Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Secretaria de Saúde entrega dez novos leitos de UTI para Covid-19 nos Barris
Foto: Betto Jr / Secom

A rede municipal de Saúde da capital baiana vai passar a contar com mais dez leitos de UTI, destinados a pacientes com a Covid-19, após a reabertura de uma tenda de suporte ventilatório pulmonar ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris. 

 

A instalação foi entregue na manhã deste sábado (5) pelo prefeito Bruno Reis, ao lado do titular da Secretaria Municipal da Saúde, Leo Prates, e de Carlos Dumet, superintendente da Fundação José Silveira, entidade que vai gerir a estrutura.

 

A implantação da unidade levou em consideração o novo aumento do número de casos do Sars-Cov-2 no sistema de saúde da capital e da alta transmissibilidade da variante ômicron, que acabava aumentando o risco dos pacientes das UPAs de contrair o coronavírus. “Por isso, a necessidade de um leito de isolamento para tratamento da Covid-19 e, depois, o paciente seguir para um hospital e continuar o tratamento da doença crônica, como câncer e AVC”, explicou o prefeito.

 

A unidade de suporte ventilatório tem funcionamento 24 horas por dia, sob demanda regulada, e está apta para receber pessoas que estão em atendimento na sala vermelha do gripário que existe no local, nas UPAs ou através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Na estrutura auxiliar, os pacientes terão atendimento qualificado para quem precisa receber reforço de oxigênio ou intubação.

 

O prefeito também ressaltou o esforço municipal para dar respostas rápidas às demandas de saúde, no sentido de preservar a vida dos cidadãos. “Hoje estamos ampliando nossa oferta de saúde. Já são 158 leitos de enfermaria e 71 leitos de UTI adulto e pediátrico abertos na cidade pela Prefeitura nos últimos 50 dias. É isso que está permitindo que a gente consiga enfrentar a variante ômicron sem que haja um colapso no sistema de saúde”, declarou Bruno Reis. 


 
A unidade com suporte ventilatório pulmonar dos Barris tem prazo mínimo de 30 dias, podendo ser prorrogado enquanto a fase crítica da pandemia durar. O investimento mensal será de R$720 mil e a estrutura possui 74 trabalhadores da saúde, envolvendo médicos diaristas, médicos plantonistas, enfermeiros e fisioterapeutas na modalidade intensivista. 

 

Além disso, conta com assistente social, farmacêutico, nutricionista, coordenador de enfermagem, coordenador médico, supervisor administrativo, técnico de enfermagem, técnico de radiologia e demais trabalhadores da saúde. O serviço possui ampla variedade de equipamentos médico hospitalares, mobiliários e insumos condizentes com a necessidade da assistência no âmbito da rede de urgência e emergência de Salvador.

Histórico de Conteúdo