MPF vai solicitar imagens de câmeras da rua de empresário que implicou Flávio Bolsonaro
Foto: Reprodução / Tribuna do Norte

A fim de comprovar a ocorrência da reunião em que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) teria revelado ao empresário Paulo Marinho que soube de uma operação da PF antes dela ser deflagrada, o Ministério Público Federal (MPF) vai solicitar imagens das câmeras de TV da casa e da rua onde o empresário vive, no Rio de Janeiro. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

 

Como relatado por Marinho à publicação e, posteriormente, ao MPF, no dia 13 de dezembro Flávio contou a ele que um delegado da Polícia Federal havia lhe repassado a informação privilegiada. Se tratava da Operação Furna da Onça, que investigou o então assessor do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Fabrício Queiroz. Ele é suspeito de participar de um esquema de "rachadinha" com desvio de recursos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro - na época, Flávio era deputado estadual pelo estado.

 

Essa informação teria sido vazada durante o segundo turno da eleição presidencial de 2018, com o parlamentar já eleito para o Senado. Com essa informação, ele teria demitido Queiroz e a filha do assessor, Nathalia, foi dispensada do gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Histórico de Conteúdo