Governo arrecada R$ 8,915 bi com leilão de petróleo; Abrolhos não tem proposta
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) levou a leilão nesta quinta-feira (10), 36 blocos exploratórios de petróleo e gás, de acordo com o G1. Foram arrecadados R$ 8,915 bilhões em bônus de assinatura, um novo recorde nas recentes rodadas de concessões. O investimento mínimo previsto para os blocos é de R$ 1,579 bilhão.

Apenas 12 dos blocos ofertados foram arrematados. As áreas, ofertadas sob regime de concessão, estão nas bacias sedimentares marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos.

 

Nenhuma petroleira demonstrou interesse nos blocos das bacias de Camamu-Almada e Jacuípe, cujas concessões estavam sendo questionadas na Justiça Federal da Bahia pelo Ministério Público Federal.

 

As áreas estão próximas do Parque Marinho de Abrolhos. E, segundo o MPF, os estudos de viabilidade ambiental realizados na área não foram suficientes para afastar os riscos da atividade exploratória. 

 

Da mesma forma, não houve interesse na bacia de Pernambuco-Paraíba. Mas, neste caso, a questão ambiental não foi a razão do resultado.

Histórico de Conteúdo