Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pacheco critica negacionismo de Bolsonaro e diz que não irá atrapalhar a CPI
Foto: Reprodução / Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que não mexerá "um milímetro" para impedir a atuação da CPI da Covid, embora diga ser contrário à sua instalação neste momento.?

 

"Uma vez instalada, vou permitir todas as condições que funcione bem e chegue as conclusões necessárias", afirmou. "Aliás é muito importante que ela cumpra sua finalidade na apuração de responsabilidades"?, disse à Folha de São Paulo.?

 

Pacheco disse ainda que o presidente Jair Bolsonaro "não contribui" com seu discurso negacionista. "Para bom entendedor, um pingo é letra. Quando ele [Bolsonaro] prega qualquer tipo de negacionismo, eu vou criticar o negacionismo e consequentemente estou criticando a fala dele", disse.

 

Pacheco nega que o Congresso esteja sendo omisso em relação à atuação do governo Bolsonaro na pandemia e aponta o que considera "erros praticados até agora", um dia após o ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), ter determinado a instalação da CPI para investigar a atuação do governo federal na pandemia.

 

O senador também disse que as ações do governo nada influenciam em sua condução. "Isso é absolutamente independente e nenhuma influência tem nas minhas decisões. Tanto não tem que fui também apoiado pela oposição. Então meu compromisso é com o Senado, com os senadores e todas as forças políticas", disse.

Histórico de Conteúdo