Ibama não respeita área técnica e libera desmatamento em região de Mata Atlântica
Foto: GreenPeace

O presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Fortunato Bim, não respeitou dois pareceres da área técnica do órgão e liberou o desmatamento de uma área da Mata Atlântica no Paraná. As informações constam em documentos obtidos pelo jornal O Globo.

 

A Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do Brasil.

 

Reportagem do Globo destaca que a empresa beneficiada foi a Tibagi Energia. a companhia tentava desde o fim de 2018 obter as licenças para a construção de um canteiro de obras para uma usina hidrelétrica às margens do rio Tibagi. Para construir o canteiro, seria necessário o desmate de uma área de aproximadamente 14 hectares.

 

A legislação prevê que o licenciamento da obra seja estadual, mas neste caso como o desmate seria feito na Mata Atlântica a autorização teria de ter uma anuência prévia do Ibama.

 

Conforme a apuração do Globo, durante o processo de análise do pedido, os fiscais do Ibama detectaram que, mesmo antes de o órgão dar a autorização, a área já havia sido desmatada.

Histórico de Conteúdo