Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ministro reforça ordem após Justiça não liberar a Lula mensagens da Lava Jato
Foto: Nelson Jr/ STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, determinou que a 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal cumpra a decisão já proferida pelo magistrado e ofereça acesso à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a mensagens apreendidas no âmbito da Operação Spoofing, da Polícia Federal (PF). A investigação se refere à invasão de celulares de autoridades, a exemplo do ex-ministro do governo Jair Bolsonaro, Sergio Moro, no ano passado.

 

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, na segunda-feira (28), o ministro atendeu ao pedido formulado pelos advogados para ter acesso ao material. No entanto, a defesa precisou recorrer à Corte após não conseguir acesso aos documentos despachados para o Ministério Público Federal (MPF).

 

"Reforço, assim, que a decisão proferida no dia 28/12/2020 deve ser cumprida independentemente de prévia intimação ou manifestação do MPF, sobretudo para impedir que venham a obstar ou dificultar o fornecimento dos elementos de prova cujo acesso o STF autorizou à defesa do reclamante", ressaltou Lewandowski em nova decisão. ?

Histórico de Conteúdo