Deputados aliados de Bolsonaro pedem desfiliação do PSL sem perda de mandato
Foto: Agência Brasil

Deputados aliados do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) e filiados ao PSL entraram nesta terça-feira (17) com pedido de desfiliação sem perda de mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Conforme apurado pela Folha, 26 deputados alegaram que há justa causa para a saída do partido. Segundo eles, estão sendo perseguidos pela ala ligada ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PE).

 

A lista inclui os 14 deputados que foram suspensos pelo diretório nacional do PSL e que ainda se encontram em suas funções partidárias por causa de decisão da Justiça do Distrito Federal da semana passada.

 

"O episódio mais recente da perseguição contra os deputados foi a curiosa notificação de vários deputados no intervalo de dois dias. Representações que, ao invés de demonstrar a atuação individual e independente de filiados, foram produzidas com os mesmos termos, acompanhadas de notificações idênticas", afirmam na ação.

Histórico de Conteúdo