Prefeitura de São Paulo vai apoiar artistas na crise com R$103 milhões
Foto: João Bacelar/IPHAN

A suspensão de atividades e eventos devido a pandemia do coronavírus está afetando o setor cultural. Por isso, a Prefeitura de São Paulo vai apoiar artistas da cidade com R$ 103 milhões durante a crise. 

 

Com as medidas tomadas para evitar o aumento da contaminação, apresentações foram canceladas e ambientes culturais da capital paulista foram fechados, causando impacto financeiro no setor. 

 

Uma das ações que a prefeitura está promovendo, é o festival Janelas de São Paulo. Recentemente, vídeos circularam nas redes sociais de apresentações sendo feitas nas varandas, sacadas e janelas da Itália. A ideia é reproduzir esses cenários também aqui no Brasil durante o período de reclusão. 

 

Contratações feitas pelo Executivo municipal foram adiadas, mas serão mantidas para realização em datas posteriores, garantindo assim o pagamento dos artistas. Editais do setor serão antecipados para que as pesquisas e pré-produções possam ser realizados durante quarentena. 

 

Além disso, o Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promac), que permite incentivos fiscais com apoio de iniciativas culturais, será prorrogado para o dia 27 de maio. A prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura, administra 11 centros culturais, 18 casas de cultura e oito teatros, além do Theatro Municipal, além de bibliotecas e museus. 

Histórico de Conteúdo