Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após mal-estar provocado por encontro com Lula, FHC declara voto em Doria em 2022
Foto: Divulgação

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) declarou publicamente neste sábado (31) voto no governador de São Paulo e colega de partido, João Doria, para a Presidência da República em 2022. A declaração de voto foi feita na presença de uma plateia de convidados e de autoridades do Brasil e de outros países de língua portuguesa. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

 

"Ele é candidato à Presidência e tem o meu voto", disse o presidente de honra do PSDB, apontando para Doria, durante evento que fez parte da agenda de comemorações pela reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. O governador riu e aplaudiu, em sinal de agradecimento.

 

FHC provocou mal-estar no PSDB em maio após participar de um encontro privado com Lula, que foi divulgado pelo petista em suas redes sociais como uma conversa em que os dois discutiram a democracia brasileira "e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia".

 

Na época, dirigentes tucanos reagiram mal e criticaram o ex-presidente pelo gesto, que foi considerado negativo para os esforços de construção de uma terceira via para o pleito de 2022. O PSDB terá prévias em novembro, disputadas por Doria, Eduardo Leite, Tasso Jereissati e Arthur Virgílio.

 

Diante da celeuma, FHC foi às redes sociais na ocasião reafirmar sua posição para, segundo ele, "evitar más interpretações. "PSDB deve lançar candidato e o apoiarei; se não o levarmos ao segundo turno, neste caso não apoiarei o atual mandante, mas quem a ele se oponha, mesmo o Lula", escreveu.

Histórico de Conteúdo