Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

BN na Tela: Saúde de Salvador em iminente colapso; Bolsonaro volta a minimizar pandemia

Após sugerir na última sexta-feira (26) que não havia indicativo se o Hospital de Campanha do Hotel Riverside, em Lauro de Freitas, iria reabrir. o governo da Bahia adiantou o processo de reabertura. O governador Rui Costa (PT) anunciou nesta quinta (4) que vai reabrir 100 leitos clínicos de tratamento exclusivo à Covid-19 no local. Pressionadas pelo crescimento acelerado no número de casos da Covid-19, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Salvador podem entrar em colapso nesta quinta caso novos leitos clínicos e de UTI não comecem a funcionar. A estimativa foi feita pelo secretário municipal de Saúde, Leo Prates, em entrevista ao “Isso é Bahia”, programa da rádio A Tarde FM em parceria com o Bahia Notícias. Assim como Prates, o prefeito Bruno Reis alertou nesta para a gravidade da situação provocada pela pandemia e disse que o colapso no sistema de saúde da capital pode acontecer “nas próximas horas”. O prefeito afirmou também que a prefeitura está com problema de falta de respiradores para abrir novos leitos de UTI Covid. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar as medidas de isolamento social no país e disse que os problemas precisam ser enfrentados pela população. "Nós temos que enfrentar os nossos problemas, chega de frescura e de mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos de enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbidades, mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?", questionou o presidente em São Simão (GO). O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, demitiu quase todos os médicos do Vitória nesta quinta-feira. A informação foi veiculada inicialmente pela Rádio Sociedade e confirmada pelo Bahia Notícias. O setor de entretenimento, um dos mais prejudicados pela pandemia da Covid-19, está a um passo de receber um incentivo do governo. A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (3) o Projeto de Lei 5638/20, que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse). A matéria será enviada ao Senado. Assista:

 

Histórico de Conteúdo