapuã; UBS Ministro Alckmin (Massaranduba); USF Joanes Leste; USF Úrsula Catharino (Garcia); USF Menino Joel (Nordeste de Amaralina); USF Estrada das Barreiras; USF Prof. Guilherme Rodrigues da Silva (Arenoso); UBS Castelo Branco; USF São Marcos; USF San Martim I; UBS Marechal Rondon; UBS Frei Benjamin (Valéria);USF Candeal Pequeno; UBS Mario Andrea (Sete Portas); UBS Cesar de Araújo (Boca do Rio); USF Parque de Pituaçu.

 

2ª DOSE PFIZER – 08H ÀS 16H

As pessoas que estão com a data de reforço da vacina contra a Covid-19 da PFIZER programada para até o dia 09 DE NOVEMBRO já podem procurar os pontos de imunização para receber a vacina.

Drivers: Universidade Católica de Salvador (Pituaçu), Parque de Exposição, Faculdade Universo e PAF Ondina 

Pontos fixos: USF Sérgio Arouca, USF Tubarão,  USF Vista Alegre, USF Cajazeiras X, USF Santa Luzia, Universidade Católica (Pituaçu), USF João Roma Filho (Jardim Nova Esperança), USF Vale do Matatu, USF Federação, USF Imbuí, UBS Virgílio de Carvalho e CSU Pernambués.

 

3ª DOSE: PESSOAS COM 60 ANOS OU MAIS – 08H ÀS 16H

A aplicação da terceira dose será administrada em idosos com 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose até o dia 30 DE ABRIL DE 2021. Antes de se dirigirem aos postos devem conferir se o nome está na lista do site da SMS.

Para este público também está disponível o serviço Vacina Express, assim como para os indivíduos acamados ou com dificuldade de locomoção. Não é necessário realizar um novo cadastro no sistema quem já teve acesso ao serviço, a equipe retornará automaticamente. O site é o http://vacinaexpress.saude.salvador.ba.gov.br.

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

3ª DOSE: PACIENTES EM HEMODIÁLISE – 08H ÀS 16H 

Pode se dirigir ao ponto aqueles que receberam a 2ª dose até o dia 11 DE SETEMBRO DE 2021. É necessário ter o nome na lista do site da Secretaria Municipal da Saúde.  

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

 

3ª DOSE: TRABALHADORES DA SAÚDE – 08H ÀS 16H 

Pode se dirigir ao ponto aqueles que receberam a 2ª dose até o dia 30 DE ABRIL DE 2021. É necessário ter o nome na lista do site da Secretaria Municipal da Saúde.  

Drives: 5º Centro de Saúde (Barris), Atakadão Atakarejo, Arena Fonte Nova e FBDC Cabula. 

Pontos Fixos: USF Teotônio Vilela II (Fazenda Coutos II), USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Eduardo Mamede (Mussurunga), USF São Cristóvão, USF Yolanda Pires, Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde (Barris), USF Vila Matos (Rio Vermelho) e USF Cajazeiras V.

OMS vê 'progresso' em remédio anti-Covid da Merck, mas ainda aguarda dados
Foto: Divulgação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aguarda receber os resultados completos dos estudos clínicos do remédio contra a Covid-19 desenvolvido pela farmacêutica Merck (conhecida no Brasil como MSD). Nesta segunda-feira (11) a companhia entrou com um pedido para que a agência regulatória americana (FDA) autorize o uso emergencial do medicamento molnupiravir, desenvolvido para tratar a Covid-19 (leia aqui).

 

O porta-voz da OMS, Christian Lindmeier, disse nesta terça-feira (12) que o medicamento "realmente é um progresso", mas ressaltou que a entidade ainda espera ver os dados completos. “Se for comprovado, então é outra arma na luta contra a pandemia da Covid-19", afirmou.

 

O remédio seria usado no tratamento de Covid leve a moderada em adultos.

 

De acordo com a Merck, o medicamento é a primeira pílula antiviral para tratamento da Covid-19 nos Estados Unidos. De acordo com reportagem do jornal americano The New York Times (NYT), um ensaio clínico identificou que o medicamento molnupiravir reduziu o risco de hospitalização ou morte pela metade quando administrado em pessoas do grupo de risco e no início dos sintomas (leia mais aqui).

 

Se o FDA conceder a autorização, o remédio será o primeiro em formato de comprimido para tratar a doença. Todos os outros tratamentos autorizados pela FDA requerem uma injeção intravenosa.

'Outubro Rosa': Confira onde fazer exames e consultas nos postos de saúde de Salvador
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Consultas, exames e orientações em combate aos cânceres de mama e de colo de útero seguem nesta quinta-feira (14) em 29 unidades de saúde de Salvador dentor das ações da campanha “Outubro Rosa”. São realizados preventivos ginecológicos e exame clínico das mamas; encaminhamentos de mamografias, laqueadura, inserção de DIU e ultrassonografias mamária e transvaginal; testagem rápida para HIV, sífilis, HCV e HbsaAg; exame preventivo, clínico das mamas e encaminhamento para CEPARH; consulta com equipe de enfermagem; salas de espera com palestra sobre a importância da avaliação clínica e temas relacionados ao empoderamento feminino; busca ativa de mulheres para encaminhamento e realização de preventivo.

