Paulo Afonso: Rui autoriza início imediato de construção Policlínica Regional de Saúde
Foto: Divulgação

O governador Rui Costa autorizou, nesta sexta-feira (20), o início imediato das obras de construção da Policlínica Regional de Saúde que atenderá a região de Paulo Afonso, no Vale São-Franciscano da Bahia. Com um investimento de R$ 22 milhões, está prevista a execução dos trabalhos, a compra de equipamentos e mobiliário e também a aquisição de micro-ônibus para o transporte de pacientes residentes nos outros municípios do consórcio público de saúde, que inclui, Abaré, Chorrochó, Glória, Jeremoabo, Macururé, Paulo Afonso, Rodelas, Santa Brígida e Pedro Alexandre. A policlínica terá salas de atendimento ambulatorial, apoio diagnóstico e terapia (raio x, ultrassonografia, tomografia, mamografia, ressonância magnética, endoscopia, ergometria, eletrocardiograma, ecocardiograma, eletroencefalograma), sala para tratamento de diabéticos e coletas laboratoriais, além de sala para procedimentos ambulatoriais, apoio técnico e logístico. Na ocasião, o governador autorizou também o convênio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) com a prefeitura de Paulo Afonso, no valor de R$ 2,9 milhões, para a implantação de dez leitos de Terapia Intensiva (UTI) no hospital municipal.

Vacinação contra gripe começa segunda, prioridade é para idosos e crianças
Imagem: Reprodução

Começa na segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que vai seguir até o dia 1º de junho nos 126 postos da rede básica do município. A meta da campanha é imunizar pelo menos 90% das mais de 690 mil pessoas do público-alvo. A vacina será disponibilizada para o público mais vulnerável às complicações da doença. A prioridade vai para os idosos (pessoas a partir de 60 anos), crianças de 6 a 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde do setor público e privado, jovens de 12 a 21 anos, professores, portadores de deficiências crônicas e a população carcerária que reside em Salvador. As demais pessoas que quiserem se vacinar devem procurar a rede privada. De acordo com o site do jornal Correio, em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 36 casos de influenza H1N1. Até o momento, oito pessoas morreram em decorrência de complicações da doença. “Estamos com nossas equipes operacionais prontas para atender a população-alvo a partir de segunda-feira nas 126 salas de imunização da rede. É importante ressaltar que uma das medidas mais eficazes de prevenção da doença é a vacina, podendo reduzir em até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até 75% a mortalidade global por complicações da influenza”, diz Doiane Lemos, subcoordenadora de Controle de Doenças Imunopreveníveis de Salvador.

Sábado, 21 de Abril de 2018 - 10:00

Redução de peso pode evitar 15 mil casos de câncer por ano no País

por Hyndara Freitas e Paula Felix | Estadão Conteúdo

Redução de peso pode evitar 15 mil casos de câncer por ano no País
Foto: Reprodução / Pixabay

A redução de peso poderia evitar ao menos 15 mil casos de câncer por ano no Brasil. Esta foi a constatação de um estudo realizado pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) com colaboração da Universidade de Harvard. A pesquisa mostrou ainda que, até 2025, casos da doença ligados à obesidade e ao sobrepeso devem chegar perto do dobro, totalizando 29 mil ocorrências. "Nós nos baseamos em diversas bases de dados. Primeiramente, na pesquisa de renda familiar do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2002 e, depois, de 2012. Para dados sobre cânceres, nós usamos dados da Agência Internacional da Pesquisa em Câncer (IARC) e também as estimativas que o Inca (Instituto Nacional de Câncer) produz, porque ele tem dados por Estado", explica o pesquisador Leandro Rezende, um dos autores do estudo, que foi publicado na revista científica Cancer Epidemiology. "Nós elencamos 14 tipos de câncer estudados, todos cânceres que são associados ou têm como fator de risco o excesso de peso e obesidade. Com os dados da PNS (Pesquisa Nacional de Saúde) 2013, a gente verificou o número de pessoas com sobrepeso. Com isso, chegamos à evolução do câncer nesse período de dez anos. De quantos casos de câncer que ocorreram seriam evitáveis se não fosse o excesso de peso, fizemos a estimativa para 2025 e chegamos à conclusão de que esse número pode dobrar de acordo com a estimativa de crescimento da taxa de sobrepeso e obesidade do País. Rezende afirma que a pesquisa não leva em consideração mudanças neste período, como quedas nos níveis de obesidade.

 

O estudo, resultado de uma bolsa de pesquisa no exterior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), apontou que 3,8% dos 400 mil casos de câncer diagnosticados por ano no País estão ligados ao peso elevado. O levantamento também constatou que as ocorrências são mais comuns em mulheres."Três dos 14 tipos de câncer analisados são quase exclusivamente femininos, por exemplo, o câncer de mama, que pode acometer homens também, mas é mais raro, e ovário e colo do útero. O excesso de peso e obesidade são maiores em mulheres no Brasil. Isso contribui", diz Rezende.

 

Segundo a avaliação dos pesquisadores, o crescimento no poder econômico dos brasileiros registrado nos últimos anos aumentou hábitos de consumo, mas não fez com que as pessoas buscassem uma alimentação mais saudável. "A aquisição de alimentos ultraprocessados tem crescido e, nesse cenário, é importante haver políticas que regulamentam a venda, publicidade, rotulagem, taxação de certos alimentos, como bebidas açucaradas, que incluem sucos e refrigerantes. Essas medidas têm sido adotadas em alguns países da Europa, no Chile também, e já têm mostrado resultados", afirma.

 

Para José Eluf Neto, professor titular da Faculdade de Medicina da USP e orientador do estudo, os dados revelam a necessidade de mudança de hábitos, com a inclusão de políticas que incentivem a alimentação saudável e a prática de atividades físicas. "Com o envelhecimento da população já teremos mais casos de câncer, mas a obesidade contribui para aumentar esse número. As pessoas abandonaram o hábito de comer arroz, feijão e verduras. Tem de se estimular a compra direto do produtor rural. Outra questão é o exercício. Deveria ter uma política pública para que as pessoas pudessem fazer exercícios perto de casa em parques, ciclovias, porque a população não tem dinheiro para pagar um personal trainer, até porque a obesidade está mais frequente nas classes mais populares". Os pesquisadores ainda estão verificando a influência de fatores como sedentarismo, tabagismo e consumo de álcool para a incidência de câncer. O objetivo é apontar quantos casos da doença poderiam ser evitados no Brasil.

