Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

AL-BA lança nova edição de livro sobre a história da República na Bahia
Foto: Juliana Andrade / Ascom AL-BA

A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) lançou, na manhã desta segunda-feira (23), a terceira edição do livro “Bahia de Todos os Fatos – Cenas da Vida Republicana, 1989-1991”.

 

O evento, realizado no Saguão Nestor Duarte, contou com as presenças do presidente da Casa, deputado Adolfo Menezes (PSD), do senador Otto Alencar (PSD), idealizador do projeto em 1997, e da deputada Ivana Bastos (PSD), que trabalhou incessantemente para o lançamento desta nova edição.

 

“Nossa história é construída por memórias, vivências e fatos do nosso passado que estamos tentando entender para projetarmos nosso futuro”, afirmou a deputada Ivana Bastos.

 

A parlamentar ainda contou que, ao saber que só existia um exemplar tombado na Biblioteca do Legislativo, procurou o diretor de Comunicação do Legislativo, Paulo Bina, e o então presidente da Assembleia, deputado Nelson Leal (PP), para que a Assembleia reeditasse a obra através do programa AL-BA Cultural.

 

“Essa publicação, que traz diversos aspectos pitorescos de nossa trajetória, é um verdadeiro banco de dados com informações de cunho político, econômico, social e cultural que todo baiano e baiana deveria conhecer”, afirmou Ivana.

 

Segundo ela, apesar de ter sido realizada em dez meses, a publicação se baseia numa pesquisa cuidadosa de "modo a trazer com clareza elementos significativos da história da Bahia”.

 

“Sempre gostei muito de história. E lendo sobre a história do Brasil, desde a Colônia, passando pelo Império, até a República, você aprende muito, sobretudo a não cometer os mesmos erros do passado”, afirmou Otto Alencar.

 

O senador baiano contou que o projeto foi inspirado no livro do escritor, antropólogo e político Darcy Ribeiro chamado “Aos trancos e barrancos – como o Brasil deu no que deu”. Otto contou que, a partir desta obra, chamou historiadores, capitaneados pelo diretor parlamentar Geraldo Mascarenhas, e começaram a pesquisar na própria biblioteca da Assembleia Legislativa os 102 primeiros anos da República na Bahia.

 

“Embora seja da Chapada Diamantina, por exemplo, conhecia muito pouco da história do Coronel Horácio de Matos, que ganhou todas as lutas que participou, embora por incrível que pareça não tenha provocado nenhuma delas”, disse o senador.

 

Otto Alencar citou outros fatos marcantes da história do estado e que estão registradas no “Bahia de Todos os Fatos – Cenas da Vida Republicana, 1989-1991”, como a morte de Antônio Conselheiro e a queda de Canudos, além da terrível seca que ocorreu no estado logo após esse episódio.

 

“Entre 1897 e 1906 tivemos uma seca, que talvez tenha sido a mais longa estiagem aqui no Nordeste e na Bahia. E os sertanejos atribuíam a seca ao castigo que Deus deu porque o Exército matou Antônio Conselheiro”, recordou Otto.

 

Já o presidente da Assembleia, Adolfo Menezes, lembrou que o Legislativo já lançou cerca de 350 livros através do programa AL-BA Cultural. Apesar do rico acervo de publicações, editadas por diferentes presidentes da Casa, Adolfo afirma que o “Bahia de Todos os Fatos” é o que teve maior procura.

 

“É uma obra que, com toda certeza, continuará fazendo sucesso porque ela retrata de forma leve e clara os principais fatos da República na Bahia, com os diversos personagens deste período. Então, para mim, é uma honra estar na presidência da ALBA no lançamento da terceira edição deste livro”, afirmou Adolfo, que não descartou uma quarta edição da obra.

Histórico de Conteúdo