Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Criticado por apoio tímido a Jerônimo, Rui intensifica participação na pré-campanha
Foto: Divulgação

A crítica de setores do PT que cobram uma maior participação do governador Rui Costa nos eventos de pré-campanha de Jerônimo Rodrigues, escolhido para ser o seu sucessor, parece ter surtido efeito.

 

Encarado como grande puxador de votos devido a boa avaliação da sua gestão, Rui havia sinalizado para o núcleo duro do governo que participaria mais ativamente de pautas político-partidárias durante a campanha oficial, que começa somente em agosto.

 

No domingo (3), o governador participou do Programa de Governo Participativo (PGP) que foi realizado em Ribeira do Pombal. Este foi apenas o segundo evento deste tipo que o petista marcou presença desde o seu lançamento em abril, em Feira de Santana (lembre aqui).

 

A outra oportunidade foi quando o chefe do Executivo do Estado visitou o PGP que aconteceu em Itabuna, há um mês. Porém, o encontro com a chapa majoritária de seu grupo político não havia sido programado. Rui estava cumprindo agenda em Ilhéus e aproveitou a proximidade entre as cidades - separadas por pouco mais de 30 quilômetros - para comparecer ao evento.

 

As próximas participações previstas devem acontecer neste final de semana. No sábado (9), o governador e seus aliados têm viagem marcada para Jequié, município que é administrado pelo ex-aliado Zé Cocá (PP). No dia seguinte (10), a trupe estará em Jacobina, do prefeito Tiago Dias, do PCdoB.

 

 DISCURSO EFUSIVO

O discurso de Rui Costa durante ato com o ex-presidente e candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva chamou atenção do público presente no estacionamento da Arena Fonte Nova no último sábado (2).

 

Rui exaltou a chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues, que tem Geraldo Júnior (MDB) na vice e Otto Alencar (PSD) ao Senado, não poupou críticas ao adversários, lembrou sua trajetória política e se emocionou durante a fala.

 

Em certo momento, o governador pediu que alguém levasse água após ele se emocionar, e Lula levantou para oferecer a garrafa que tinha nas mãos, sendo ovacionado pelos militantes (veja aqui).

Histórico de Conteúdo