Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pais de alunos do Antônio Vieira protestam contra pedido do MP de suspensão de aulas
Foto: Divulgação

Os pais dos alunos do Colégio Antônio Vieira, se manifestaram de forma contrária ao pedido do Ministério Público do Estado da Bahia em pedir tutela antecipada junto ao Poder Judiciário visando aplicar medidas, incluindo a suspensão provisória das aulas por 15 dias, bem como das atividades remotas, e o desconto desconexo sugerido.

 

"Viemos externar que tal solicitação não corresponde à coletividade do universo de pais da escola ao tempo em que externamos nosso apoio ao processo de escuta e diálogo então realizado pelo Vieira, que vem dando retornos paulatinos aos anseios apresentados por nós, pais, junto a este contexto de pandemia", disse o grupo em nota.

 

O grupo pontuou que os pleitos  requeridos pelo Ministério Público se "sustentam em argumentos falhos", e que discordam na totalidade. O MP já tinha recomentado que as instituições da rede privada de ensino de Salvador elaborem propostas de renegociação de contrato de prestação de serviços, considerando a suspensão ou alteração do modo de ensino durante o período de isolamento social (reveja aqui).

 

O Ministério Público da Bahia e a Defensoria e Procon Bahia, já tinham firmadoum Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com 46 escolas particulares de Salvador para readequação dos contratos educacionais durante a pandemia do coronavírus (relembre aqui), porém a medida não incluiu o Antônio Vieira, que foi alvo de uma ação específica.

Histórico de Conteúdo