 

Diretora do Cedeba é homenageada com Comenda 2 de Julho
Foto: Divulgação

A diretora e responsável pela criação do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), Reine Marie Chaves Fonseca, recebeu nesta quinta-feira (19) a Comenda 2 de Julho. Proposta pela deputada Fabíola Mansur, a homenagem foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa da Bahia. Referência na assistência a diabetes, obesidade e endocrinopatias, o Cedeba é um dos centros de excelência no Brasil, credenciado pela World Diabetes Foundation (WDF) e reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Para o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, a homenagem é uma "oportuna iniciativa, ao distinguir uma médica da nossa sociedade, merecedora da Comenda 2 de Julho". O secretário ressaltou que o Cedeba hoje é o mais importante centro de diabetes e endocrinologia do País, modelo de assistência para países da África, Ásia e da América Latina. Em seu discurso, Reine agradeceu à família, à equipe que com ela sonhou o Cedeba e a todos os secretários da Saúde que confiaram em seu trabalho nos últimos 24 anos.

Saúde anuncia investimento de R$ 10 milhões em pesquisa sobre processo transexualizador
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O Ministério da Saúde anunciou que destinará R$ 10 milhões para realização de pesquisa científica sobre qualidade e segurança nos procedimentos e no cuidado aos cidadãos inseridos no processo transexualizador do Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão tem finalidade mapear, avaliar e sistematizar informações fundamentais no processo, que inclui o acompanhamento interdisciplinar multiprofissional aos usuários, a hormonioterapia e a realização de cirurgias de redesignação sexual. Realizada pela Sociedade Beneficente Israelita Brasileira – Hospital Albert Einstein, a pesquisa coaduna com as especificidades em saúde da população de transexuais e travestis, que vivencia situações de vulnerabilidade social. De forma geral, os usuários chegam aos serviços do processo transexualizador já tendo realizado algum procedimento de modificação corporal por conta própria em condições pouco adequadas, sendo comum o uso abusivo de hormônios e a aplicação indevida de silicone industrial.  "Precisamos garantir mais qualidade nos cuidados e segurança aos usuários do processo transexualizador. Para isso se faz necessário estudar os impactos na saúde dessas pessoas, considerando o caráter irreversível da cirurgia de redesignação sexual e os efeitos do uso de hormônios, por exemplo. Por isso a importância da pesquisa sobre segurança e os protocolos de atendimentos, bem como os critérios para habilitação e exclusão dos procedimentos", explicou a secretária do Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social, Gerlane Baccarin. 

Estudo diz que os casais ficarão sem sexo em 2030 por causa da internet
Foto: Reprodução / Nedja Alves

De acordo com um estudo na Universidade de Cambridge, os casais ficarão sem sexo em 2030. Para o professor e estatístico David Spiegelhalter, responsável pela pesquisa, o resultado tem a ver com o tempo que as pessoas passam conectadas a internet. Para dar andamento ao estudo, foram realizadas entrevistas com casais entre 16 e 64 anos, que responderam quantas vezes fazem sexo por mês. Segundo o Ig, a média em 1990 foi de cinco vezes ao mês. Em 2000, o número caiu para quatro. Já em 2010, o número diminiu para três. Com isso, segundo o estudo, em 2030 ninguém mais fará sexo. "Uma das causas de uma baixa libido são as séries que muitas vezes assistimos sem parar durante horas e horas. Por isso, constantemente trocamos nossos parceiros pelo novo episódio de 'Game of Thrones' ou 'Stranger Things' e ficamos sem sexo", afirmou o pesquisador. Para os especialistas, a solução é saber a hora de se desligar de tudo e voltar às origens.

Rastreamento do Câncer de Mama atende mulheres em Mirante e Ipupiara
Foto: Divulgação

O Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama chega, na próxima segunda-feira (23), aos municípios de Mirante e Ipupiara. Serão oferecidas mamografias gratuitas para mulheres com idade de 50 a 69 anos. Em Mirante, a unidade móvel ficará estacionada, até quinta (26), na Praça da Festa, em frente à Motocar. Neste município, 606 mulheres poderão participar. Já em Ipupiara, o atendimento será realizado até sexta (27), no estacionamento da Câmara Municipal de Vereadores. O público-alvo é composto por 739 mulheres. Para atendimento, é necessário comparecer ao local a partir das 7h, com documento de identidade, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência. Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia na região de residência das pacientes. 

Hospital Roberto Santos interdita seis salas do centro cirúrgico devido a alagamento
Foto: Reprodução / Correio

As fortes chuvas que atingem Salvador nesta sexta-feira (20) levaram à interdição de seis das dez salas do centro cirúrgico do Hospital Geral Roberto Santos. Com isso, pelo menos seis pacientes que estavam com cirurgias agendadas tiveram que adiar os procedimentos. Segundo informações do Correio, a sala 1 da unidade ficou alagada e outras cinco tiveram que ser fechadas, devido ao risco de acidentes elétricos. A assessoria do hospital informou que não havia nenhum paciente nas salas interditadas e nenhuma emergência na unidade. O alagamento foi provocado, ainda de acordo com a assessoria, pelo acúmulo de lixo jogado no telhado por usuários do hospital. Com as chuvas, as calhas não suportaram e o teto cedeu. Por volta de 12h30, as cinco salas já haviam sido liberadas após reparo.  As cirurgias de urgência foram realizadas normalmente, no setor que não foi afetado. Apesar de edital de licitação lançado há cerca de dois meses, ainda não há data prevista para início das obras de reforma.

