Abraji e OAB Federal discutem Liberdade de imprensa e Justiça em seminário virtual
Foto: Divulgação

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e  Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) fazem na próxima quarta-feira (27) o seminário virtual "Liberdade de imprensa, Justiça e segurança dos jornalistas". O evento vai marcar a parceria entre as duas organizações, que fornecerá orientação jurídica básica para jornalistas vítimas de ameaças e assédio on-line.

 

Participarão o procurador-geral da República, Augusto Aras; os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes; o presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz; o diretor da Faculdade de Direito da USP, Floriano de Azevedo Marques Neto; o coordenador do Observatório de Liberdade de Imprensa da OAB Federal, Pierpaolo Bottini; o presidente da Abraji, Marcelo Träsel; e a repórter especial da Folha de S. Paulo Patricia Campos Mello. 

 

As discussões estarão focadas os recentes ataques direcionados a jornalistas, especialmente durante a pandemia de covid-19, e os riscos que esses episódios representam para a democracia.

 

"Agressões contra jornalistas devem ser repudiadas pela covardia do ato, não podendo ser toleradas pelas instituições e pela sociedade", afirmou o ministro do STF, Alexandre de Moraes.

 

Com a mesma linha de pensamento, o ministro Luís Roberto Barroso defende a liberdade de imprensa e o jornalismo profissional como formas de combater "o ódio, a mentira e a intolerância". Já o procurador-geral da República, Augusto Aras, caracteriza as recentes agressões como "de elevada gravidade".

 

As inscrições podem ser feitas neste link (clique aqui).

Histórico de Conteúdo