Quarta, 19 de Junho de 2019 - 16:40

Jornalista é morto a tiros em Maricá

Jornalista é morto a tiros em Maricá
Foto: Reprodução / Facebook

O jornalista Romário Barros, de 31 anos, foi morto a tiros na noite da última terça-feira (18), em Maricá, na região metropolitana do Rio. Romário é o idealizador do site Lei Seca Maricá. Já é o segundo jornalista assassinado na cidade em menos de trinta dias. No último dia 25 de maio, o dono do Jornal Maricá, Robson Giorno, foi executado perto de casa. Os dois eram conhecidos por noticiar fatos políticos da região.

 

O jornalista foi alvejado com três tiros na cabeça, enquanto dirigia seu carro. Nenhum objeto pessoal teria sido roubado. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí está investigando o caso e fez perícia no local, segundo o Estadão.

 

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), vai se encontrar nesta quarta-feira com o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinícius Braga, para falar sobre as investigações dos dois crimes e a da escalada da violência no município.

 

A prefeitura entende que "é inaceitável que em menos de um mês a cidade esteja passando pela segunda morte de um jornalista. Vamos cobrar uma ação rápida e efetiva do Estado para que os crimes sejam solucionados e uma resposta seja dada às famílias e a sociedade. Não aceitaremos a impunidade".

 

"Reforçamos nosso inteiro compromisso com a liberdade de imprensa e de expressão. Qualquer ato de violência deve ser repudiado. Reafirmamos ainda nossa permanente preocupação com a segurança de todos os que vivem e trabalham no município", concluiu a nota.

 

Na Bahia, o jornalista Jony Torres, da TV Bahia, sofreu um assalto na área rural de Esplanada, município do litoral norte do estado, na noite da última segunda-feira (17), onde ficou preso no porta-malas de seu carro enquanto os criminosos incendiavam o veículo (relembre aqui).

Histórico de Conteúdo