Devido a impasse entre Sesab e NCP, cirurgiões pediátricos entram em estado de greve
Foto: Divulgação / Sindimed

Os cirurgiões pediátricos da Bahia decidiram, em assembleia realizada na noite desta quinta-feira (19), entrar em estado de greve, devido ao impasse entre a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) e o Núcleo de Cirurgiões Pediátricos da Bahia Sociedade Simples (NCP). De acordo com nota do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed), há mais de um ano, "esses profissionais prestam serviços à Sesab de forma precarizada, sem contrato, recebendo por indenização e com atrasos de três a quatro meses". A entidade ainda denuncia uma suposta manipulação de informações pela secretaria, principalmente com relação ao contrato recusado pelo NCP. No entanto, a Sesab informou ao Bahia Notícias que, até o momento, não recebeu nenhum comunicado formal sobre o indicativo de greve. "Lamentamos a posição adotada por representantes dos médicos, enquanto as negociações com profissionais e empresas da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo (veja aqui) ainda se encontram em andamento a fim de complementar o serviço que é prestado pelos cirurgiões pediátricos estatutários", diz nota da pasta. Para o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, a tentativa de convocar profissionais do Sudeste não resolverá o problema, já que "ninguém vai sair do seu estado por uma aventura". "O princípio lógico é sentar à mesa e tentar a construção de um acordo para que ninguém saia prejudicado, nem médicos, nem Sesab, nem a população. Durante 11 anos esse sistema tem dando certo, o próprio Ministério Público reconhece isso. Queremos que volte à normalidade", afirmou Magalhães. Atualmente, a Sesab possui cirurgiões pediátricos concursados no Hospital Geral do Estado (HGE) e Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). Além disso, o Hospital do Subúrbio, o Hospital Estadual da Criança e a Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Neto - unidades estaduais administradas por organizações sociais - têm contratos vigentes com esta especialidade médica.

MP-BA pede tratamento humanizado para gestantes de bebês com anencefalia
Foto: Divulgação

Diante de casos diagnosticados de anencefalia, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) quer que o Município de Senhor do Bonfim ofereça a gestantes tratamentos humanizados. De acordo com o promotor de Justiça Rui Gomes, autor da recomendação, a gestante tem direito a manter ou interromper a gravidez quando toma conhecimento da anencefalia e da possibilidade do feto não sobreviver após o parto. A gestante pode decidir ainda por fazer a interrupção imediatamente ou adiar a decisão para outro momento, explica o promotor, destacando que as previsões constam na Resolução nº 1.989/2012, do Conselho Federal de Medicina. O Ministério Público ainda recomendou ao Município, à Secretaria de Saúde e ao diretor clínico responsável pelo Hospital Regional Dom Antônio Monteiro (Instituto Caminhada) que transmitam aos gestores e servidores do Sistema Único de Saúde (SUS), inclusive aos médicos e demais profissionais de saúde, que a interrupção da gravidez ou a antecipação terapêutica do parto não é obrigatória, mas, uma vez decidindo a gestante pela sua realização, deve-lhe ser assegurado o procedimento adequado. “Se diagnosticado o quadro de anencefalia, o médico não deverá impor à paciente sua autoridade para induzi-la a realizar a antecipação terapêutica do parto ou manter o feto”, afirmou o promotor de Justiça. O promotor reforçou que não é preciso o ajuizar qualquer medida judicial para a interrupção da gravidez ou antecipação terapêutica de parto em casos de diagnóstico seguro de feto anencéfalo e que “a recusa na realização do procedimento, sob a premissa de que a chancela judicial seria imprescindível, para além dos efeitos nas áreas civil e administrativa poderá repercutir, de igual modo, na seara penal”.

Sexta, 20 de Abril de 2018 - 09:40

Sinpojud oferece denúncia no MP contra o Planserv

Sinpojud oferece denúncia no MP contra o Planserv
Foto: Reprodução / SINPOJUD

Representantes do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sinpojud), o presidente Zenildo Castro e o diretor de imprensa, Jorge Cardoso, protocolaram uma denúncia junto ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o plano de saúde Planserv. "É inadmissível cercear e através de cotas limitarem o direito dos servidores que têm em seus contracheques o desconto efetivado na fonte destinado ao Planserv, mas quando se busca o efetivo atendimento junto à rede médica credenciada não obtém êxito e é negado a assistência médica devida", criticou Castro. Diante das inúmeras restrições supostamente impostas pelo Planserv aos beneficiários e as constantes reclamações direcionadas à má gestão, a diretoria do Sindicato recorreu ao MP para "obter um justo tratamento e cumprimento da obrigação firmada entre os servidores e o plano de saúde".

Sexta, 20 de Abril de 2018 - 09:10

Brasil tem 342 mortes confirmadas por febre amarela

Brasil tem 342 mortes confirmadas por febre amarela
Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil

O Ministério da Saúde confirmou 342 mortes por febre amarela no país, com total de 1.157 casos.  O boletim divulgado nesta quinta-feira (19) é referente ao período de monitoramento de 1º de julho de 2017 a 17 de abril de 2018. No total, foram notificados nesse período 5.131 casos suspeitos, dos quais 2.951 foram descartados e 1.023 permanecem em investigação. No ano passado, considerando o mesmo período de monitoramento, foram confirmados 733 casos e 241 mortes. O Ministério da Saúde explicou em nota que o aumento está relacionado à circulação do vírus da febre amarela em regiões metropolitanas do país com maior contingente populacional, atingindo 35,9 milhões de pessoas que moram, inclusive, em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina. Na Bahia, ainda não há casos confirmados ou mortes pela doença. Foram registradas 62 notificações, das quais 35 foram descartadas e 27 estão em investigação.

