Sexta, 13 de Dezembro de 2019 - 14:20

Quatro motoristas de transporte por aplicativo são assassinados em Salvador

por Ailma Teixeira / Rebeca Menezes

Quatro motoristas de transporte por aplicativo são assassinados em Salvador
Foto: Divulgação / SSP-BA

Os corpos de quatro motoristas que fazem transporte por aplicativo foram encontrados no bairro de Santo Inácio, em Salvador, na manhã desta sexta-feira (13). Segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil, os corpos foram abandonados dentro de sacos plásticos, que estavam dentro de um carro na localidade chamada Paz e Vida, na entrada do bairro.

 

A corporação ressalta ainda que a identidade das vítimas ainda é desconhecida. Já a motivação e a autoria do crime estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios Múltiplos, vinculada à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

Outras informações colhidas pelo Bahia Notícias apontam que os motoristas foram acionados, um a um, via aplicativo. Além das vítimas fatais, um quinto motorista foi chamado e chegou perto do local, mas conseguiu se livrar da emboscada.

 

Em nota enviada ao Bahia Notícias, a Polícia Militar informou que a 48ª CIPM foi acionada por volta das 6h desta sexta-feira (13) com a informação de uma vítima de assalto, que foi rendida por bandido, mas conseguiu fugir até encontrar policiais do Batalhão de Guardas (BG) do Presídio da Mata Escura, onde informou que o veículo ficou na localidade. Guarnições da 48ª foram até o local, onde o carro da vítima de roubo foi encontrado, e, durantes diligências em busca dos autores do crime, foram encontrados os quatro corpos em sacos, e um outro veículo abandonado nas proximidades. O local foi isolado e a Polícia Técnica foi acionada.

 

O presidente do Sindicato dos Motoristas por Aplicativo e Condutores de Cooperativas do Estado da Bahia (Simactter-BA), Átila Santana, também confirmou o óbito dos colegas. Procurado pelo BN, ele disse que estava convocando a categoria para seguir em direção à sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) e cobrar providências.

Histórico de Conteúdo