Após 'problemas', investidores revoltados ameaçam fundadores da BinaryBit
Foto: Divulgação

Fundadores da BinaryBit – empresa que opera no mercado financeiro – foram ameaçados por investidores revoltados que não receberam o dinheiro aplicado. O Bahia Notícias recebeu mensagens de WhatsApp dos clientes que chegam a chamar os proprietários da empresa, que atua na Bahia, de "bandos de ladrões".

Em entrevista à reportagem, um dos fundadores, Ricardo Toro, confirmou as ameaças, mas disse que não prestou queixa na polícia. Segundo ele, uma reunião, que aconteceu nesta terça-feira (22) na casa dele em Salvador, tentou resolver "alguns problemas" e “acalmar” a situação. 

"Estabelecemos uma estratégia para resolver alguns problemas. Estive junto com eles. As pessoas estavam indignadas e queriam uma solução. Isso gerou tumulto, polêmicas", declarou Toro.




O fundador da BinaryBit afirmou, ainda, que desconhecia o "problema" porque "não fazia a gestão financeira". "O primeiro passo foi trocar o diretor das operações financeiras. A empresa vai funcionar e está disposta a resolver. Quem não quiser mais participar, vai receber o capital de volta. O produto é bom", pontuou. 

No mês passado, o Bahia Notícias tinha informado que o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) investiga a empresa por suspeita de praticar fraudes no mercado financeiro. A Promotoria de Justiça de Campinas pediu instauração de inquérito policial e o caso está com a Polícia (relembre aqui). Toro negou qualquer irregularidade (reveja aqui). 

Histórico de Conteúdo