Sexta, 20 de Abril de 2018 - 08:00

Desembargadora afirma que Estado da Bahia não pagará multa se fornecer medicamento

por Cláudia Cardozo

Desembargadora afirma que Estado da Bahia não pagará multa se fornecer medicamento
Decisão é de Lígia Ramos, do TJ-BA | Foto: TJ-BA

A desembargadora Ligia Ramos, da 2ª Câmara Cível, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) manteve a liminar que obriga o Estado a fornecer medicamentos a um paciente de Juazeiro, sob pena de multa diária de R$ 5 mil. Na decisão, a magistrada afirma que a “referida multa só será aplicada em caso de descumprimento da decisão”, e que, se o Estado “efetivar a sua obrigação, nos termos do comando recorrido, não lhe será cobrado ou exigido qualquer valor”. O Estado da Bahia interpôs um agravo de instrumento contra a decisão proferida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Juazeiro. A decisão obriga o Estado a efetuar o tratamento médico de um paciente com a medicação Brentuximab1, com preço médio de R$ 17 mil, entre outras. A medicação é utilizada em pacientes com câncer. O Estado, no recurso, alegou que a liminar esgota o mérito da demanda e que não poderia ser imposta uma multa para obrigar o ente público a efetivar o tratamento antes de qualquer decisão definitiva. Ainda sustentou que o medicamento não faz parte do rol de cobertura do Planserv. Por essas e outras razões, pediu a suspensão da liminar. A desembargadora, no despacho, afirmou que não existe requisitos legais para suspender a liminar. Para Lígia, o Estado não sofrerá qualquer dano “grave, de difícil ou impossível reparação” até o julgamento final do caso. A desembargadora afirma que a multa é razoável e proporcional, sendo suficiente para “coibir” o descumprimento da decisão sem se apresentar como irrisória ou exorbitante. “Assim sendo, deve ser mantida a decisão agravada no que diz respeito à multa fixada, pois, como já dito, ela é legal, tendo a função de dar efetividade ao cumprimento das decisões judiciais, não se afigurando, no caso, excessivo a quantia estipulada”, reforçou.

Sexta, 20 de Abril de 2018 - 07:10

Novo microscópio 3D filma células em movimento com definição sem precedentes

por Fábio de Castro | Estadão Conteúdo

Novo microscópio 3D filma células em movimento com definição sem precedentes
Interior da medula do embrião de um peixe paulistinha | Foto: T. Liu et al.

Combinando duas tecnologias de microscopia, um grupo internacional de cientistas mostrou como fazer imagens 3D detalhadas de sistemas vivos em movimento, como células de câncer se espalhando, circuitos nervo-espinhais se conectando e células imunológicas atravessando órgãos. Até agora, ao observar as células individualmente, os microscópios eram lentos demais para seguir suas ações em 3D, de acordo com o novo estudo publicado nesta quinta-feira (19), na revista Science. O grupo de pesquisadores foi coordenado pelo físico americano Eric Betzig, do Instituto Médico Howard Hughes (Estados Unidos), que ganhou o Prêmio Nobel da Química em 2014 por suas inovações em microscopia. Na nova pesquisa, duas das técnicas que renderam o Nobel a Betzig foram combinadas: a microscopia de lâmina de luz treliçada e a óptica adaptativa. Segundo o estudo, na microscopia de lâmina de luz treliçada, uma "lâmina" luminosa varre repetidamente o interior da célula para adquirir imagens em duas dimensões e, a partir delas, um software constrói um vídeo 3D de alta resolução. Já a óptica adaptativa é um método semelhante ao que utilizado em astronomia para 'desembaralhar' e tornar mais definidas as imagens vistas através da turbulência da atmosfera. No artigo na Science, os cientistas testaram a combinação de técnicas observando os movimentos de células do sistema imune cruzando o ouvido interno de um peixe da espécie Danio rerio, conhecido no Brasil como "paulistinha". De acordo com Betzig, há centenas de anos os cientistas têm obtido imagens de células vivas por meio de microscópios, mas só conseguiam boa definição em células isoladas em lâminas de vidro. Segundo o cientista, isso é um problema, porque os grandes grupos de células dentro de organismos completos misturam a luz do microscópio. "Isso levanta a incômoda dúvida de se estamos mesmo vendo células em seu estado nativo, alegremente abrigadas no organismo em que elas evoluíram", afirmou Betzig. Mesmo quando as células são observadas individualmente, os microscópios mais utilizados para estudar o funcionamento interno delas são lentos demais para seguir a ação em 3D. Esses microscópios banham as células com uma luz que é de milhares a milhões de vezes mais brilhante que a do Sol intenso do deserto, segundo Betzig. "Isso também contribui para nosso temor de que não estejamos vendo as células em sua forma natural. Frequentemente ouvimos que 'ver é acreditar', mas quando se trata de biologia celular, acho que a questão mais apropriada é: será que podemos acreditar no que vemos?", disse o cientista. Utilizando a combinação das duas técnicas inovadoras, os cientistas conseguiram observar a "coreografia" interna das células rapidamente e em três dimensões. Com um laser, ele criam um ponto brilhante de luz na região da amostra que querem observar. Com isso, a natureza das distorções da imagem são determinadas com precisão e os pesquisadores podem corrigí-las. É o mesmo princípio utilizado na óptica adaptativa da astronomia, na qual um laser é apontado para o céu, na região próxima ao astro a ser observado, a fim de determinar previamente o tipo de aberração visual. Isso permite que as distorções sejam corrigidas com a aplicação de distorções opostas. No caso do novo microscópio, a "distorção corretiva" é aplicada com um modulador de luz e um espelho deformável. O resultado é a abertura de uma janela inédita para a observação do funcionamento dos sistemas biológicos, revelando uma paisagem subcelular que lembra o movimento de uma grande metrópole. Em um dos vídeos feitos com o microscópio, uma célula imunológica laranja se contorce freneticamente pelo ouvido de um peixe paulistinha, enquanto apanha partículas azuis de açúcar em seu trajeto. Em outro vídeo, uma célula de câncer puxa apêndices pegajosos enquanto rola através de um vaso sanguíneo em cujas paredes tenta ganhar força. Apesar da extrema complexidade do ambiente multicelular 3-D, segundo Betzig, a clareza das imagens produzidas por sua equipe permite que eles "explodam" no computador as células individuais em um tecido para focar na dinâmica de uma delas em particular, para observar, por exemplo, a remodelação de organelas internas durante a divisão celular. Segundo Betzig, seria difícil observar tantos detalhes sem a óptica adaptativa. "É confuso demais", disse. Em sua opinião, a óptica adaptativa é uma das áreas mais importantes na pesquisa de microscopia atualmente, e o microscópio de lâminas de luz treliçada, que se destaca em imagens ao vivo 3D, é a plataforma perfeita para mostrar sua potência. "A óptica adaptativa ainda não decolou, porque a tecnologia tem sido complicada, cara e, até agora, o esforço não valia a pena. Mas dentro de 10 anos ela já será usada por biólogos de todos os lugares", disse. O próximo grande passo nessa linha de pesquisas é tornar essa tecnologia acessível e intuitiva. "Demonstrações técnicas e publicações não chegam a ser úteis. A única métrica pela qual um microscópio deve ser julgado é o número de pessoas que o utilizam e o significado do que descobrem com ele", disse Betzig, que ainda este ano mudará do Instituto Howard Hughes para a Universidade de Califórnia, em Berkeley. O novo microscópio ocupa uma mesa de mais de três metros de comprimento. "Por enquanto ainda é um monstro do Frankenstein, mas já estamos trabalhando em uma nova versão que deverá caber em uma pequena mesa, com um custo acessível para os laboratórios", afirmou. Participaram da pesquisa cientistas do Hospital da Criança de Boston, da Universidade de Harvard, da Universidade Brook, da Universidade da Califórnia em Berkeley, - todas nos Estados Unidos -, da Universidade de Exeter (Reino Unido) e do Instituto de Tecnologia de Karlshue (Alemanha).

