Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Para 52%, Bolsonaro é responsável por 100 mil mortes no Brasil, diz Datafolha
Foto: Divulgação/ Isac Nóbrega/PR

Um levantamento realizado pelo Instituto Datafolha revelou que 52% dos brasileiros responsabilizam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pela 100 mil mortes em decorrência de complicações da Covid-19 no Brasil. Deste percentual, 11% o elegem como principal culpado e outros 41% dizem que ele é um dos culpados, mas não o principal.


Por outro lado, 47% dizem acreditar que o presidente não tem culpa nenhumas pelos óbitos. A marca de 100 mil mortes foi atingida no dia 8 de agosto. A pesquisa ouviu por telefone  2.065 brasileiros adultos. 

 

O percentual dos que não atribuem ao presidente responsabilidade pelas mortes é maior entre aqueles que consideram seu governo ótimo ou bom (80%) e entre os que votaram nele no segundo turno das eleições (64%). 


De forma inversa, entre os que consideram o atual governo ruim ou péssimo, 86% creem na responsabilidade parcial ou total do governante pelos óbitos.


Segundo o Datafolha, entre os brasileiros de maior renda, acima de dez salários mínimos,  somam 61% os que veem Bolsonaro como o principal ou um dos culpados pelas mortes. Já entre os que ganham até dois salários mínimos, 49% acham que o presidente não tem nenhuma culpa, mesmo percentual da soma dos que o veem como principal culpado ou corresponsável.


Ao dividir a população por raças, são os pretos o grupo que mais vê culpa do presidente: para 14% ele é o principal culpado pelas mortes, e para 48%, um dos culpados. Também nesse grupo está o menor percentual dos que não veem nenhuma responsabilidade de Bolsonaro, 37%, ante 49% dos pardos e 44% dos brancos. 

Histórico de Conteúdo