Maia diz que não é momento oportuno para aumentar verbas do fundo eleitoral
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Enquanto parlamentares se articulam para aumentar a verba do fundo eleitoral, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirma que o país não vive um momento político bom para isso. Para ele, o ideal seria manter o fundo no mesmo valor da eleição de 2018, que foi de R$ 1,7 bilhão no período.

 

"O momento de crise fiscal vivido pelo Brasil não permite um valor maior para o fundo do que o da última eleição", declarou o presidente da Casa em entrevista ao Blog de Valdo Cruz, no G1. 

 

De acordo com a publicação, esse posicionamento pode derrotar a articulação de parlamentares que tentam elevar o fundo para mais de R$ 3 bilhões no próximo ano. Alguns senadores, como Randolfe Rodrigues (Rede-AP), já sinalizam contra o aumento, que será apreciado pela Senado nesta semana. "Essa brecha pode retirar dinheiro de emendas que hoje é usado para investimentos nos estados. Num momento de crise econômica, com falta de recursos para saúde e educação, isso é um escândalo", declarou. Com o apoio de outros parlamentares, ele planeja derrubar a proposta.

Histórico de Conteúdo