Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Carta encontrada com Lázaro pode ter citado detalhes de chacina no DF, diz polícia
Foto: Divulgação

Uma carta, encontrada com Lázaro Barbosa no dia que foi pego em Águas Lindos (GO), descreve momentos de um crime em que uma pessoa reagiu. Investigadores acreditam que o relato pode se referir à chacina na fazenda da família Vidal, em Ceilândia.

 

O Fantástico teve acesso ao papel. "O cara tava armado e antes de eu conseguir enquadrar a vítima, ainda conseguiu avisar uma pessoa, que quando eu vi já foi só os tiros", escreveu.

Trecho de carta encontrada com Lázaro Barbosa | Foto: Reprodução / TV Globo

 

A delegada da Polícia Civil de Goiás, Rafaela Azzi, afirmou que Elmi Caetano, fazendeiro preso por possível apoio na fuga de Lázaro ao abrigá-lo em sua casa, pode ter sido o mandante da chacina no Distrito Federal.

 

"Considerando que havia um laço anterior, que Lázaro já era conhecido pelo proprietário e na entrevista o proprietário fala que aquela família devia um dinheiro a ele, nós não descartamos a hipótese de que ele tenha, realmente, usado Lázaro para cobrar a dívida e, não recebendo, matar aquelas pessoas", diz a delegada (lembre aqui).

 

Na carta, Lázaro também diz que precisa recarregar uma arma de fogo. "Já tive dois confrontos [...] tô zerado de munição. Pra pegar pra mim, eu vou te adiantar 500 reais".

 

CHACINA
Lázaro matou o empresário Cláudio Vidal, de 48 anos, a mulher dele, Cleonice Marques, de 43 anos, e os dois filhos. O criminoso morreu em confronto com a polícia no dia 28 de junho, no 20º dia de buscas.

Histórico de Conteúdo