Sesab diz que Hospital Alayde Costa fechou por descumprimento de contrato
Foto: Reprodução / G1

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) divulgou nota nesta quinta-feira (19) explicando que rescindiu o contrato com a empresa que administrava o Hospital Alayde Costa por conta de descumprimentos do acordo. De acordo com a Sesab, as metas de 20 leitos de terapia intensiva e 60 de enfermaria não estavam sendo respeitadas e  inconformidades estruturais que impediam o atendimento adequado aos pacientes. "Dentre os itens apontados nas fiscalizações feitas por técnicos da Sesab, destaca-se a necessidade de substituição de colchões rasgados, piso e mobiliários, pintura, infiltrações na UTI e enfermarias, adequação do serviço de nutrição e sala de pequenos procedimentos, conserto de ar condicionado, dentre outros", aponta o texto da Sesab. Segundo a secretaria, também contribuiu para a rescisão do contrato a greve deflagrada pelos funcionários e, posteriormente, pelos médicos do hospital. A nota relata que o governo concedeu prazo de 120 dias para adequar a unidade, mas as exigências não foram atendidas. O deputado estadual Alan Sanches, líder do bloco do DEM/PRB na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), criticou o fechamento do hospital (veja mais).

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) abriu credenciamento para empresas que prestam serviço de internação domiciliar. Pela primeira vez no estado, o Sistema Único de Saúde oferecerá internação domiciliar 24 horas, por meio do "Cuidar em Casa". Serão investidos anualmente R$ 26,6 milhões para execução dos serviços. De acordo com a Sesab, a internação domiciliar 24h amplia o modelo que vinha sendo adotado até então, que oferecia apenas atendimentos pontuais de médicos, fisioterapia e enfermagem, passando a garantir a assistência integral 24h por dia em casa. O programa contempla ainda a oxigenoterapia domiciliar, para pacientes cronicamente dependentes de oxigênio ou de ventilação mecânica. A nova modalidade será responsável pela desospitalização direta e imediata de mais de 300 pacientes hoje ocupando leitos hospitalares em todo o estado, possibilitando ampliar o giro dos leitos com consequente ampliação da oferta de vagas para a Central Estadual de Regulação. Os pacientes serão assistidos em casa por equipes multidisciplinares, formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e assistentes sociais, bem como fonoaudiólogos, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, farmacêuticos e terapeutas ocupacionais. Eles terão a disposição um conjunto de ações de prevenção e tratamento de doenças, reabilitação, paliação (cuidados paliativos) e promoção à saúde, garantindo continuidade da assistência. Esta nova modalidade assistencial potencializa a oferta de ações em saúde, numa lógica humanizadora e com o firme objetivo de atender as pessoas na sua integralidade, de acordo com as necessidades individuais, representando um salto de qualidade na assistência, principalmente de idosos que, mesmo em recuperação, podem desfrutar da companhia dos familiares. O credenciamento abrangerá as nove macrorregiões do Estado da Bahia, onde serão montadas bases operacionais nas cidades polos das regiões de saúde do Estado. As equipes dos serviços credenciados estarão vinculadas às unidades hospitalares habilitadas pelo Ministério da Saúde em seu CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde) e terão a garantia de retorno à unidade de referencia sempre que necessário.

Hábito de tomar banho todos os dias é prejudicial à saúde, conclui estudo
Foto: Getty Images

É comum que brasileiros tomem, pelo menos, um banho por dia. No entanto, esse hábito pode ser uma porta de entrada para infecções, apontou um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Columbia, nos EUA. Os cientistas descobriram que banhos quentes, seja de chuveiro ou imersão, ressecam a pele e provocam rachaduras que permitem que germes e bactérias penetrem no corpo. "As pessoas pensam que precisam se banhar por questão de higiene e limpeza, mas bacteriologicamente, não é uma boa medida", explicou a pesquisadora Elaine Larson, em entrevista ao Metro. De acordo com ela, o banho diário retira o óleo natural que protege a pele.

Rio de Janeiro registra número quase três vezes maior de casos de chikungunya
Foto: Fiocruz

O número de casos de chikungunya no Rio de Janeiro praticamente triplicaram no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2017. De janeiro a março de 2018, foram registrados 4.262 casos, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (18) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). No primeiro trimestre de 2017, foram contabilizados 1.585 casos. O médico Alexandre Chieppe, da subsecretaria de Vigilância em Saúde da SES, considerou que o aumento expressivo do número de casos ocorre porque grande parte da população do Rio ainda não foi afetada pelo vírus da chikungunya, tornando as pessoas mais suscetíveis à doença. À Agência Brasil, ele afirmou que é preciso investir em prevenção e em campanhas de esclarecimento, pois o vetor é o mesmo da dengue: o mosquito Aedes aegypti. Os meses mais frios são ideais para a prevenção, quando cai a atividade do mosquito, para que os casos não explodam nos meses quentes. Embora a letalidade de ambas doenças seja considerada baixa, em torno de 1%, Chieppe lembra que a chikungunya apresenta, em cerca de 30% dos infectados, complicações como dores articulares crônicas, que podem se prolongar por semanas, meses e até anos, prejudicando ou mesmo incapacitando a pessoa ao trabalho.

