Após explosão em Beirute, Embaixada do Líbano pede ajuda humanitária
Foto: Reprodução / RW Cast

A Embaixada do Líbano em Brasília pede ajuda humanitária ao Brasil "para o atendimento às vítimas da tragédia e para a reconstrução da área atingida" em Beirute, onde a explosão aconteceu. O porto da cidade, que fica próximo a uma região de lazer, compras e escritórios, sofreu uma grande explosão na terça-feira (4), o que provocou a morte de mais de 100 pessoas e deixou cerca de cinco mil feridas (veja aqui).

 

Segundo informações da Agência Brasil, no documento, a Embaixada afirma que o país precisa de suprimentos cirúrgicos e hospitalares e de assistência médica "em todos os seus ramos". Eles pedem ainda materiais de construção, "incluindo equipamentos elétricos e vidro" e o fornecimento de instalações e equipamentos para a reconstrução do porto.

 

O país também está sem reserva de grãos, já que o silo de armazenamento ficou destruído. Com isso, eles pedem também a doação de trigo, farinha e outros alimentos.

Histórico de Conteúdo