Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura contrata administração temporária para estações concluídas do BRT em Salvador
Foto: Betto Jr/Secom PMS

Levar qualquer usuário da região do Iguatemi até a Lapa em 15 minutos era o objetivo inicial do sistema Bus Rapid Transit (BRT) de Salvador quando teve a ordem de serviço assinada, em março de 2018. Fato que, em janeiro de 2022, após mudanças na data de entrega, ainda não aconteceu.

 

Na última semana, além de ganhar um novo prazo (veja aqui), uma publicação da gestão no Diário Oficial do Município (DOM), revelou novas informações sobre o modal: elementos importantes como a modelagem com que as estações serão administradas ainda não foram definidos.

 

Na publicação, estampada na edição do DOM veiculada na última quarta-feira (26), a prefeitura convoca empresas interessadas em gerir as estações Cidadela e Hiper do BRT, ambas instaladas ao longo da Avenida ACM e com obras já concluídas.

 

Os envelopes com as propostas, que foram recebidos até a sexta-feira (28), devem ser abertos no próximo dia 8 de fevereiro. A iniciativa escolhida deve assumir as paradas de embarque e desembarque de forma provisória, até a solução definitiva de modelagem da gestão das estações. 

 

Pelo que explicou a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), a contratação da empresa, contudo, não tem nenhuma relação com o aumento de prazo de entrega no trecho 3, adiantado pelo secretário de Mobilidade Fabrízzio Muller, um dia antes da publicação do ato, na terça-feira (25).

 

O edital de licitação prevê, dentre outros serviços, a disponibilização de profissionais de limpeza, um supervisor e vigias por pelo menos oito meses.

 

O funcionamento do primeiro trecho, no entanto, afirmou o titular da pasta em outubro do ano passado ao Bahia Notícias, dependeria da entrega do terceiro, entre o Cidade Jardim e a Rodoviária (relembre aqui). "O trecho 1 vai funcionar em conjunto com o trecho 3, que é aquele que vai do Parque da Cidade até a Pituba, final do Itaigara. O trecho 3 com o 1 já dá funcionalidade, já tem funcionalidade ao sistema com algumas linhas circulares pela Pituba. Então o início do BRT se dará quando o trecho 3 for entregue", sinalizou na época.

 

O trecho 2, que liga a região do Parque da Cidade até a Estação da Lapa, está em andamento. Em fase inicial, o primeiro ponto das intervenções será entre as avenidas Lucaia, Garibaldi e Vasco da Gama.

Histórico de Conteúdo