Alan Sanches questiona fechamento de Hospital Alayde Costa: 'E os moradores do Subúrbio?'
Foto: Reprodução / G1

O fechamento do Hospital Alayde Costa, localizado no bairro de Escada, que atendia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), não agradou o deputado estadual Alan Sanches, líder do bloco do DEM/PRB na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). O hospital fechou as portas após fim de contrato com o governo estadual. O impacto nos moradores do Subúrbio Ferroviário é questionado pelo parlamentar ao Governo do Estado, que geria o hospital. Além dessa unidade, o deputado lembrou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Escada, que foi fechada em dezembro de 2016 e a de Roma, fechada para implantação do Hospital da Mulher, que estava prevista para reabrir em janeiro de 2017, o qe não ocorreu. O deputado contestou os constantes fechamentos, afirmando que os moradores estão sendo obrigados a se deslocarem para a Upa de San Martin e o Hospital da Mulher, "que ainda não possui a infraestrutura adequada para atendimento pleno". “Portanto, diante de todos esses fatos é preciso que a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), se posicione e dê de forma breve respostas aos moradores de uma das localidades mais habitadas da capital baiana que tanto já vem sendo prejudicada”, destacou, lembrando que: “estamos falando de um direito de todos constituído por lei, de salvar vidas", disse.

Anvisa proíbe venda e uso de lentes de contato coloridas da empresa Nipon Cosplay
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a divulgação, comercialização e uso das Lentes de Contato Coloridas Nipon Cosplay, da empresa Karine Soares Silva Cosplay. De acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (19), o produto não tem registro junto à Anvisa. Também foi identificada divulgação irregular, por meio do site da empresa Nipon Cosplay.

CGU e Anvisa estabelecem parceria para combate ao suborno transnacional
Foto: Getty Images

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmaram uma parceria para combate ao suborno transnacional. Esta é a primeira portaria em que a CGU estabelece cooperação com uma autarquia federal. A portaria conjunta 02/2018 define suborno transnacional como "a oferta, promessa ou pagamento de benefício pecuniário ou qualquer outra vantagem indevida, efetuado diretamente ou por meio de intermediários, por parte de uma pessoa jurídica brasileira ou estrangeira com sede, representação ou filial no Brasil, a agente público estrangeiro para obtenção de um proveito que resulte em prejuízo à administração pública estrangeira". Segundo a Agência Brasil, o objetivo é que as duas instituições de controle troquem dados sobre a atuação e os negócios no exterior de empresas e indústrias brasileiras ligadas à saúde pública. A portaria resguarda o sigilo de informações entre os dois órgãos e determina que a Anvisa deve comunicar à Corregedoria-Geral da União (CRG), área da CGU responsável pela apuração de casos de suborno transnacional, sobre a prática de suborno por empresa brasileira ou estrangeira com sede, filial ou representação no país. A comunicação deve ser feita "no ato da ciência do fato supostamente irregular", diz o texto. O mesmo vale para a CGR, que deve informar a Anvisa sobre práticas ilícitas de empresas que atentem contra a saúde da população brasileira "na apuração inicial de práticas de suborno transnacional". 

Quinta, 19 de Abril de 2018 - 07:10

Vacinação contra gripe começa na segunda-feira em todo o país

por Lígia Formenti | Estadão Conteúdo

Vacinação contra gripe começa na segunda-feira em todo o país
Foto: Agência Brasil

O Ministério da Saúde lança na próxima segunda-feira (23), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Até o dia 1º de junho, crianças entre 6 meses e 5 anos, maiores de 60, trabalhadores de saúde, professores, pessoas privadas de liberdade, com necessidades especiais, gestantes, mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias e indígenas poderão ir a um dos postos de saúde para receber o imunizante. Neste ano, a vacina protege contra o H1N1, influenza B e o H3N2, tipo de vírus que provocou um aumento significativo de casos e de mortes relacionadas à doença no Hemisfério Norte. Em Goiás, em virtude do aumento de casos de gripe, a campanha foi antecipada. "Apesar de o aumento de casos ter sido muito significativo no Hemisfério Norte, não temos até agora nenhuma indicação que o mesmo fenômeno vá se repetir no Brasil", afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Carla Domingues. Neste ano, foram confirmados no País 392 casos de influenza, com 62 óbitos. No mesmo período do ano passado, foram 394 ocorrências, com 66 mortes. Além de o número de casos ser semelhante ao do ano passado, Carla observou que, para população do Hemisfério Sul, a vacina contra gripe já leva em sua composição o imunizante feito de variações de cepas identificadas na região. Por isso, completou, a necessidade de as pessoas aderirem à campanha. O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que a maior preocupação da campanha neste ano é garantir cobertura vacinal semelhante em todos os grupos considerados prioritários. Occhi observou que, embora a cobertura no ano passado tenha sido de 88%, em algumas populações ela esteve abaixo do que seria considerado ideal. Foi o caso, por exemplo, das crianças entre 6 meses e 5 anos. No ano passado, 77% das crianças nessa faixa etária foram imunizadas. "Fazemos um apelo para que pais levem seus filhos aos postos de vacinação. Crianças abaixo de 5 anos estão mais suscetíveis a complicações provocadas pela gripe, podem desenvolver casos graves da doença", alertou Carla. O ministério afirmou que não será feita a prorrogação da campanha. Depois do prazo, qualquer pessoa interessada poderá ser vacinada contra a gripe, com as doses remanescentes. Carla disse não haver a princípio nenhuma estratégia para fazer uma campanha coordenada de vacinação contra gripe e febre amarela. Ela observou, no entanto, que no caso de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, que fazem uma campanha de imunização contra a febre amarela, tal política poderá ser adotada. "Mas isso irá ocorrer de acordo com a orientação dos governos locais e, sobretudo, de acordo com a capacidade dos profissionais de saúde." Ela esclareceu, porém, não haver nenhuma contraindicação de se aplicar simultaneamente a vacina contra a febre amarela e a contra a gripe. A expectativa do governo é imunizar 54 milhões de pessoas. O quantitativo adquirido é superior a essa marca. Foram encomendados ao Instituto Butantã 60 milhões de doses. O ministro afirmou que a diferença é uma margem de segurança. "Caso haja desvio ou perda do imunizante." O Brasil é o País em que a oferta da vacina contra gripe é mais abrangente, disse Carla. "Em nenhum outro local do mundo tantos grupos têm acesso à vacina gratuita." Não há intenção do governo em ampliar esse grupo. A coordenadora explica que a população adulta e não atendida pela campanha de vacinação é indiretamente protegida. Isso porque quanto mais pessoas estão vacinadas, menor o risco de circulação do vírus. "E isso beneficia a todos. Incluindo os não vacinados." Há dois critérios que determinam a escolha de grupos atendidos pela campanha de vacinação contra gripe. Em primeiro lugar, os mais vulneráveis. Pessoas que, se contaminadas, têm maior risco de contaminação, como idosos, crianças e gestantes. Em segundo lugar, estão integrantes de grupos mais expostos ao vírus, como profissionais de saúde, pessoas privadas de liberdade e professores.

