Pandemia faz Alemanha entrar em recessão após recuo de 2,2% no PIB
Foto: Moritz Hager / Divulgação

Um dos países mais ricos do mundo, a Alemanha não escapou dos impactos econômicos provocados pelo novo coronavírus e fechou os três primeiros meses deste ano em recessão.

 

Segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (25) pela Agência Federal de Estatísticas, o país registrou um recuo de 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano na comparação com os três últimos meses de 2019.

 

A recessão se dá quando ocorre queda do PIB por dois trimestres consecutivos. No quarto trimestre de 2019, o PIB da Alemanha já tinha recuado 0,1%. As principais quedas foram no consumo das famílias (3,2%) e nos setores de investimentos (6,9%) e nas exportações (3,1%).

Histórico de Conteúdo