Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Câmara de Salvador aprova projeto que estimula a contratação de mulheres
Foto: Gabriel Lopes / Bahia Notícias

Mulheres que sofrem violência doméstica deverão ter prioridade na contratação em Salvador por empresas que adotem o Selo Pacto Pela Mulher, projeto aprovado em sessão da Câmara Municipal nesta terça-feira (14).

 

O Selo deverá ser adotado pela Secretaria de Proteção à Mulher, órgão da gestão municipal, para instituições privadas que ajam com responsabilidade social ao abrir suas portas para empregar mulheres vítimas de violência, levando em conta o seu resgate social, a equidade de oportunidades e a eliminação da discriminação. A matéria foi proposta pela vereadora Roberta Caires.

 

Na mesma sessão, os vereadores de Salvador aprovaram outro projeto de indicação apresentado por Roberta Caires, o Selo Empreende Mulher, destinado às empresas que cumprirem metas de contratação de mulheres para os diversos setores das organizações.

 

Para a vereadora, "a iniciativa insere essas mulheres no mercado de trabalho e permite sua independência financeira, facilitando a desconexão com o agressor e a liberdade financeira". "Medidas semelhantes vêm sendo aplicadas no Brasil, a exemplo da nova lei de licitações 14.133/21, que permite que editais licitatórios exijam que percentual mínimo da mão de obra seja constituído por mulheres nessa condição", disse Roberta.

 

De acordo com o projeto, a empresa poderá utilizar o Selo Pacto Pela Mulher em sua logomarca, produtos e material publicitário.

 

"A preocupação com questões sociais gera mais rentabilidade a fornecedores do mundo inteiro, não é diferente em Salvador. O empreendedor que adota a filosofia da responsabilidade social constrói relacionamentos mais éticos e transparentes com todos os públicos, ganhando em sustentabilidade, em imagem e em parcerias mais bem-sucedidas e lucrativas", afirmou a vereadora.

Histórico de Conteúdo