Sexta, 03 de Abril de 2020 - 12:50

PDT não recua de candidatura própria e fica mais distante de Bruno Reis

por Breno Cunha

PDT não recua de candidatura própria e fica mais distante de Bruno Reis
Foto: Max Haack/Secom

O PDT não recua da ideia de ter candidatura própria em Salvador na eleição deste ano. O partido, que estava próximo de Bruno Reis e era contado como um aliado certo na disputa eleitoral, está cada vez mais longe do Palácio Thomé de Souza.

 

O Bahia Notícias apurou que o grupo do vice-prefeito Bruno Reis pressionou Léo Prates nos últimos dias para fazê-lo renunciar à pré-candidatura para apoiar o nome do DEM.

 

Léo, no entanto, se recusa a sair do páreo antecipadamente, amparado pela decisão de Félix Mendonça Jr. de estar presente na disputa em Salvador, pelo menos no primeiro turno. No PDT, atualmente, existe uma divisão: Carlos Lupi quer que o partido apoie Bruno Reis, enquanto Félix prefere a independência neste momento.

 

As conversas ganham contornos preocupantes para a base governista, já que havia a expectativa de Henrique Carballal se filiar ao PDT para concorrer à reeleição. Sem essa hipótese, um outro partido teria que ser encontrado às pressas para acolher o vereador - o prazo encerra neste sábado.

 

Procurado, Félix Mendonça Jr. limitou-se a dizer que o PDT terá candidato próprio no primeiro turno da eleição municipal de Salvador. Secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates afirmou que não fala de política neste momento.

Histórico de Conteúdo