Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Levantamento mostra que Defesa gastou R$ 25 milhões em filé mignon
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Um levantamento realizado pelo deputado federal Elias Vaz (PSB/GO) mostrou que entre janeiro de 2021 e fevereiro de 2022, foram gastos R$ 56 milhões em compras de alimentos como picanha, salmão e filé mignon, para os comandos do Exército, Marinha e Aeronáutica. As aquisições foram realizadas durante a gestão do General Braga Netto, ex-ministro da Defesa e provável candidato à vice-presidência ao lado de Jair Bolsonaro.

 

Somente de filé mignon foram comprados 557,8 mil quilos, o que totaliza um valor de R$25,3 milhões. O cardápio também inclui 373,2 mil quilos de picanha por R$ 18,7 milhões e 254 mil quilos de salmão, chegando ao valor de R$ 12,2 milhões. Os valores se referem a processos de compras, feitos mediante pregão ou dispensa de licitação, que foram aprovados e adquiridos pelas Forças Armadas de forma gradual.

 

“É vergonhoso! Enquanto tem brasileiro se alimentando de sopa de osso, o governo Bolsonaro gasta milhões com luxos para um pequeno grupo. Com certeza esse cardápio não é para os soldados rasos, mas para a cúpula das Forças Armadas”, afirmou Elias Vaz. 

 

A equipe do parlamentar analisa a possibilidade de sobrepreço em alguns dos pregões. Em fevereiro do ano passado, Elias e outros parlamentares denunciaram compras de alimentação de luxo para as Forças Armadas com dinheiro público. Na época, foram identificados processos de compras de milhares de quilos de picanha, filé mignon e bacalhau, além de cervejas, uísque 12 anos e conhaque.

 

As denúncias foram apresentadas ao Ministério Público Federal e ao Tribunal de Contas da União (TCU). O TCU recomendou a fiscalização das compras e o MPF distribuiu representações aos Estados e mais de 20 processos de investigação foram instalados.
 

Histórico de Conteúdo