Bolsonaro diz que é 'provocação' pergunta sobre estado de saúde de segurança com Covid-19
Foto: Reprodução / Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro respondeu com irritação ao questionamento sobre a saúde de seu segurança diagnosticado com a Covid-19. Ao repórter do portal Metrópoles, Bolsonaro classificou a pergunta como “provocação” com o objetivo de “desgastar” sua imagem e o “indispor” com a opinião pública. Ari Celso Rocha Lima de Barros (39) está internado em estado grave no Hospital de Base do Distrito Federal (DF). 

 

“Pessoal, o que interessa aqui? Vamos ao que interessa, particularmente, para querer me desgastar, me indispor, não vou entrar nessa provocação com vocês aqui, não. Não vou entrar na provocação de vocês. Acabo agora a entrevista”, disse Bolsonaro.

 

O presidente se recusou a comentar o estado de saúde do segurança, que é capitão da Polícia Militar do DF, mas alegou que o paciente deve ter outros problemas de saúde para estar internado, fala que reforça a forma como o próprio presidente vem encarando e minimizando a Covid-19. "Deve ter algum um outro problema também”, afirmou o presidente, que prosseguiu: “Faleceu agora, eu vi na imprensa, uma mulher com sessenta e poucos anos, em Goiás, e ela tinha mais três problemas”, respondeu ao Metrópoles. 

 

O segurança deu entrada no Hospital de Base com coronavírus e em estado grave na noite dessa quarta-feira (25/03).
 

Histórico de Conteúdo