BN Na Tela: Salvador vai voltar a proibir acesso a praias; Bolsonaro lança 'Renda Cidadã'

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou nesta segunda-feira (28) que algumas praias da capital baiana vão voltar a ser interditadas, depois de uma série de descumprimentos das medidas de distanciamento social. As localidades ainda não foram confirmadas. Na mesma entrevista, o prefeito falou sobre a preocupação com uma segunda onda do novo coronavírus como uma das razões para que as escolas não tenham voltado a ter atividades presenciais. No plano federal, a novidade é a apresentação do programa “Renda Cidadã”, que vai substituir o Bolsa Família e o auxílio emergencial. O projeto não vai “furar” o teto de gastos, segundo o governo. Já no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o ministro Ricardo Salles deixou a boiada passar e suspendeu resoluções que garantiam critérios para a preservação e áreas litorâneas de manguezais e restingas. Em João Dourado, a eleição indireta para prefeito foi suspensa pela Justiça local. Na área cultural, a apresentadora Mara Maravilha testou positivo para a Covid-19 e precisou ser internada. Veja:O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou nesta segunda-feira (28) que algumas praias da capital baiana vão voltar a ser interditadas, depois de uma série de descumprimentos das medidas de distanciamento social. As localidades ainda não foram confirmadas. Na mesma entrevista, o prefeito falou sobre a preocupação com uma segunda onda do novo coronavírus como uma das razões para que as escolas não tenham voltado a ter atividades presenciais. No plano federal, a novidade é a apresentação do programa “Renda Cidadã”, que vai substituir o Bolsa Família e o auxílio emergencial. O projeto não vai “furar” o teto de gastos, segundo o governo. Já no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o ministro Ricardo Salles deixou a boiada passar e suspendeu resoluções que garantiam critérios para a preservação e áreas litorâneas de manguezais e restingas. Em João Dourado, a eleição indireta para prefeito foi suspensa pela Justiça local. Na área cultural, a apresentadora Mara Maravilha testou positivo para a Covid-19 e precisou ser internada. Veja:

Histórico de Conteúdo