Subprocurador quer que TCU apure se há 'ilegalidade' no uso de aeronaves para caronas
Foto: Divulgação / FAB

O subprocurador-geral do Ministério Público de Contas, Lucas Furtado, representou uma ação no Tribunal de Contas da União (TCU) para o que órgão apure se há "abuso e ilegalidade" no uso de veículos públicos, "sobretudo aeronaves da FAB". No documento, ele lista notícias que relatam essas "caronas" em voos solicitados por autoridades desde o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

 

Segundo o blog Painel, da Folha de S. Paulo, Furtado cita ainda o caso mais recente, do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Familiares do capitão utilizaram um helicóptero da FAB para ir ao casamento do filho dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), em abril (saiba mais aqui). Ao ser questionado sobre o assunto, Bolsonaro minimizou o fato. "Eu fui a casamento do meu filho. A minha família ia comigo. Eu vou negar o helicóptero a ir para lá e mandar ir de carro? Não gastei nada do que já ia gastar", ironizou.

 

Depois disso, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) recorreu à Justiça Federal para que Bolsonaro pague pelo custo da viagem.

Histórico de Conteúdo