Clínica de reprodução assistida oferece consulta e aconselhamento gratuitos para 60 casais
Foto: Shutterstock

A Insemina Centro de Reprodução Humana promove, no próximo dia 10 de maio, atendimento gratuito para casais inférteis. Serão oferecidos consulta e aconselhamento reprodutivo para 60 casais. O atendimento será realizado das 8h às 12h e das 13h às 17h, na sede da clínica, localizada no Comércio. É necessário realizar agendamento prévio pelo telefone (71) 3012-3010. A recomendação é que os pacientes levem seus exames mais atuais e compareçam acompanhados de seus parceiros. "Homens e mulheres dividem a responsabilidade pela infertilidade. Sabemos que cerca de 40% dos casos de infertilidade de um casal são atribuídos à mulher, 40 % aos homens e em 20% dos casos as causas são indefinidas ou o problema está presente nos dois", explica o ginecologista Joaquim Lopes, especialista em Reprodução Humana. Os pacientes do sexo masculino que forem atendidos poderão agendar, gratuitamente, o exame de espermograma, caso haja a indicação médica. O exame de análise laboratorial do sêmen é a principal maneira de avaliar a capacidade reprodutiva do homem. 

Hemoba promove coleta externa em três locais de Salvador durante esta semana
Foto: Divulgação / GOVBA

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) promove, durante esta semana, campanhas de coleta externa para atender os interessados em realizar doação de sangue e cadastro de medula óssea. As ações acontecem na entrada principal do Salvador Shopping, até 20 de abril; na Base Naval de Aratu, até 18 de abril; e no Salvador Norte Shopping, de 19 a 20 de abril. A ação acontece sempre das 8h às 17h. A expectativa da Hemoba é reforçar o estoque estratégico para atender com segurança os pedidos de unidades de saúde e hospitais, além de sensibilizar a população sobre a importância das doações regulares. No momento, a Fundação precisa principalmente de doadores de sangue dos tipos A-, A+, B-, B+, O- e O+. O estoque dos grupos AB+ e AB- estão estáveis. Para doar sangue, o voluntário precisa ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal), estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar bem alimentado e apresentar documento original com foto.

'Boca é para comer, não para sexo': Presidente da Uganda proíbe sexo oral
Foto: Reprodução / UBC

O Presidente de Uganda, Yoweri Museveni, conhecido por criminalizar a homossexualidade, criando leis anti-LGBT, proibiu a prática do sexo oral no país. De acordo com o Correio da Manhã, Meseveni culpa os estrangeiros pela banalização da prática e revelou que está preparando uma campanha, com cartazes e anúncios de televisão, contra o sexo oral. "A boca é para comer, não é para fazer sexo. Nós sabemos qual é a 'morada' do sexo, sabemos onde é que deve ir", defendeu o presidente em discurso. Em 2014, ano em que introduziu a lei anti-homossexual, Meseveni defendeu publicamente que a prática de sexo oral causava lombrigas e outros parasitas. Yoweri Museveni está à frente do país há mais de 30 anos.

Hospital Regional de Juazeiro realiza Seminário sobre Violência
Foto: Divulgação

O Hospital Regional de Juazeiro realiza, nesta quinta (19) e sexta-feira (20), o I Seminário de Violência "Olhar, Intervenção e Cuidados". O objetivo do evento é conhecer a magnitude e a gravidade das violências, por meio da produção e difusão de informações epidemiológicas, além de definir políticas públicas de enfrentamento como estratégias e ações de intervenção, prevenção, atenção e proteção às pessoas em situação de violência. No primeiro dia, a palestra do diretor de Vigilância e Saúde, Klynger Farias, tratará da "Notificação de Violência Interpessoal e Autoprovocada". Já na sexta, a advogada, professora e membro da Rede de Enfrentamento de Violência Contra a Mulher, Ariana Andrade, abordará o tema "Quando o assunto é o suicídio". De acordo com o enfermeiro da Comissão de Humanização, João Araújo, o seminário será apenas o primeiro momento para definir um protocolo a ser seguido quando da identificação de violência, uma necessidade social, mas também um passo importante que estimula a inclusão social. "Com o seminário queremos fortalecer a rede de combate à violência doméstica, sexual, tentativa de suicídio e de outras violências. Dessa forma, é fundamental estabelecer um fluxo de notificação entre os órgãos, para que trabalhem de maneira articulada. Isso refletirá na aplicação de políticas públicas mais assertivas de proteção e em um atendimento continuado e eficiente às vítimas", afirmou.

Novo implante vaginal pode ajudar na proteção de muheres contra HIV
Foto: Divulgação / Universidade de Waterloo

Um novo dispositivo pode ajudar a proteger mulheres da infecção por HIV. Desenvolvida por cientistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, a ferramenta é um implante vaginal que diminui o número de células que podem ser atacadas pelo vírus no trato genital da mulher. Segundo o jornal O Globo, o implante utiliza a imunidade natural de algumas pessoas contra o vírus. "Sabemos que algumas drogas, quando tomadas oralmente, nunca chegam ao trato vaginal, então este implante pode ser uma maneira mais confiável de encorajar as células T a não responderam à infecção, e assim também prevenir a transmissão de forma mais barata e confiável", explicou Emmanuel Ho, professor da Escola de Medicina da universidade canadense e um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta. "O que não sabemos ainda é se isso pode ser uma opção única para a prevenção da transmissão do HIV ou se pode ser melhor usada em conjunção com outras estratégias de prevenção. Pretendemos responder a essas questões em futuras pesquisas". O implante é formado por um tudo oco e dois "braços" flexíveis. Lentamente, ele libera hidroxicloroquina (HCQ), que é absorvida pelas paredes do trato vaginal. Os testes foram feitos em um modelo animal.

