Neto diz que ficou 'perplexo' ao ver Damares pedir prisão de prefeitos e governadores
Foto: Max Haack/Secom

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (25), o prefeito ACM Neto (DEM) disse ter ficado “perplexo” com o conteúdo da reunião ministerial do dia 22 de abril, que teve o vídeo liberado pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Segundo ACM Neto, “não é normal” o comportamento adotado pelo presidente e pelos ministros durante o encontro.

 

“Não, não é o normal. Os termos que foram usados naquela reunião são muito sérios, não apenas pelo presidente, mas por alguns dos seus ministros. Fiquei perplexo ao ver a ministra Damares, por exemplo, defender a prisão de prefeitos e governadores por estarem adotando as medidas de isolamento social”, falou o prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas.

 

“Isso para não falar das colocações de baixo calão, dos palavrões... claro que quando você está reunido com sua equipe de trabalho, as vezes vem uma palavra mais dura, isso é normal, mas dentro de um limite. Não é o que nós vimos”, acrescentou.

 

De acordo com ACM Neto, o vídeo da reunião foi “corretamente divulgado” pelo ministro para que cada uma das partes tirasse suas conclusões.

Histórico de Conteúdo