Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Carletto destaca 'condutas ilibadas' e nega acusações trazidas em delação dos Rusciolelli
Foto: Divulgação

O deputado federal Ronaldo Carletto (PP) divulgou nota de repúdio e classificou como “inverdades” as informações trazidas na delação premiada da desembargadora Sandra Inês Rusciolelli e do filho dela Vasco Rusciolelli. A delação aponta que o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) estaria envolvido no pagamento de propina para obtenção de uma sentença (leia mais aqui).  A delação da desembargadora investigada na Operação Faroeste foi homologada em junho deste ano pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ) (veja mais). 

 

Caletto afirma que “sempre atuou de forma transparente e em prol dos baianos e toda população brasileira”.

 

“A minha vida pública e particular sempre foram pautadas em condutas ilibadas. Desconheço a empresa citada na reportagem e seus sócios, tampouco, qualquer que seja o objeto do processo. Logo, nunca fiz pedido a quem quer que seja. Não conheço Vasco Rusciolelli e Júlio Cavalcanti. Portanto, acredito na Justiça e tenho certeza que minha trajetória de vida não será maculada por afirmações inverídicas e maldosas. Como já dizia Mário Quintana: ‘a mentira é a verdade que deixou de acontecer’”, disse.

Histórico de Conteúdo