Ex-sócio de Paulo Guedes faz questionamentos críticos sobre falas de reunião ministerial
Foto: Divulgação

Paulo Bilyk, CEO da Rio Bravo Investimentos e ex-sócio do ministro da Economia, Paulo Guedes, no Pactual, utilizou seu perfil no Twitter, na manhã deste sábado (23), para questionar de forma crítica as declarações feitas pela equipe de governo e pelo presidente Jair Bolsonaro na reunião ministerial do dia 22 de abril, segundo o colunista Lauro Jardim, do O Globo.  

 

“Qual a chance de uma empresa tocada do jeito daquela reunião dar certo? Ou uma escola então? Uma organização social? Até a Máfia, que sucesso teria assim? Qual a eficácia do caos? Seja qual for a ideologia, qual chance de dar certo?”, escreveu Bilyk. 

 

Na reunião ministerial do dia 22 de abril, que pode ser divulgada na íntegra por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Economia Paulo Guedes fez uma declaração polêmica sobre o desejo de privatizar o banco do Brasil. Aos presentes ele teria dito que era necessário “vender logo a porra do BB” (relembre aqui). 

 

Histórico de Conteúdo