Sábado, 18 de Janeiro de 2020 - 18:20

Chuva mata cinco pessoas no sul do Espírito Santo

Chuva mata cinco pessoas no sul do Espírito Santo
Foto: Assessoria de Comunicação do Governo

Com as fortes chuvas que atingem o sul do Espírito Santo desde sexta-feira (17), pelo menos cinco pessoas morreram. A maioria dos óbitos foi no município de Alfredo Chaves, que registrou o maior volume de chuvas nas últimas 24 horas - 249,2 milímetros. Das três vítimas locais, duras morreram soterradas após o desabamento de uma casa.

 

As outras duas vítimas fatais foram registradas na cidade de Iconha, segundo a Secretaria de Segurança e Defesa Social do estado.

 

De acordo com a Agência Brasil, os municípios também somam prejuízos. Em Iconha, por exemplo, uma passarela desabou, o hospital Danilo Monteiro de Castro foi inundado até o segundo andar e carros e árvores foram arrastados pela correnteza. Já em Alfredo Chaves, barreiras caíram na localidade de São Marcos e há diversos pontos de alagamento.

 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabiliza ainda deslizamento de terra na BR-101, na altura do km-434, o que deixou a pista parcialmente interditada. Outro deslizamento ocorreu próximo ao km-78 da BR-262, onde a pista também foi parcialmente interditada.

 

Segundo o portal, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, acompanhou o trabalho das equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros no município de Iconha. 

 

“No primeiro momento, vamos dar suporte a quem precisa de abrigo. Vamos ofertar água potável, alimento, materiais de higiene pessoal, colchões e medicamentos. Muitas casas estão sem água, então vamos disponibilizar caminhões-pipa e a Cesan [Companhia Espírito Santense de Saneamento] vai ajudar na limpeza das ruas. Estamos em contato com a ECO 101 [EcoRodovias] para que possam ajudar na retirada dos carros, pois muitos foram arrastados”, declarou em nota.

 

Por meio das redes sociais, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, disse que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) oferece "toda ajuda necessária à população capixaba".

Histórico de Conteúdo