 

Para ter acesso as unidades que realizam esses procedimentos durante todo o mês de outubro da mobilização bastam acessar o card oficial da SMS e se conectar ao QR ou o site (disponível aqui) para ler toda a lista disponibilizada.

 

Neste ano até o mês de outubro, a SMS disponibiliza mais de 64 mil vagas para mamografia na própria rede e em clínicas conveniadas. Já nos Multicentros de Saúde da capital, ocorre o agendamento de mamografias e ultrassons para as mulheres encaminhadas dos Distritos.

 

CONFIRA PROGRAMAÇÃO

USF Zumíra Barros

14/10 (tarde)

Coleta preventivo

USF Santa Mônica

 13 e 14/10 (manhã): Palestras sobre Alimentação no climatério; Prevenção ao Suicídio; Cuidados com a saúde da mulher nos diversos ciclos da vida e Saúde bucal.

 

USF IAPI 

13 e 14/10 (manhã): Palestra sobre Câncer de Mama e Colo de Útero; Orientação autoexame das mamas, distribuição de panfletos captação dos homens Cis e trans, solicitação de Mamografia.

 

USF Alto do Cabrito (todos os dias do mês de outubro):

Testagem rápida, consulta de enfermagem, exame clínico das mamas, encaminhamento para mamografia.

Mutirão de Preventivo

 

USF Pituaçu

14/10 (manhã e tarde): Exames preventivos e clínicos

 

UBS Mário Andrade:

14/10 (manhã e tarde): Exame Citopatológico, Testes rápidos ISTs, atendimento Odontológico e palestras

 

UBS Cabula Beirú/Pernambués:

14/10 (manhã): Roda de conversa: a importância do autoexame das mamas, distribuição

de materiais informativos, exames preventivos.

 

UBS Nelson Piauhy Dourado

13 e 14/10 (manhã e tarde): Mutirão para coleta do exame preventivo e exame clínico das mamas e Encaminhamento para realização de mamografia; Roda de conversa sobre autocuidado – Saúde da Mulher; Distribuição de laços cor de rosa para profissionais e comunidade; coleta de citopatologico e exames das mamas.

Quarta, 13 de Outubro de 2021 - 12:40

Bahia vai 'terceirizar' entrega de absorventes para empresa que vencer licitação

por Anderson Ramos / Jade Coelho

Bahia vai 'terceirizar' entrega de absorventes para empresa que vencer licitação
Foto: Paulo Victor Nadal/Bahia Notícias

O Governo da Bahia não vai se envolver na logística de distribuição de absorventes a pessoas que menstruam estudantes da rede estadual de educação através do projeto “Dignidade Menstrual”. O governador do estado, Rui Costa, sinalizou nesta quarta-feira (13) que o processo de licitação já inclui a responsabilização da empresa vencedora de distribuir os itens nas unidades de ensino do estado. A previsão, de acordo com o gestor, é de que o processo de licitação seja concluído em novembro.

 

O projeto foi lançado em 30 de agosto, no auditório do prédio da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM-BA). A iniciativa prevê a oferta de um pacote com 10 unidades de absorventes descartáveis a todas as pessoas que menstruam e que estão regularmente matriculadas na rede estadual de ensino, e se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos (leia mais aqui).

 

O governo baiano publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) de 5 de outubro o aviso de licitação para a aquisição do material (lembre aqui).

 

Rui aproveitou a oportunidade para criticar o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). Na semana passada o mandatário sancionou o projeto de lei que institui o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual, mas vetou a principal medida: distribuição do produto de higiene a pessoas de baixa renda e em situação de vulnerabilidade. O trecho vetado pelo presidente previa a distribuição de itens básicos de higiene para estudantes de baixa renda de escolas públicas e mulheres em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema.

 

“A política devia ser o lugar reservado apenas para quem gosta de gente, quer cuidar de gente, para quem tem sensibilidade e empatia, não é o caso do nosso presidente”, disse o governador petista.

 

O gestor destacou a importância da medida sinalizando que o objetivo é evitar que as pessoas faltem aulas por falta de itens de higiene. Segundo ele, a ausência na escola deve acontecer somente em situações de “extrema gravidade”. “Mas não por uma carência material de comprar um elemento básico a sua higiene pessoal”, acrescentou.

 

POBREZA MENSTRUAL

De acordo com o relatório de Pobreza Menstrual no Brasil, realizado pela Unicef, quase 90% das meninas passarão de três a sete anos de sua vida escolar menstruando. No Brasil, 35% das adolescentes e jovens já passaram por alguma dificuldade por não ter acesso a absorventes, ou condições de cuidar da higiene menstrual. Uma em cada quatro jovens que menstruam já deixou de ir à escola por não ter absorvente.  

 

Esses dados foram utilizados como fonte para justificar e reforçar a necessidade do projeto apresentado, que já conta com ações efetivas, e além da distribuição de absorventes, confecção e distribuição de cartilha de educação menstrual, kit dignidade íntima em caso de urgência, ajustes dos suprimentos para mulheres em privação de liberdade, envolve também a mobilização e apoio de empresas.

 

No Brasil, o absorvente não é considerado um item básico de higiene, como o sabonete, papel higiênico e da pasta de dente, por exemplo, e é tributado como artigo de luxo, com 25% de impostos.

Histórico de Conteúdo