Bahia registra 12 mortes por H1N1; casos confirmados chegam a 53
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

A Bahia já registra neste ano 12 mortes causadas pela Influenza A H1N1. De acordo com boletim da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), divulgado nesta quarta-feira (18), o estado confirmou 65 casos de Influenza, sendo 53 do subtipo H1N1. O levantamento também contabiliza, até o último sábado (14), 323 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 31 óbitos. No mesmo período de 2017, foram notificados 146 casos de SRAG, com 11 óbitos. Dentre eles, 13 foram confirmados para Influenza sem registro de óbitos, sendo dois casos de Influenza A H1N1. Neste ano, foram confirmados casos de H1N1 em 16 municípios baianos, com óbitos em Salvador (8), Camaçari (1), Lauro de Freitas (1), Saúde (1) e Serrinha (1). Cinco dos 12 óbitos foram registrados em pessoas maiores de 60 anos, e outros três deles em menores de dois anos.

Feira: Vereador critica distribuição de preservativos em Micareta
Foto: Paulo José / Acorda Cidade

Um vereador de Feira de Santana chegou a criticar a distribuição de preservativos durante a Micareta da cidade. O evento começa nesta quinta-feira (19). Na tribuna da Câmara de Vereadores, o edil, que é evangélico, disse nesta terça-feira (17) que a compra e a distribuição de preservativos – que previne doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) – não tem propósito. Segundo o Acorda Cidade, Edvaldo Lima (PP) declarou que os recursos públicos deveriam ser aplicados em outros fins, como prevenção de doenças do coração e câncer. Lima considerou ser “dinheiro jogado no lixo” campanhas de distribuição de preservativos em festas populares. O vereador disse que relações sexuais só devem acontecer no casamento.

Quarta, 18 de Abril de 2018 - 07:10

Plano de saúde poderá ter uma franquia com o mesmo valor da mensalidade

por Fabiana Cambricoli | Estadão Conteúdo

Plano de saúde poderá ter uma franquia com o mesmo valor da mensalidade
Foto: Agência Brasil

A partir do segundo semestre, as operadoras de planos de saúde poderão cobrar dos segurados franquia de valor equivalente ao da mensalidade, em mecanismo similar ao praticado no mercado de seguros de veículos. As mudanças estão em nova norma da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) com previsão de publicação até junho. Entidades de defesa do consumidor alegam que as mudanças podem prejudicar os consumidores. A ideia é regulamentar nos contratos de convênios médicos a adoção de franquia e coparticipação (quando o cliente arca com uma parte dos custos do procedimento toda vez que usa o plano de saúde). Ambas as modalidades já estavam previstas em resolução do setor de 1998, mas não tinham normas bem definidas. A coparticipação já vem sendo praticada, mas os atuais critérios de cobrança dependem de negociação entre operadora e cliente. Já a franquia, por falta de regras específicas, não é adotada na prática. A partir da publicação da nova norma, em fase final de análise pelo departamento jurídico da agência, as operadoras poderão vender planos com franquia e coparticipação, mas a parte a ser paga pelo cliente no somatório do ano terá como teto o mesmo valor que ele pagou nos 12 meses. Ou seja, se o valor total pago no ano for de R$ 6 mil (mensalidade de R$ 500), este será o limite para os gastos extras do cliente com franquia e coparticipação. "Existem procedimentos que custam milhares de reais. Por isso, incluímos na norma um limite a ser pago vinculado ao valor da mensalidade, para que o usuário saiba o máximo que pagará por mês", explica Rodrigo Rodrigues de Aguiar, diretor de desenvolvimento setorial da ANS. Os valores extras não seriam cobrados todos de uma vez no ano - seriam diluídos mensalmente, com teto restrito ao valor da mensalidade. Para as operadoras e a ANS, esses mecanismos são importantes para conter os custos excessivos e evitar a realização de procedimentos desnecessários por parte dos beneficiários. Isso implicaria, para o cliente, um valor de mensalidade mais baixo. "Esses mecanismos não serão obrigatórios, mas os planos que contarem com coparticipação ou franquia terão mensalidade mais barata do que os demais", diz Aguiar. De acordo com Marcos Novais, economista-chefe da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), estudos em países que já adotam essas modalidades de contrato mostram que a mensalidade do plano pode ficar cerca de 30% mais barata quando se prevê a "divisão de custos" com o cliente. "A ideia é evitar situações em que o paciente vai a um médico, faz exames, decide ir a outro médico para uma segunda opinião e repete todos os exames", diz. Diretor executivo da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), José Cechin concorda. "Os fatores moderadores, como a franquia e a coparticipação, não são para inibir o uso do plano, são para moderar", declara. Embora defendam a norma, as duas entidades que representam as companhias de seguros queriam ainda mais liberdade na definição dos critérios para cobranças extras. Elas criticaram a definição do teto por parte da ANS. "Se cria muitas regras complicadas, fica difícil de operacionalizar", afirma Novais. Para Cechin, a própria competição de mercado daria conta de evitar valores abusivos. "Se a ANS definir um fator moderador muito baixo, não vai adiantar para barrar o desperdício", diz. Na visão de entidades de defesa do consumidor, no entanto, a coparticipação e a franquia trazem, na maioria das vezes, prejuízo aos consumidores, principalmente aos que usam os serviços de planos de saúde com mais frequência, como idosos e pacientes com doenças crônicas ou graves. "Essas opções acabam sendo vantajosas para quem não usa muito o convênio médico", diz Mario Scheffer, membro do conselho diretor do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Para o diretor da ANS, o consumidor estará protegido pelo teto estipulado pela agência e também pela isenção de alguns procedimentos que não terão cobrança extra, como consultas com médico generalista, exames preventivos e tratamentos para doenças crônicas, como hemodiálise.

Histórico de Conteúdo