Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 24 de Novembro de 2020 - 19:40

Nora de Bolsonaro afirma que movimento antivacina é 'coisa de retardado'

por Lula Bonfim

Nora de Bolsonaro afirma que movimento antivacina é 'coisa de retardado'
Foto: Reprodução / Instagram

Heloísa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), criticou o movimento antivacina, nesta terça-feira (24), em uma publicação nas redes sociais. Segundo a nora do presidente da República, questionar a necessidade de imunização de crianças e adultos é “coisa de retardado”.

 

"Geórgia toma e tomará todas as vacinas para cada fase. Não sabia que existia um movimento antivacina, mas agora sabendo, só pode ser coisa de retardado", escreveu a nora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 

"Depois, quando o filho tiver uma doença, quero ver ele agradecer aos pais por terem poupado ele da dor do 'pic'. Pqp, né? Por essas e outras a gente vê a volta de doenças antes erradicadas”, disse Heloísa.

 

Depois da repercussão de sua manifestação crítica ao movimento antivacina, Heloísa mirou seus ataques à imprensa. “Mídia lixo já explorando a minha fala. Não me referi à vacina da Covid! Me referi aos pais que às vezes querem poupar os filhos de vacina. Poupar de dores, assim como de frustrações, etc. Isso pra mim é irresponsabilidade com várias consequências, inclusive psicológicas”, disse.

 

Recentemente, Jair Bolsonaro afirmou que a vacinação contra a Covid-19 não deveria ser obrigatória. Conforme o pensamento do presidente, a obrigatoriedade seria um “ataque às liberdades individuais".

Histórico de Conteúdo