Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bolsonaro sanciona Orçamento de 2021 com veto a R$ 20 bilhões em despesas
Foto: Alan Santos/ PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou o Orçamento aprovado pelo Congresso para o ano de 2021. A lei, que já havia sido aprovada com atraso, em março, passou semanas sem destinação enquanto os técnicos do governo federal buscavam soluções para os problemas que identificaram no texto dos parlamentares.

 

 Segundo informações do UOL, Bolsonaro vetou cerca de R$ 20 bilhões de despesas, atingindo os recursos para as emendas parlamentares. Além disso, antes mesmo de o governo divulgar a sanção, na noite desta quinta-feira (22), o presidente disse que todos os ministérios devem sofrer cortes em suas despesas para evitar o descumprimento do teto de gastos.

 

Mas o grande destaque na discussão em torno do orçamento vinha sendo o tempo que ele levou para ser sancionado. O presidente quebrou o recorde do governo Dilma Rousseff ao levar 110 dias sem sancionar o texto.

Histórico de Conteúdo