Juíza aumenta multa da Vale para R$ 300 milhões e quer explicações
Foto: Reprodução / Google Maps

Atendendo o pedido do Ministério Público (MP), a juíza Fernanda Machado, da Vara de Barão de Cocais (MG), decidiu aumentar o teto de uma multa aplicada à Vale para R$ 300 milhões, na última sexta-feira (17).

 

O MP revelou que, a mineradora não apresentou o estudo dos impactos relacionados ao eventual rompimento das estruturas da Mina de Congo Soco. A decisão ocorreu após notícias de movimentação do talude da cava norte da mina, que pode ter como consequência o rompimento da barragem, segundo a Agência Brasil.

 

A juíza determinou também que a Vale apresente, em 72 horas, um estudo atualizado de ruptura (dam break), levando em conta a zona de impacto como um todo (mancha de inundação que deve estar descrita no estudo hipotético de situação), considerando os cenários possíveis e os efeitos cumulativos e sinérgicos do conjunto de todas as estruturas que integram o complexo.

Histórico de Conteúdo