Propaganda do pacote anticrime de Moro foi mais cara que campanha de Bolsonaro
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A campanha do pacote anticrime do ministro da Justiça Sérgio Moro, pelos cálculos do Tribunal de Contas da União (TCU), está estimada em R$ 10 milhões. Foi mais cara do que os R$ 2,4 milhões que Bolsonaro declarou ter gasto em sua campanha à Presidência, de acordo com jornal Estado de S.Paulo. 

 

Nesta semana, o plenário do TCU manteve a decisão provisória do ministro Vital do Rêgo, que mandou suspender imediatamente as campanhas publicitárias do pacote anticrime. Vital acolheu argumentos de que a campanha “espalha ódio” e, sem ouvir a unidade técnica, decidiu banir a campanha.

Histórico de Conteúdo