Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 13 de Maio de 2022 - 13:40

Além do Iphan, Codeba pode ser impasse para construção de roda-gigante em Salvador

por Gabriel Lopes / Vitor Castro

Além do Iphan, Codeba pode ser impasse para construção de roda-gigante em Salvador
Foto: Gabriel Lopes / Bahia Notícias

Além da aprovação do projeto da roda-gigante de Salvador pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (veja aqui), a prefeitura de Salvador também precisa vencer 'alguns desafios' junto à Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) de acordo com o prefeito Bruno Reis (União).

 

Segundo o gestor, o projeto já está aprovado pela prefeitura e depende de validação final do Iphan. "Já nos reunimos pelo menos duas ou três vezes com Iphan e com os empresários que vão implantar a roda gigante, eu não tenho dúvidas que o Iphan vai liberar, até porque foi feita exatamente como aconteceu no Rio de Janeiro na área do Porto Maravilha. Temos outros desafios a vencer perante a Codeba que precisa da liberação final e ai depende somente dessas duas autorizações para que a obra possa iniciar", disse.

 

O prefeito salientou que o equipamento visa estimular o turismo na cidade. "O desafio é segurar o turista que antes ficava em média três dias na cidade. Hoje está ficando seis. Se conseguirmos segurar 10 dias, com mais opções de lazer é mais dinheiro circulando na economia e mais oportunidades de emprego", disse. 

 

Ainda de acordo com Bruno Reis, o equipamento deve se somar a outros que já inaugurados pela gestão. "E a outros que estão por vir a exemplo do Forte São Marcelo, que a ideia é transformar em um grande aquário de Salvador, inclusive com um aquário vivo, restaurante subaquático. O projeto já está sendo desenvolvido,  vamos fazer uma PMI para tentar selecionar alguma empresa que queira operar esse equipamento, então esses investimentos são para oferecer alternativas de lazer para nós que moramos aqui e para milhares de visitantes que vem para Salvador", disse.

Histórico de Conteúdo