Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Solla vai a MP e Cremeb contra Cézar Leite por debochar de Fábio Vilas-Boas
Foto: Reprodução / Câmara dos Deputados

O deputado federal Jorge Solla (PT) ingressará nesta quinta-feira (25) com um pedido de investigação contra o ex-vereador Cézar Leite (PRTB) no Ministério Público (MP-BA) e no Conselho de Ética do Conselho Regional de Medicina (Cremeb-BA). 

 

A denúncia é motivada por uma postagem nas redes sociais do ex-vereador em que ele usa o estado de saúde do secretário Fábio Villas Boas, internado com Covid, para fazer apologia “protocolo precoce”, defendido pelo governo Bolsonaro, que prevê a utilização de medicamentos como a cloroquina e a ivermectina, medicamentos comprovadamente ineficazes no tratamento da doença.

 

“O que aconteceu com Daniel Silveira tem de servir para dar um basta em todo o país, chega de aceitarmos que não haja consequências para quem usa do cargo público que ocupa para espalhar mentiras que prejudicam a população. O vereador é médico, ele sabe, prescrição de tratamentos ineficazes é crime. Fora o nível rasteiro e desumano, utilizando-se da imagem do secretário que está internado. Sua desumanidade envergonha a medicina baiana e constrange a Câmara de Vereadores de Salvador, que também deveria agir para puni-lo”, defende o deputado Jorge Solla.

 

Também médico, Solla cita destaca que o próprio ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, é investigado pela Procuradoria-Geral da República por orientar as políticas públicas de tratamento do Covid com o uso de medicamentos ineficazes. “César Leite consegue ser mais atrasado que seu próprio líder, porque agora, vendo que não conseguirá sair impune dessa decisão que é genocida, porque fez o povo ir às ruas já que haveria um tratamento, Pazuello e Bolsonaro tentam negar que fizeram campanha pela cloroquina e toda essa baboseira de ‘tratamento precoce’”, completa Solla.

Histórico de Conteúdo