'Bolsonaros' e 'Lulas' disputam vagas em Câmaras pelo Brasil
Foto: Reprodução /Gazeta do Povo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu mais de 506 mil pedidos de registro de candidaturas a vereador até este domingo (27). O número corresponde a 9% a mais que em 2016. Destes, alguns decidiram agregar ao nome referências às grandes lideranças da política no país, entre eles Bolsonaro e Lula. 


Um levantamento feito pelo G1 constatou que pelo menos 82 candidatos a vereador e 2 a prefeito adotaram o sobrenome do presidente da República, “Bolsonaro”. O sistema do TSE evidencia até mesmo um “Jair Bolsonaro”, candidato a vereador na cidade de laranjal do Jari, no Amapá. Já em Santa Catarina, no município de Brusque, que adotou como identificação eleitoral o codinome “Donald Trump Bolsonaro”. 


Já a referência ao ex-presidente “Lula” foi adotada por pelo 76 candidatos, entre nome único e sobrenome, ao cargo de vereador em todo o país. 


O nome do ex-juiz Sérgio Moro também foi lembrado por quatro candidatos. O levantamento alerta, no entanto, que o nome seja apenas apelido, sem vínculo direto com a imagem do ex-juiz. 

Histórico de Conteúdo