Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 25 de Agosto de 2021 - 16:40

Zé Raimundo minimiza fala de Rui e sugere que Paulo Câmara não deve ir ao Conselho de Ética

por Mari Leal / Mauricio Leiro

Zé Raimundo minimiza fala de Rui e sugere que Paulo Câmara não deve ir ao Conselho de Ética
Foto: Mari Leal / Bahia Notícias

Para o deputado estadual Zé Raimundo (PT), a fala do governador Rui Costa (PT) em levar ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) parlamentares que falarem que o aumento dos combustíveis é responsabilidade do governo é "legítima". Apesar disso, o petista acredita que o deputado Paulo Câmara (PSDB), crítico do governo na questão, não deveria responsabilizado no Conselho. 

 

"O mundo da política é carregado de opinião e falas que, na maioria das vezes expressam sentimentos. Rui teve uma reação legítima de uma acusação descabida, sobre o reajuste do preço dos combustíveis. É uma responsabilidade do governo federal, além da crise do mercado internacional. É uma postura da Petrobras. É uma reação legítima. Os jornais publicaram que a média de preço chega a 7 reais. Todos os governadores seriam responsáveis pelo aumento de preço? O debate é político", comentou.

 

Raimundo, que integra o Conselho e é vice-líder do governo na Casa entende que "não caberia levar ao Conselho de Ética". "Caracterizado o conteúdo de fake news, tem que combater nas ideias. Cabe o debate", finalizou.

Histórico de Conteúdo