Quinta, 28 de Maio de 2020 - 11:35

Após chegar a 88%, taxa de ocupação de UTI em Salvador cai a 76%

por Breno Cunha

Após chegar a 88%, taxa de ocupação de UTI em Salvador cai a 76%
Foto: Secretaria de Saúde/Divulgação

Depois de ficar próximo do colapso total, o sistema de saúde de Salvador ganhou fôlego na luta para atender a todos os pacientes com casos graves de Covid-19.

 

De acordo com o prefeito ACM Neto, a cidade fechou esta quarta-feira (27) com 76% de ocupação dos leitos públicos de UTI. O índice apresenta uma redução significativa, já que no início desta semana chegou próximo a 90% de ocupação.

 

“Há uma semana a gente não conseguia reduzir de 80%. Isso dá conforto? É claro que não. 76% é muita coisa. Algum conforto teremos depois que essa taxa de ocupação cair para menos que 60%, mas já é uma vitória, porque estamos conseguindo incluir novos leitos”, disse Neto, durante a inauguração do Restaurante Popular Cuidar Pau da Lima, no Jardim Cajazeiras.

 

Ele destacou, porém, que a redução da taxa não se dá pela diminuição no número de novos pacientes graves de coronavírus.

 

“Essa leve queda é consequência da abertura de novos leitos, não da redução de novos casos graves. Só vamos ter algum conforto quando houver uma redução do número de pessoas que precisam de leitos, porque por enquanto o controle da taxa de ocupação está se dando exclusivamente do aumento da oferta. Temos que diminuir a demanda”, afirmou.

Histórico de Conteúdo